Procure no JP

sábado, 1 de janeiro de 2022

Guia JP da Copa São Paulo 2022 (Parte 4 de 4)

Texto e pesquisa: Fernando Martinez


Fechando o Guia JP da Copa São Paulo 2022, a terceira edição do mais completo levantamento sobre o torneio, agora seguem os Grupos 25 a 32. Aqui estão nada menos do que o Inter de Porto Alegre, atual campeão, o Palmeiras, o atual pentacampeão paulista sub-20, e o Flamengo.

No mais, espero que tenham gostado do guia. Quer fazer alguma crítica, sugestão, dúvida ou algo do tipo? Basta entrarem em contato com a gente. Ano que vem tem mais! 😊


Grupo 25 | Mogi das Cruzes

Número de vezes que foi sede: 6 (2000, 2016-2020)
Número de jogos que recebeu: 48
Número de estádios utilizados: 1 (Francisco Ribeiro Nogueira, 48 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 25:
25/01/74 Portuguesa 1x2 Internacional (Pacaembu)
06/01/79 Portuguesa 2x0 Internacional (Canindé)
14/12/80 Internacional 2x0 Portuguesa (Pacaembu)
14/01/88 Internacional 1x2 Portuguesa (Canindé)
18/01/89 Internacional 1x0 Portuguesa (Pacaembu)
19/01/93 Portuguesa 1x0 Internacional (Canindé)
10/01/96 Internacional 2x0 Portuguesa (Décio Vitta)
11/01/98 Portuguesa 1x2 Internacional (Antônio Soares de Oliveira)

Portuguesa

Número de participações: 49
Primeira/Última participação: 1971/2020
Melhor colocação: Campeão em 1991 e 2002

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 10º lugar com 327 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 201 (90-57-54)
Gols pró-Gols contra (saldo): 340-253 (87)

Total de cidades em que jogou: 22
Estádio em que mais jogou: Canindé (São Paulo), 70 jogos

Maior vitória: 8x0 Mixto (06/01/02, Antônio Fernandes) e 8x0 Atlético/RR (10/01/10, Antônio Soares de Oliveira)
Maior derrota: 0x6 Botafogo/RJ (12/12/70, CEE Pirituba)

Maior sequência de vitórias: 9 (entre 05/01/91 e 26/01/91)
Maior série invicta: 20 jogos (entre 07/01/01 e 15/01/04)
Maior sequência de derrotas: 3 (quatro vezes: entre 14/12/80 e 06/12/81, entre 17/01/95 e 10/01/96, entre 07/01/16 e 06/01/17 e entre 14/01/19 e 07/01/20)
Maior série sem vencer: 6 jogos (duas vezes: entre 11/01/95 e 13/01/96 e entre 03/01/16 e 08/01/17)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 13 (7-6)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 36-33-25/148-123
Retrospecto contra times do Rio Grande do Sul (V-E-D/GP-GC): 5-1-8/19-22
Retrospecto contra times de Roraima (V-E-D/GP-GC): 2-0-0/13-2

Internacional

Número de participações: 48
Primeira/Última participação: 1972/2020
Melhor colocação: Campeão em 1974, 1978, 1980, 1998 e 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 3º lugar com 409 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 230 (118-55-57)
Gols pró-Gols contra (saldo): 419-239 (180)

Total de cidades em que jogou: 39
Estádio em que mais jogou: Pacaembu (São Paulo), 28 jogos

Maior vitória: 12x0 Comerciário/MA (10/01/07, Vila Porto)
Maior derrota: 0x5 Guarani (13/01/19, Adail Nunes da Silva)

Maior sequência de vitórias: 6 (entre 06/01/80 e 20/01/80)
Maior série invicta: 18 jogos (entre 07/01/07 e 03/01/10)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 12/01/03 e 11/01/04)
Maior série sem vencer: 8 jogos (entre 13/01/02 e 05/01/05)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 22 (12-10)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 63-34-36/245-154
Retrospecto contra times de Roraima (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

São Raimundo/RR

Número de participações: 8
Primeira/Última participação: 2013/2020
Melhor colocação: 47º lugar em 2016

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 115º lugar com 23 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 25 (6-5-14)
Gols pró-Gols contra (saldo): 27-49 (-22)

Total de cidades em que jogou: 8
Estádio em que mais jogou: Vereador José Pereira (Sumaré), Sindicato dos Metalúrgicos (Tatuí), Martins Pereira (São José dos Campos), Nicolau Alayon (São Paulo), Jorge Ismael de Biasi (Novo Horizonte), Luís Augusto de Oliveira (São Carlos), Arena Barueri (Barueri) e Francisco Marques Figueira (Suzano), 3 jogos

Maior vitória: 4x1 Novoperário/MS (07/01/17, Jorge Ismael de Biasi) e 4x1 Confiança (10/01/18, Luís Augusto de Oliveira)
Maior derrota: 0x7 Grêmio (03/01/19, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 4 jogos (entre 09/01/15 e 07/01/16)
Maior sequência de derrotas: 3 (três vezes: entre 11/01/14 e 06/01/15, entre 10/01/16 e 05/01/17 e entre 03/01/19 e 10/01/19)
Maior série sem vencer: 4 jogos (entre 08/01/14 e 06/01/15)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-1-7/7-20
Retrospecto contra times do Rio Grande do Sul (V-E-D/GP-GC): 0-0-2/1-10

União Mogi

Número de participações: 6
Primeira/Última participação: 2000/2020
Melhor colocação: 35º lugar em 2000

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 158º lugar com 13 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 19 (3-4-12)
Gols pró-Gols contra (saldo): 13-43 (-30)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Francisco Ribeiro Nogueira (Mogi das Cruzes), 19 jogos

Maior vitória: 2x0 Treze (08/01/00, Francisco Ribeiro Nogueira)
Maior derrota: 1x6 Red Bull (05/01/16, Francisco Ribeiro Nogueira)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 3 jogos (entre 04/01/19 e 10/01/19)
Maior sequência de derrotas: 5 (entre 12/01/00 e 04/01/17)
Maior série sem vencer: 5 jogos (três vezes: entre 12/01/00 e 04/01/17, entre 08/01/17 e 04/01/19 e entre 10/01/19 e 08/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-2-4/3-12
Retrospecto contra times do Rio Grande do Sul (V-E-D/GP-GC): 0-0-2/0-7
Retrospecto contra times de Roraima (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou


Grupo 26 | Guarulhos

Número de vezes que foi sede: 19 (1994, 1998-2000, 2006-2020)
Número de jogos que recebeu: 134
Número de estádios utilizados: 1 (Antônio Soares de Oliveira, 134 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 26:
04/01/17 Guarulhos 2x1 Flamengo/SP (Antônio Soares de Oliveira)
06/01/17 Flamengo/SP 1x4 Avaí (Antônio Soares de Oliveira)
08/01/17 Guarulhos 1x4 Avaí (Antônio Soares de Oliveira)
06/01/18 Flamengo/SP 1x2 Guarulhos (Antônio Soares de Oliveira)
06/01/19 Flamengo/SP 2x0 Guarulhos (Antônio Soares de Oliveira)
03/01/20 Flamengo/SP 3x0 Guarulhos (Antônio Soares de Oliveira)

