Procure no JP

quinta-feira, 24 de agosto de 2006

JP e a Taça OPG na Região dos Lagos (parte 2 de 2)

Buenas II!

Voltando a falar da aventura vivida nesta última quarta-feira no Rio de Janeiro, relato agora o segundo jogo do dia. Após acompanhar a partida Esprof x Silva Jardim, em Arraial do Cabo, meu destino agora era Araruama e eu tinha que ser muito rápido, pois o tempo estava milimetricamente cronometrado.

Depois de dois busões interurbanos, Arraial-Cabo Frio e Cabo Frio-Araruama, cheguei na cidade faltando 15 minutos para o início do grande espetáculo: Barcelona x Heliópolis, pelo Torneio OPG sub-20. O jeito então foi pegar um táxi, para descobrir onde seria a partida. Falo isso pelo seguinte motivo: na tabela disponível na Federação Carioca, o estádio indicado era o do XV de Araruama, mas na escala de árbitros, o local era Areal-Araruama. Perguntei logo para o taxista se os dois nomes se referiam ao mesmo estádio, mas logo descobri que não, que se tratavam de locais diferentes.

Achei melhor arriscar primeiro o estádio do XV... furada, cheguei lá e estava tudo fechado, então o jeito foi voar para o estádio do Areal, que ficava, por azar, do outro lado da cidade. Nisso o relógio já marcava 15:00 e eu já tinha desencanado da fotos das equipes posadas. Porém, chegando lá, qual não foi a surpresa: primeiro um susto com a pequena movimentação no local e depois a descoberta de que a equipe do Heliópolis ainda não tinha chegado. Em menos de 1 minuto que eu estava lá, apontaram duas vans na portão do Areal, com o time do Heliópolis dentro. Legal, o fantasma do WO estava afastado.

Recebido simpaticamente pelo pessoal local, e mesmo com todo atraso que estava rolando, o árbitro me autorizou a fazer as fotos oficiais e segue também uma da fachada do Estádio.


Fachada do Estádio Renato Lessa em Araruama. Foto: Emerson Ortunho.


Barcelona E.C. (sub-20) - Rio de Janeiro / RJ (mandando os jogos em Araruama / RJ). Foto: Emerson Ortunho.


Heliópolis A.C. (sub-20) - Belford Roxo / RJ. Foto: Emerson Ortunho.


Trio de arbitragem e capitães das equipes. Foto: Emerson Ortunho.


Mesmo longe de sua sede a equipe do Barcelona exibe sua bandeira no alambrado. Equipe do Heliópolis oferece uma flâmula a equipe do Barcelona, atitude simpática que está caindo no esquecimento. Fotos: Emerson Ortunho.

A partida começou com uma pegada que há tempos eu não via por aí. Parecia que era o jogo da vida das duas equipes. Um certo equilibrio tomava conta da partida, até que numa falha da defesa do Héliópolis, o Barça abriu o placar. Na seqüência da etapa o Heliópolis passou a procurar mais o jogo, mas ninguém conseguiu mexer no marcador e o primeiro tempo terminou no 1 a 0 mesmo.


Disputa de bola no primeiro tempo da partida. Foto: Emerson Ortunho.

No segundo tempo o jogo voltou mais eletrizante e o Heliópolis partiu pra cima da bem postada defesa do Barcelona, mas num contra-ataque rápido, quem ampliou o placar foi a equipe mandante. Com 2 a 0 a coisa parecia iria ficar fácil para o Barcelona, mas que nada, continuando em cima, o Heliópolis conseguiu diminuir o placar e botou fogo no jogo.


Mesmo deitado o capitão do Heliópolis marca o primeiro gol da equipe. Foto: Emerson Ortunho.

Apesar do forte calor, o jogo não parava, o Heliópolis atacava e o Barcelona contra-atacava, e foi assim que o Barça chegou ou terceiro gol, num belo chute por cobertura. Se alguém pensou que o Heliópolis desanimou, mas que nada, a insistência pelo empate continuava e em cobrança de pênalti a equipe de Belford Roxo encostou de novo no placar.


Escolhendo o canto onde eu estava o jogador do Heliópolis faz o segundo gol de sua equipe. Foto: Emerson Ortunho.

A pressão continuava, mas o Barça contando com a boa atuação do seu goleiro se segurava. Faltando uns oito minutos para o final da partida, saiu o gol mais bonito do jogo. A camisa 10 do Barcelona marcou um golaço, com direito a finta em dois zagueiros e no goleiro. Nos minutos faltantes o Heliópolis continuou sua batalha pelo gol, mas o bom setor defensivo do Barcelona segurou a partida até o fim.


Heliópolis tenta o gol no finalzinho da partida. Foto: Emerson Ortunho.

Final de jogo: Barcelona 4 x 2 Heliópolis. A vitória foi merecida, pois o Barcelona não desperdiçou suas chances na partida, já o Heliópolis teria melhor sorte no jogo se seus atacantes jogassem um pouquinho mais.

Mesmo entusiasmado pela bela partida, não me restava outra alternativa senão pegar o rumo de casa. Na saída do estádio fui abordado pelo árbitro da FERJ, Gelson da Silva Ferraz, que estava assistindo a partida e ficou curioso com a minha presença por lá. Expliquei que se tratava de um site, coisa e tal e ele prontamente me ofereceu uma carona para o Rodoviária, que era longe pra caramba dali. No caminho ainda paramos no estádio Mario Castanho que está sendo reformado e pintado nas cores do Guanabara, nova equipe da cidade. Ainda fiz umas fotos do local e depois seguimos até a rodoviária. Gelson, valeu mesmo pela carona e um grande abraço!

Depois de boas horas dormindo no confortável banco do busão estava de volta a São Paulo. Bom, só tenho a dizer que foi tudo fantástico e felizmente deu tudo certo... vi times que considero sensacionais e mais uma vez conheci lugares e pessoas legais.

Abraços!

Emerson

Nenhum comentário:

Postar um comentário