Flamengo/SP

Número de participações: 16
Primeira/Última participação: 1999/2020
Melhor colocação: 9º lugar em 2014

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 59º lugar com 69 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 54 (22-3-29)
Gols pró-Gols contra (saldo): 92-108 (-16)

Total de cidades em que jogou: 6
Estádio em que mais jogou: Antônio Soares de Oliveira (Guarulhos), 49 jogos

Maior vitória: 9x0 Imagine/TO (05/01/14, Antônio Soares de Oliveira)
Maior derrota: 0x8 Palmeiras (09/01/99, Antônio Soares de Oliveira)

Maior sequência de vitórias: 4 (entre 05/01/14 e 14/01/14)
Maior série invicta: 4 jogos (entre 05/01/14 e 14/01/14)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 10/01/10 e 12/01/11)
Maior série sem vencer: 4 jogos (entre 10/01/10 e 12/01/11)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 7-1-13/32-56
Retrospecto contra times de Santa Catarina (V-E-D/GP-GC): 0-1-1/2-5
Retrospecto contra times do Amapá (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Avaí

Número de participações: 15
Primeira/Última participação: 2003/2020
Melhor colocação: 4º lugar em 2009

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 31º lugar com 118 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 66 (34-16-16)
Gols pró-Gols contra (saldo): 133-92 (41)

Total de cidades em que jogou: 23
Estádio em que mais jogou: José Silveira Nunes (Louveira), 6 jogos

Maior vitória: 7x0 Inter de Limeira (03/01/19, Rua Javari)
Maior derrota: 0x5 São Paulo (09/01/10, Alfredo Chiavegatto)

Maior sequência de vitórias: 5 (duas vezes: entre 07/01/09 e 20/01/09 e entre 04/01/17 e 13/01/17)
Maior série invicta: 8 jogos (duas vezes: entre 07/01/09 e 06/01/10 e entre 09/01/19 e 16/01/20)
Maior sequência de derrotas: 2 (duas vezes: entre 09/01/10 e 05/01/12 e entre 09/01/13 e 12/01/13)
Maior série sem vencer: 7 jogos (entre 23/01/09 e 11/01/12)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 6 (3-3)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 18-10-7/64-45
Retrospecto contra times do Amapá (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/6-1

Guarulhos

Número de participações: 6
Primeira/Última participação: 1998/2020
Melhor colocação: 28º lugar em 1998

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 147º lugar com 15 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 19 (4-3-12)
Gols pró-Gols contra (saldo): 16-42 (-26)

Total de cidades em que jogou: 2
Estádio em que mais jogou: Antônio Soares de Oliveira (Guarulhos), 18 jogos

Maior vitória: 2x0 Madureira (09/01/19, Antônio Soares de Oliveira)
Maior derrota: 0x4 São Paulo (12/01/00, Antônio Soares de Oliveira), 0x4 Goiás (03/01/18, Antônio Soares de Oliveira) e 0x4 Santa Cruz (06/01/20, Antônio Soares de Oliveira)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 2 jogos (duas vezes: entre 05/01/00 e 08/01/00 e entre 06/01/18 e 09/01/18)
Maior sequência de derrotas: 3 (três vezes: entre 06/01/17 e 03/01/18, entre 12/01/18 e 06/01/19 e entre 03/01/20 e 09/01/20)
Maior série sem vencer: 4 jogos (duas vezes: entre 11/01/98 e 12/01/00 e entre 09/01/18 e 06/01/19)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 2-0-5/4-16
Retrospecto contra times de Santa Catarina (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/1-4
Retrospecto contra times do Amapá (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Santana/AP

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2010
Melhor colocação: 92º lugar em 2010

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 425º lugar com zero ponto

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (0-0-3)
Gols pró-Gols contra (saldo): 0-19 (-19)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Ítalo Mário Limongi (Indaiatuba), 3 jogos

Maior vitória: Nunca venceu
Maior derrota: 0x14 Santo André (09/01/20, Ítalo Mário Limongi)

Maior sequência de vitórias: Nunca venceu
Maior série invicta: 0
Maior sequência de derrotas: 3 (entre 04/01/10 e 09/01/10)
Maior série sem vencer: 3 jogos (entre 04/01/10 e 09/01/10)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-0-2/0-18
Retrospecto contra times de Santa Catarina (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou


Grupo 27 | Mauá

Número de vezes que foi sede: 3 (1985-1986, 2020)
Número de jogos que recebeu: 18
Número de estádios utilizados: 1 (Pedro Benedetti)

História dos confrontos entre os times do Grupo 27:
Nunca se enfrentaram

Atlético/GO

Número de participações: 11
Primeira/Última participação: 1994/2020
Melhor colocação: 19º lugar em 1994 e 1996

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 68º lugar com 49 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 37 (13-10-14)
Gols pró-Gols contra (saldo): 51-55 (-4)

Total de cidades em que jogou: 14
Estádio em que mais jogou: Estádio Santa Cruz (Ribeirão Preto), 6 jogos

Maior vitória: 4x0 Assisense (09/01/20, Antônio Viana da Silva)
Maior derrota: 0x5 Botafogo/SP (05/01/11, Santa Cruz)

Maior sequência de vitórias: 2 (três vezes: entre 05/01/17 e 07/01/17, entre 06/01/18 e 09/01/18 e entre 09/01/20 e 11/01/20)
Maior série invicta: 6 jogos (entre 09/01/19 e 13/01/20)
Maior sequência de derrotas: 3 (duas vezes: entre 10/01/99 e 05/01/11 e entre 10/01/15 e 04/01/16)
Maior série sem vencer: 4 jogos (entre 07/01/99 e 05/01/11)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 2 (0-2)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 7-6-6/27-27
Retrospecto contra times do Rio de Janeiro (V-E-D/GP-GC): 0-1-0/1-1

Volta Redonda

Número de participações: 5
Primeira/Última participação: 1994/2020
Melhor colocação: 7º lugar em 2019

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 98º lugar com 29 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 21 (8-5-8)
Gols pró-Gols contra (saldo): 20-30 (-10)

Total de cidades em que jogou: 7
Estádio em que mais jogou: Canindé (São Paulo), 5 jogos

Maior vitória: 3x0 Galvez (09/01/20, Ernesto Rocco)
Maior derrota: 0x7 São Paulo (10/01/94, Rua Javari)

Maior sequência de vitórias: 4 (entre 10/01/19 e 16/01/19)
Maior série invicta: 6 jogos (entre 10/01/19 e 03/01/20)
Maior sequência de derrotas: 3 (entre 08/01/94 e 12/01/94)
Maior série sem vencer: 8 jogos (entre 08/01/94 e 07/01/18)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (0-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 2-2-4/6-16
Retrospecto contra times de Goiás (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/1-0

Mauá FC

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2020
Melhor colocação: 77º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 245º lugar com quatro pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (1-1-1)
Gols pró-Gols contra (saldo): 4-5 (-1)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Pedro Benedetti (Mauá), 3 jogos

Maior vitória: 1x0 Nova Andradina (06/01/20, Pedro Benedetti)
Maior derrota: 1x3 Atlético Cearense (03/01/20, Pedro Benedetti)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 2 jogos (entre 06/01/20 e 09/01/20)
Maior sequência de derrotas: 1 (nunca perdeu dois jogos seguidos)
Maior série sem vencer: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem vencer)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Goiás (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times do Rio de Janeiro (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Mauaense

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 28 | Diadema

Número de vezes que foi sede: 4 (2017-2020)
Número de jogos que recebeu: 34
Número de estádios utilizados: 1 (Distrital do Inamar, 34 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 28:
Nunca se enfrentaram

Palmeiras

Número de participações: 51
Primeira/Última participação: 1969/2020
Melhor colocação: Vice-campeão em 1970 e 2003

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 5º lugar com 379 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 213 (111-46-56)
Gols pró-Gols contra (saldo): 430-237 (193)

Total de cidades em que jogou: 23
Estádio em que mais jogou: Palestra Itália (São Paulo), 34 jogos

Maior vitória: 8x0 Flamengo/SP (09/01/99, Antônio Soares de Oliveira)
Maior derrota: 0x4 Botafogo/RJ (30/01/71, CEE Pirituba)

Maior sequência de vitórias: 6 (entre 04/01/04 e 20/01/04)
Maior série invicta: 16 jogos (entre 05/01/03 e 09/01/05)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 12/01/91 e 13/01/92)
Maior série sem vencer: 9 jogos (entre 09/12/81 e 09/12/82)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 10 (3-7)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 38-27-30/166-113
Retrospecto contra times de Rondônia (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times do Rio Grande do Norte (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Água Santa

Número de participações: 5
Primeira/Última participação: 2016/2020
Melhor colocação: 19º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 74º lugar com 41 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 24 (12-5-7)
Gols pró-Gols contra (saldo): 41-25 (16)

Total de cidades em que jogou: 2
Estádio em que mais jogou: Distrital do Inamar (Diadema), 20 jogos

Maior vitória: 4x1 Jacobina (03/01/19, Distrital do Inamar)
Maior derrota: 2x4 Aquidauanense (06/01/19, Distrital do Inamar)

Maior sequência de vitórias: 3 (duas vezes: entre 02/01/16 e 06/01/16 e entre 07/01/20 e 12/01/20)
Maior série invicta: 4 jogos (duas vezes: entre 11/01/17 e 05/01/18 e entre 04/01/20 e 12/01/20)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 06/01/19 e 10/01/19)
Maior série sem vencer: 5 jogos (entre 06/01/19 e 04/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 3 (1-2)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 3-0-0/8-2
Retrospecto contra times de Rondônia (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times do Rio Grande do Norte (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Real Ariquemes/RO

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2019
Melhor colocação: 86º lugar em 2019

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 266º lugar com três pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (1-0-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 2-3 (-1)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Dario Rodrigues Leite (Guaratinguetá), 3 jogos

Maior vitória: 1x0 Bragantino (09/01/19, Dario Rodrigues Leite)
Maior derrota: 0x1 Juventude (03/01/19, Dario Rodrigues Leite)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 03/01/19 e 06/01/19)
Maior série sem vencer: 2 jogos (entre 03/01/19 e 06/01/19)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-0-1/2-2
Retrospecto contra times do Rio Grande do Norte (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

ASSU/RN

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2012
Melhor colocação: 92º lugar em 2012

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 401º lugar com zero ponto

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (0-0-3)
Gols pró-Gols contra (saldo): 2-13 (-11)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Major José Levi Sobrinho (Limeira), 3 jogos

Maior vitória: Nunca venceu
Maior derrota: 0x6 Santos (08/01/12, Major José Levi Sobrinho)

Maior sequência de vitórias: Nunca venceu
Maior série invicta: 0
Maior sequência de derrotas: 3 (entre 05/01/12 e 11/01/12)
Maior série sem vencer: 3 jogos (entre 05/01/12 e 11/01/12)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-0-2/1-9
Retrospecto contra times de Rondônia (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou


Grupo 29 | Barueri

Número de vezes que foi sede: 23 (1994, 1998-2009, 2011-2020)
Número de jogos que recebeu: 193
Número de estádios utilizados: 4 (Arena Barueri, 111 jogos; Orlando Baptista Novelli, 69 jogos; EM Vila Porto 10 jogos; Alphaville Tênis Clube, 3 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 29:
09/01/18 Oeste 0x2 Flamengo/RJ (Arena Barueri)

Flamengo/RJ

Número de participações: 34
Primeira/Última participação: 1977/2020
Melhor colocação: Campeão em 1990, 2011, 2016 e 2018

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 13º lugar com 277 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 159 (81-34-44)
Gols pró-Gols contra (saldo): 323-183 (140)

Total de cidades em que jogou: 26
Estádio em que mais jogou: Pacaembu (São Paulo), 12 jogos

Maior vitória: 11x1 Ypiranga/PE (09/01/08, Barão de Serra Negra)
Maior derrota: 0x4 Cruzeiro (24/01/98, Quintino de Lima)

Maior sequência de vitórias: 8 (entre 09/01/18 e 03/01/19)
Maior série invicta: 22 jogos (entre 03/01/10 e 15/01/14)
Maior sequência de derrotas: 4 (três vezes: entre 18/01/91 e 08/01/94, entre 21/01/98 e 09/01/99 e entre 11/01/19 e 10/01/20)
Maior série sem vencer: 4 jogos (cinco vezes: entre 30/11/82 e 09/12/82, entre 18/01/91 e 08/01/94, entre 21/01/98 e 09/01/99, entre 03/01/12 e 05/01/13 e entre 11/01/19 e 10/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 10 (8-2)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 45-19-26/160-100
Retrospecto contra times do Espírito Santo (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/0-1
Retrospecto contra times do Ceará (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/4-5

Oeste

Número de participações: 3
Primeira/Última participação: 2018/2020
Melhor colocação: 4º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 108º lugar com 25 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 15 (7-4-4)
Gols pró-Gols contra (saldo): 25-15 (-10)

Total de cidades em que jogou: 2
Estádio em que mais jogou: Arena Barueri (Barueri), 14 jogos

Maior vitória: 6x0 Sergipe (03/01/20, Arena Barueri)
Maior derrota: 0x2 Flamengo/RJ (09/01/18, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 2 (duas vezes: entre 03/01/19 e 06/01/19 e 03/01/20 e 07/01/20)
Maior série invicta: 4 jogos (entre 12/01/20 e 18/01/20)
Maior sequência de derrotas: 1 (nunca perdeu dois jogos seguidos)
Maior série sem vencer: 2 jogos (duas vezes: entre 10/01/19 e 12/01/19 e entre 14/01/20 e 16/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 3 (2-1)

Retrospecto contra times do Rio de Janeiro (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/0-2
Retrospecto contra times do Espírito Santo (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times do Ceará (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Floresta/CE

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2017
Melhor colocação: 87º lugar em 2017

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 278º lugar com três pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (1-0-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 6-10 (-4)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Arena Barueri (Barueri), 3 jogos

Maior vitória: 5x4 Audax (06/01/17, Arena Barueri)
Maior derrota: 1x5 Rio Branco/AC (08/01/17, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 1 (nunca perdeu dois jogos seguidos)
Maior série sem vencer: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem vencer)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-0-1/5-5
Retrospecto contra times do Rio de Janeiro (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times do Espírito Santo (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Forte Rio Bananal/ES

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 30 | São Paulo (Arena Ibrachina)

Número de vezes que foi sede: 51 (1969-2020)
Número de jogos que recebeu: 1.100*
Número de estádios utilizados (*não foi possível encontrar o local de três destes jogos): 19 (Nicolau Alayon, 292 jogos; Pacaembu, 218 jogos; Rua Javari, 139 jogos; Canindé, 129 jogos; Palestra Itália, 64 jogos; Parque São Jorge, 59 jogos; CEE Pirituba, 39 jogos; CT do São Paulo, 39 jogos; Ícaro de Castro Melo, 27 jogos; CEE Ibirapuera, 20 jogos; Distrital da Aclimação, 17 jogos; Campo da ADPM, 14 jogos; CEPEUSP, 13 jogos; Morumbi, 11 jogos; CEE Vicente Ítalo Feola, 6 jogos; Campo da Nitro-Química, 3 jogos; CT do Palmeiras, 3 jogos; CMTC Clube, 2 jogos; Arena Corinthians, 1 jogo; CE da Penha, 1 jogo)

História dos confrontos entre os times do Grupo 30:
Nunca se enfrentaram

Náutico

Número de participações: 14
Primeira/Última participação: 1990/2020
Melhor colocação: 19º lugar em 2017

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 69º lugar com 46 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 48 (10-16-22)
Gols pró-Gols contra (saldo): 56-76 (-20)

Total de cidades em que jogou: 16
Estádio em que mais jogou: Tenente Carriço (Penápolis), 6 jogos

Maior vitória: 5x1 Marília (05/01/19, Benito Agnelo Castellano)
Maior derrota: 0x4 Santos (09/01/00, Espanha) e 0x4 Palmeiras (06/01/01, Novelli Júnior)

Maior sequência de vitórias: 3 (entre 05/01/17 e 09/01/17)
Maior série invicta: 5 jogos (entre 05/01/17 e 03/01/18)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 13/01/01 e 12/01/03)
Maior série sem vencer: 20 jogos (entre 05/01/90 e 11/01/04)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 2 (0-2)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 9-11-10/38-47
Retrospecto contra times de Minas Gerais (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Inter de Limeira

Número de participações: 12
Primeira/Última participação: 1991/2020
Melhor colocação: 3º lugar em 2003

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 60º lugar com 69 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 49 (20-9-20)
Gols pró-Gols contra (saldo): 74-90 (-16)

Total de cidades em que jogou: 7
Estádio em que mais jogou: Major José Levi Sobrinho (Limeira), 32 jogos

Maior vitória: 5x1 Juventus (15/01/03, Major José Levi Sobrinho)
Maior derrota: 0x7 Avaí (03/01/19, Rua Javari)

Maior sequência de vitórias: 5 (entre 05/01/03 e 19/01/03)
Maior série invicta: 6 jogos (entre 22/01/91 e 19/01/03)
Maior sequência de derrotas: 3 (duas vezes: entre 04/01/04 e 11/01/04 e entre 03/01/20 e 09/01/20)
Maior série sem vencer: 7 jogos (entre 11/01/15 e 06/01/19)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (1-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 7-5-9/26-41
Retrospecto contra times de Pernambuco (V-E-D/GP-GC): 2-0-0/4-2
Retrospecto contra times de Minas Gerais (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/0-1

Ibrachina

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante

Serranense/MG

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 31 | São Paulo (Rua Javari)

Número de vezes que foi sede: 51 (1969-2020)
Número de jogos que recebeu: 1.100*
Número de estádios utilizados (*não foi possível encontrar o local de três destes jogos): 19 (Nicolau Alayon, 292 jogos; Pacaembu, 218 jogos; Rua Javari, 139 jogos; Canindé, 129 jogos; Palestra Itália, 64 jogos; Parque São Jorge, 59 jogos; CEE Pirituba, 39 jogos; CT do São Paulo, 39 jogos; Ícaro de Castro Melo, 27 jogos; CEE Ibirapuera, 20 jogos; Distrital da Aclimação, 17 jogos; Campo da ADPM, 14 jogos; CEPEUSP, 13 jogos; Morumbi, 11 jogos; CEE Vicente Ítalo Feola, 6 jogos; Campo da Nitro-Química, 3 jogos; CT do Palmeiras, 3 jogos; CMTC Clube, 2 jogos; Arena Corinthians, 1 jogo; CE da Penha, 1 jogo)

História dos confrontos entre os times do Grupo 31:
14/01/01 Portuguesa Santista 0x3 Juventus (Estádio Espanha)

Juventus

Número de participações: 51
Primeira/Última participação: 1969/2020
Melhor colocação: Campeão em 1985

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 11º lugar com 314 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 196 (91-41-64)
Gols pró-Gols contra (saldo): 320-231 (89)

Total de cidades em que jogou: 22
Estádio em que mais jogou: Rua Javari (São Paulo), 70 jogos

Maior vitória: 12x0 São Raimundo/AM (09/01/00, Francisco Marques Figueira)
Maior derrota: 0x5 São Paulo (15/01/09, Augusto Schmidt Filho)

Maior sequência de vitórias: 7 (entre 13/01/99 e 23/01/00)
Maior série invicta: 11 jogos (entre 08/01/05 e 10/01/07)
Maior sequência de derrotas: 7 (entre 11/01/72 e 14/01/76)
Maior série sem vencer: 7 jogos (três vezes: entre 11/01/72 e 14/01/76, entre 31/01/90 e 12/01/92 e entre 20/01/95 e 12/01/97)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 12 (5-7)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 37-21-29/115-111
Retrospecto contra times de Alagoas (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/4-1
Retrospecto contra times da Bahia (V-E-D/GP-GC): 2-0-2/5-5

CRB

Número de participações: 10
Primeira/Última participação: 2004/2020
Melhor colocação: 14º lugar em 2004

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 77º lugar com 38 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 35 (11-5-19)
Gols pró-Gols contra (saldo): 43-71 (-28)

Total de cidades em que jogou: 11
Estádio em que mais jogou: Ítalo Mário Limongi (Indaiatuba), 6 jogos

Maior vitória: 6x0 Fortaleza (05/01/14, Ítalo Mário Limongi)
Maior derrota: 0x6 Madureira (12/01/05, Domenico Paolo Metidiéri)

Maior sequência de vitórias: 3 (entre 04/01/04 e 11/01/04)
Maior série invicta: 4 jogos (entre 03/01/20 e 11/01/20)
Maior sequência de derrotas: 7 (entre 15/01/16 e 09/01/19)
Maior série sem vencer: 8 jogos (entre 11/01/16 e 09/01/09)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (1-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 4-3-9/15-33
Retrospecto contra times da Bahia (V-E-D/GP-GC): 0-0-2/3-8

Portuguesa Santista

Número de participações: 3
Primeira/Última participação: 1972/2005
Melhor colocação: 21º lugar em 1972

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 300º lugar com três pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 8 (1-0-7)
Gols pró-Gols contra (saldo):4-18 (-14)

Total de cidades em que jogou: 3
Estádio em que mais jogou: Estádio Espanha (Santos) e Euclides de Almeida (Cotia), 3 jogos

Maior vitória: 2x1 Sergipe (10/01/01, Estádio Espanha)
Maior derrota: 0x5 Internacional (12/01/05, Euclides de Almeida)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 14/01/01 e 12/01/05)
Maior série sem vencer: 4 jogos (entre 14/01/01 e 12/01/05)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-0-4/0-7
Retrospecto contra times de Alagoas (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times da Bahia (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Canaã/BA

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2020
Melhor colocação: 112º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 373º lugar com zero ponto

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (0-0-3)
Gols pró-Gols contra (saldo): 3-6 (-3)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 3 jogos

Maior vitória: Nunca venceu
Maior derrota: 1x2 Ceará (04/01/20, Nicolau Alayon), 1x2 Nacional (07/01/20, Nicolau Alayon) e 1x2 São Caetano (10/01/20, Nicolau Alayon)

Maior sequência de vitórias: Nunca venceu
Maior série invicta: 0
Maior sequência de derrotas: 3 (entre 04/01/20 e 10/01/20)
Maior série sem vencer: 3 jogos (entre 04/01/20 e 10/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-0-2/2-4
Retrospecto contra times de Alagoas (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou


Grupo 32 | São Paulo (Nicolau Alayon)

Número de vezes que foi sede: 51 (1969-2020)
Número de jogos que recebeu: 1.100*
Número de estádios utilizados (*não foi possível encontrar o local de três destes jogos): 19 (Nicolau Alayon, 292 jogos; Pacaembu, 218 jogos; Rua Javari, 139 jogos; Canindé, 129 jogos; Palestra Itália, 64 jogos; Parque São Jorge, 59 jogos; CEE Pirituba, 39 jogos; CT do São Paulo, 39 jogos; Ícaro de Castro Melo, 27 jogos; CEE Ibirapuera, 20 jogos; Distrital da Aclimação, 17 jogos; Campo da ADPM, 14 jogos; CEPEUSP, 13 jogos; Morumbi, 11 jogos; CEE Vicente Ítalo Feola, 6 jogos; Campo da Nitro-Química, 3 jogos; CT do Palmeiras, 3 jogos; CMTC Clube, 2 jogos; Arena Corinthians, 1 jogo; CE da Penha, 1 jogo)

História dos confrontos entre os times do Grupo 32:
09/01/99 Capivariano 3x0 Nacional (Carlos Colnaghi)
12/01/03 Capivariano 2x0 Nacional (Carlos Colnaghi)
10/01/06 Nacional 1x0 Coritiba (Nicolau Alayon)

Nacional/SP

Número de participações: 47
Primeira/Última participação: 1969/2020
Melhor colocação: Campeão em 1972 e 1988

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 16º lugar com 237 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 179 (63-48-68)
Gols pró-Gols contra (saldo): 229-236 (-7)

Total de cidades em que jogou: 13
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 102 jogos

Maior vitória: 5x1 Palmeiras (24/01/69, CEE Vicente Ítalo Feola) e 5x1 Atlético/PR (27/11/73, Nicolau Alayon)
Maior derrota: 0x6 Flamengo/RJ (11/01/17, Anacleto Campanella)

Maior sequência de vitórias: 4 (entre 07/01/06 e 10/01/07)
Maior série invicta: 11 jogos (entre 11/01/91 e 18/01/92)
Maior sequência de derrotas: 6 (entre 06/01/17 e 09/01/18)
Maior série sem vencer: 12 jogos (entre 18/01/76 e 13/01/79)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 11 (9-2)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 21-19-29/79-100
Retrospecto contra times do Paraná (V-E-D/GP-GC): 7-1-1/19-7
Retrospecto contra times do Distrito Federal (V-E-D/GP-GC): 2-0-0/5-2

Coritiba

Número de participações: 31
Primeira/Última participação: 1971/2020
Melhor colocação: 3º lugar em 2012

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 22º lugar com 205 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 125 (58-31-36)
Gols pró-Gols contra (saldo): 240-165 (75)

Total de cidades em que jogou: 29
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 9 jogos

Maior vitória: 10x0 União Barbarense (02/01/16, Alfredo de Castilho)
Maior derrota: 0x4 Fluminense (22/01/12, Luís Augusto de Oliveira)

Maior sequência de vitórias: 4 (entre 04/01/12 e 15/01/12)
Maior série invicta: 14 jogos (entre 11/01/14 e 11/01/17)
Maior sequência de derrotas: 3 (três vezes: entre 04/01/98 e 11/01/98, entre 17/01/99 e 09/01/00 e entre 15/01/08 e 07/01/09)
Maior série sem vencer: 5 jogos (quatro vezes: entre 23/01/71 e 12/10/71, entre 12/01/97 e 06/01/99, entre 13/01/99 e 12/01/00 e entre 20/01/04 e 12/01/05)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 12 (4-8)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 31-18-21/133-89
Retrospecto contra times do Distrito Federal (V-E-D/GP-GC): 1-0-1/3-5

Capivariano

Número de participações: 12
Primeira/Última participação: 1985/2020
Melhor colocação: 7º lugar em 1999

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 63º lugar com 56 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 43 (17-5-21)
Gols pró-Gols contra (saldo): 64-76 (-12)

Total de cidades em que jogou: 6
Estádio em que mais jogou: Carlos Colnaghi (Capivari), 31 jogos

Maior vitória: 6x0 Genus (05/01/17, Carlos Colnaghi)
Maior derrota: 0x10 Fluminense (06/01/16, Carlos Colnaghi)

Maior sequência de vitórias: 3 (três vezes: entre 08/01/95 e 14/01/95, entre 09/01/99 e 17/01/99 e entre 09/01/19 e 06/01/20)
Maior série invicta: 4 jogos (duas vezes: entre 09/01/99 e 20/01/99 e entre 09/01/19 e 09/01/20)
Maior sequência de derrotas: 3 (duas vezes: entre 05/01/85 e 10/01/85 e entre 05/01/00 e 12/01/00)
Maior série sem vencer: 5 jogos (entre 20/01/99 e 07/01/01)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 2 (0-2)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 7-0-9/22-27
Retrospecto contra times do Paraná (V-E-D/GP-GC): 0-1-1/3-5
Retrospecto contra times do Distrito Federal (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Real/DF

Número de participações: 2
Primeira/Última participação: 2018/2020
Melhor colocação: 48º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 167º lugar com 10 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 8 (3-1-4)
Gols pró-Gols contra (saldo): 12-13 (-1)

Total de cidades em que jogou: 4
Estádio em que mais jogou: Vereador José Feres (Taboão da Serra) e Francisco Ribeiro Nogueira (Mogi das Cruzes), 3 jogos

Maior vitória: 5x1 União Mogi (05/01/20, Francisco Ribeiro Nogueira)
Maior derrota: 1x4 Audax (12/01/18, José Liberatti)

Maior sequência de vitórias: 2 (entre 05/01/20 e 08/01/20)
Maior série invicta: 2 jogos (duas vezes: entre 07/01/18 e 10/01/18 e entre 05/01/20 e 08/01/20)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 12/01/18 e 02/01/20)
Maior série sem vencer: 2 jogos (duas vezes: entre 04/01/18 e 07/01/18 e entre 12/01/18 e 02/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 2-1-1/8-6
Retrospecto contra times do Paraná (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Guia JP da Copa São Paulo 2022 (Parte 3 de 4)

Texto e pesquisa: Fernando Martinez


Agora está no ar a terceira parte da terceira edição do Guia JP da Copa São Paulo 2022, agora com os grupos 17 a 24. Nessa nova leva, São Paulo e Vasco da Gama se destacam, ambos finalistas em 2019.


Grupo 17 | Porto Feliz

Número de vezes que foi sede: 10 (2008, 2010-2013, 2016-2020)
Número de jogos que recebeu: 65
Número de estádios utilizados: 2 (Ernesto Rocco, 47 jogos; Julien Fouque, 18 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 17:
09/01/00 Botafogo/SP 1x2 Goiás (Estádio Santa Cruz)
14/01/09 Goiás 2x1 Desportivo Brasil (Hermínio Esposito)
12/01/11 Desportivo Brasil 4x1 Goiás (Julien Fouque)

Goiás

Número de participações: 30
Primeira/Última participação: 1973/2020
Melhor colocação: Vice-campeão em 2013

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 21º lugar com 208 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 120 (60-28-32)
Gols pró-Gols contra (saldo): 250-150 (100)

Total de cidades em que jogou: 32
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 17 jogos

Maior vitória: 8x0 Piauí (07/01/06, Quintino de Lima)
Maior derrota: 0x3 São Paulo (26/01/91, Pacaembu) e 0x3 Santos (13/01/10, Augusto Schmidt Filho)

Maior sequência de vitórias: 5 (duas vezes: entre 12/01/97 e 14/01/98 e entre 06/01/13 e 18/01/13)
Maior série invicta: 13 jogos (entre 05/01/03 e 10/01/06)
Maior sequência de derrotas: 2 (nove vezes: entre 24/11/73 e 01/12/74, entre 14/01/89 e 06/01/90, entre 24/01/91 e 26/01/91, entre 14/01/99 e 05/01/00, entre 09/01/02 e 13/01/02, entre 16/01/07 e 06/01/08, entre 09/01/11 e 12/01/11, entre 25/01/13 e 05/01/14 e entre 12/01/19 e 02/01/20)
Maior série sem vencer: 5 jogos (entre 22/01/91 e 09/01/97)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 5 (3-2)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 32-17-19/124-89
Retrospecto contra times do Maranhão (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/7-0

Botafogo/SP

Número de participações: 29
Primeira/Última participação: 1981/2020
Melhor colocação: Vice-campeão em 1983 e 2015

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 26º lugar com 181 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 120 (50-31-39)
Gols pró-Gols contra (saldo): 200-173 (27)

Total de cidades em que jogou: 22
Estádio em que mais jogou: Estádio Santa Cruz (Ribeirão Preto), 32 jogos

Maior vitória: 6x0 Gama (10/01/12, Otacília Patrício Arroyo)
Maior derrota: 0x6 Internacional (02/01/16, Luís Augusto de Oliveira)

Maior sequência de vitórias: 4 (entre 19/01/92 e 12/01/93)
Maior série invicta: 11 jogos (entre 17/01/93 e 16/01/96)
Maior sequência de derrotas: 4 (duas vezes: entre 11/01/92 e 17/01/92 e entre 19/01/96 e 12/01/97)
Maior série sem vencer: 5 (duas vezes: entre 07/12/80 e 03/12/82 e entre 18/01/90 e 17/01/92)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 7 (4-3)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 18-11-20/72-71
Retrospecto contra times do Maranhão (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Goiás (V-E-D/GP-GC): 2-3-2/10-6

Desportivo Brasil

Número de participações: 12
Primeira/Última participação: 2009/2020
Melhor colocação: 3º lugar em 2011

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 43º lugar com 91 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 53 (27-10-16)
Gols pró-Gols contra (saldo): 103-63 (40)

Total de cidades em que jogou: 11
Estádio em que mais jogou: Ernesto Rocco (Porto Feliz), 25 jogos

Maior vitória: 5x0 Ceará (03/01/10, Julien Fouque)
Maior derrota: 2x5 Paraná (11/01/14, Sindicato dos Metalúrgicos)

Maior sequência de vitórias: 6 (entre 05/01/11 e 20/01/11)
Maior série invicta: 14 jogos (entre 13/01/10 e 18/01/12)
Maior sequência de derrotas: 2 (duas vezes: entre 11/01/09 e 14/01/09 e entre 15/01/13 e 05/01/14)
Maior série sem vencer: 4 jogos (entre 06/01/19 e 03/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 6 (2-4)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 8-3-2/28-15
Retrospecto contra times do Maranhão (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/1-0
Retrospecto contra times de Goiás (V-E-D/GP-GC): 2-0-2/10-7

IAPE/MA

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2011
Melhor colocação: 57º lugar em 2011

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 261º lugar com três pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (1-0-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 6-7 (-1)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Hermínio Ometto (Araras), 3 jogos

Maior vitória: 3x1 União Barbarense (10/01/11, Hermínio Ometto)
Maior derrota: 1x3 União São João (04/01/11, Hermínio Ometto)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 04/01/11 e 07/01/11)
Maior série sem vencer: 2 jogos (entre 04/01/11 e 07/01/11)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-0-1/4-4
Retrospecto contra times do Maranhão (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Goiás (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou


Grupo 18 | Jundiaí

Número de vezes que foi sede: 9 (1996-1998, 2004-2005, 2017-2020)
Número de jogos que recebeu: 63 jogos
Número de estádios utilizados: 1 (Jaime Cintra, 63 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 18:
12/01/11 São Bernardo FC 2x2 Paulista (Baetão)
08/01/14 São Bernardo FC 3x0 Paulista (Baetão)
09/01/18 São Bernardo FC 0x0 Ceará (Baetão)

Paulista

Número de participações: 27
Primeira/Última participação: 1984/2020
Melhor colocação: Campeão em 1997

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 25º lugar com 181 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 107 (55-16-36)
Gols pró-Gols contra (saldo): 218-157 (61)

Total de cidades em que jogou: 19
Estádio em que mais jogou: Jaime Cintra (Jundiaí), 32 jogos

Maior vitória: 8x0 Taubaté (03/01/10, Joaquim de Moraes Filho)
Maior derrota: 1x6 Audax (05/01/16, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 9 (entre 07/01/16 e 22/01/17)
Maior série invicta: 9 jogos (duas vezes: entre 09/01/97 e 11/01/98 e entre 07/01/16 e 22/01/17)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 17/01/12 e 12/01/13)
Maior série sem vencer: 9 jogos (entre 04/01/18 e 09/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (1-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 21-9-16/91-74
Retrospecto contra times do Ceará (V-E-D/GP-GC): 3-0-1/9-3
Retrospecto contra times do Pará (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

São Bernardo FC

Número de participações: 15
Primeira/Última participação: 2006/2020
Melhor colocação: 3º lugar em 2007

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 42º lugar com 92 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 56 (26-14-16)
Gols pró-Gols contra (saldo): 104-66 (38)

Total de cidades em que jogou: 5
Estádio em que mais jogou: Baetão (São Bernardo do Campo), 45 jogos

Maior vitória: 5x0 Ypiranga/PE (10/01/08, Baetão) e 5x0 Fast Club (04/01/17, Baetão)
Maior derrota: 0x3 Primeira Camisa (04/01/10, Baetão) e 0x3 Atlético/MG (10/01/15, Baetão)

Maior sequência de vitórias: 3 (entre 03/01/16 e 07/01/16)
Maior série invicta: 6 jogos (duas vezes: entre 07/01/07 e 21/01/07 e entre 06/01/13 e 11/01/14)
Maior sequência de derrotas: 2 (duas vezes: entre 07/01/06 e 10/01/06 e entre 13/01/08 e 16/01/08)
Maior série sem vencer: 3 jogos (três vezes: entre 07/01/09 e 04/01/10, entre 09/01/11 e 04/01/12 e entre 11/01/12 e 06/01/13)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (1-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 5-5-3/23-17
Retrospecto contra times do Ceará (V-E-D/GP-GC): 0-2-0/1-1
Retrospecto contra times do Pará (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Ceará

Número de participações: 14
Primeira/Última participação: 1973/2020
Melhor colocação: 13º lugar em 2016

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 62º lugar com 65 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 50 (18-11-21)
Gols pró-Gols contra (saldo): 66-81 (-15)

Total de cidades em que jogou: 17
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 6 jogos

Maior vitória: 6x0 Rio Branco/AC (06/01/18, Baetão)
Maior derrota: 0x5 São Paulo (03/01/09, Augusto Schmidt Filho), 0x5 Desportivo Brasil (03/01/10, Julien Fouque) e 0x5 Palmeiras (14/01/15, Major José Levi Sobrinho)

Maior sequência de vitórias: 2 (seis vezes: entre 08/01/14 e 11/01/14, entre 08/01/15 e 11/01/15, entre 04/01/16 e 06/01/16, entre 04/01/17 e 06/01/17, entre 03/01/18 e 06/01/18 e entre 04/01/20 e 07/01/20)
Maior série invicta: 5 jogos (entre 09/01/13 e 11/01/14)
Maior sequência de derrotas: 4 (duas vezes: entre 08/01/85 e 07/01/19 e entre 06/01/11 e 05/01/12)
Maior série sem vencer: 7 jogos (duas vezes: entre 09/12/72 e 07/01/09 e entre 03/01/10 e 05/01/12)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (1-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 9-7-12/31-49
Retrospecto contra times do Pará (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Bragantino/PA

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 19 | Jaguariúna

Número de vezes que foi sede: 6 (2010-2013, 2019-2020)
Número de jogos que recebeu: 54
Número de estádios utilizados: 1 (Alfredo Chiavegatto, 54 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 19:
Nunca se enfrentaram

ABC

Número de participações: 14
Primeira/Última participação: 1999/2020
Melhor colocação: 28º lugar em 2016

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 70º lugar com 45 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 45 (12-9-24)
Gols pró-Gols contra (saldo): 56-92 (-36)

Total de cidades em que jogou: 13
Estádio em que mais jogou: Baetão (São Bernardo do Campo), 10 jogos

Maior vitória: 4x0 Manthiqueira (09/01/20, Dario Rodrigues Leite)
Maior derrota: 0x7 Mogi Mirim (12/01/13, Otacília Patrício Arroyo)

Maior sequência de vitórias: 2 (duas vezes: entre 13/01/09 e 04/01/10 e entre 06/01/15 e 10/01/15)
Maior série invicta: 5 jogos (entre 07/01/16 e 05/01/17)
Maior sequência de derrotas: 6 (entre 09/01/05 e 06/01/08)
Maior série sem vencer: 6 jogos (duas vezes: entre 09/01/05 e 06/01/08 e entre 14/01/16 e 06/01/18)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (0-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 9-4-12/38-56
Retrospecto contra times do Piauí (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Red Bull Bragantino

Número de participações: 11
Primeira/Última participação: 1990/2019
Melhor colocação: 4º lugar em 2001

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 61º lugar com 66 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 50 (18-12-20)
Gols pró-Gols contra (saldo): 71-85 (-14)

Total de cidades em que jogou: 13
Estádio em que mais jogou: Francisco Ribeiro Nogueira (Mogi das Cruzes) e Marcelo Stéfani (Bragança Paulista), 7 jogos

Maior vitória: 4x0 Fluminense (12/01/93, Marcelo Stéfani) e 4x0 Ríver/PI (08/01/17, Francisco Ribeiro Nogueira)
Maior derrota: 0x5 Grêmio (07/01/12, José Liberatti)

Maior sequência de vitórias: 5 (entre 04/01/01 e 17/01/01)
Maior série invicta: 9 jogos (entre 12/01/90 e 12/01/93)
Maior sequência de derrotas: 7 (entre 23/01/01 e 07/01/12)
Maior série sem vencer: 12 jogos (entre 21/01/01 e 06/01/16)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 3 (2-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 6-4-10/32-38
Retrospecto contra times do Piauí (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/4-0
Retrospecto contra times do Rio Grande do Norte (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Fluminense/PI

Número de participações: 5
Primeira/Última participação: 2002/2020
Melhor colocação: 35º lugar em 2011

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 138º lugar com 16 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 15 (4-4-7)
Gols pró-Gols contra (saldo): 24-42 (-18)

Total de cidades em que jogou: 5
Estádio em que mais jogou: Prefeito José Costa (Espírito Santo do Pinhal), Francisco Marques Figueira (Suzano), Fonte Luminosa (Araraquara), José Silveira Nunes (Louveira) e Lancha Filho (Franca)

Maior vitória: 5x4 São Caetano (12/01/11, José Silveira Nunes)
Maior derrota: 0x6 São Paulo (08/01/04, Francisco Marques Figueira)

Maior sequência de vitórias: 3 (entre 09/01/11 e 03/01/20)
Maior série invicta: 3 jogos (entre 09/01/11 e 03/01/20)
Maior sequência de derrotas: 2 (três vezes: entre 09/01/02 e 13/01/02, entre 08/01/04 e 12/01/04 e entre 14/01/07 e 05/01/11)
Maior série sem vencer: 6 jogos (entre 08/01/04 e 05/01/11)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 3-3-4/17-27
Retrospecto contra times do Rio Grande do Norte (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Jaguariúna

Número de participações: 2
Primeira/Última participação: 2019/2020
Melhor colocação: 103º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 357º lugar com um ponto

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 6 (0-1-5)
Gols pró-Gols contra (saldo): 5-15 (-10)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Alfredo Chiavegatto (Jaguariúna), 6 jogos

Maior vitória: Nunca venceu
Maior derrota: 0x4 Flamengo/RJ (09/01/19, Alfredo Chiavegatto)

Maior sequência de vitórias: Nunca venceu
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 3 (entre 03/01/19 e 09/01/19)
Maior série sem vencer: 6 jogos (entre 03/01/19 e 09/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-1-0/2-2
Retrospecto contra times do Piauí (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/1-2

Retrospecto contra times do Rio Grande do Norte (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou


Grupo 20 | Itapira

Número de vezes que foi sede: 3 (2018-2020)
Número de jogos que recebeu: 24
Número de estádios utilizados: 1 (Francisco Vieira, 24 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 20:
Nunca se enfrentaram

Cruzeiro

Número de participações: 41
Primeira/Última participação: 1972/2020
Melhor colocação: Campeão em 2007

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 6º lugar com 340 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 182 (99-43-40)
Gols pró-Gols contra (saldo): 366-188 (178)

Total de cidades em que jogou: 34
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 11 jogos

Maior vitória: 14x0 Vasco de Itapecerica da Serra (20/10/73, Nicolau Alayon)
Maior derrota: 1x5 América/SP (10/01/06, Benedito Teixeira)

Maior sequência de vitórias: 7 (entre 10/01/01 e 20/01/02)
Maior série invicta: 18 jogos (entre 16/01/07 e 17/01/09)
Maior sequência de derrotas: 3 (duas vezes: entre 14/01/84 e 08/01/85 e entre 10/01/93 e 08/01/94)
Maior série sem vencer: 9 jogos (entre 14/01/84 e 07/01/90)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 14 (8-6)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 53-23-25/202-113
Retrospecto contra times do Tocantins (V-E-D/GP-GC): 2-0-0/6-0
Retrospecto contra times de Pernambuco (V-E-D/GP-GC): 3-1-0/6-2

Palmas/TO

Número de participações: 5
Primeira/Última participação: 2003/2016
Melhor colocação: 46º lugar em 2005

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 237º lugar com cinco pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 15 (1-2-12)
Gols pró-Gols contra (saldo): 9-53 (-44)

Total de cidades em que jogou: 5
Estádio em que mais jogou: Joaquim de Moraes Filho (Taubaté), Décio Vitta (Americana), Primeiro de Maio (São Bernardo do Campo), Arena Barueri (Barueri) e Alfredo de Castilho (Bauru), 3 jogos

Maior vitória: 2x1 Palestra (05/01/05, Primeiro de Maio)
Maior derrota: 0x10 São Paulo (04/01/12, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 2 jogos (entre 05/01/05 e 09/01/05)
Maior sequência de derrotas: 7 (entre 12/01/05 e 06/01/16)
Maior série sem vencer: 8 jogos (entre entre 09/01/15 e 06/01/16)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-0-7/4-33
Retrospecto contra times de Minas Gerais (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/0-1
Retrospecto contra times de Pernambuco (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Itapirense

Número de participações: 3
Primeira/Última participação: 2018/2020
Melhor colocação: 30º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 142º lugar com 15 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 12 (4-3-5)
Gols pró-Gols contra (saldo): 19-21 (-2)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Francisco Vieira (Itapira), 12 jogos

Maior vitória: 3x1 Jacuipense (04/01/20, Francisco Vieira)
Maior derrota: 0x3 Vasco da Gama (10/01/20, Francisco Vieira)

Maior sequência de vitórias: 2 (entre 04/01/20 e 07/01/20)
Maior série invicta: 3 jogos (entre 04/01/18 e 10/01/18)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 12/01/18 e 03/01/19)
Maior série sem vencer: 4 jogos (entre 07/01/18 e 03/01/19)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (1-0)

Retrospecto contra times do Tocantins (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Minas Gerais (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Pernambuco (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Retrô/PE

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2020
Melhor colocação: 107º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 332º lugar com um ponto

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (0-1-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 2-5 (-3)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Lancha Filho (Franca), 3 jogos

Maior vitória: Nunca venceu
Maior derrota: 0x2 Corinthians (03/01/20, Lancha Filho)

Maior sequência de vitórias: Nunca venceu
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 03/01/20 e 06/01/20)
Maior série sem vencer: 3 jogos (entre 03/01/20 e 09/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-0-2/1-4
Retrospecto contra times do Tocantins (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Minas Gerais (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou


Grupo 21 | São Caetano do Sul

Número de vezes que foi sede: 6 (1978-1980, 1993, 2017)
Número de jogos que recebeu: 44
Número de estádios utilizados: 2 (Anacleto Campanella, 41 jogos; Campo da GM, 3 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 21:
Nunca se enfrentaram

São Paulo

Número de participações: 49
Primeira/Última participação: 1971/2020
Melhor colocação: Campeão em 1993, 2000, 2010 e 2019

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 2º lugar com 562 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 270 (169-55-46)
Gols pró-Gols contra (saldo): 611-232 (379)

Total de cidades em que jogou: 22
Estádio em que mais jogou: Pacaembu (São Paulo), 39 jogos

Maior vitória: 10x0 Juventus/AC (07/01/08, Augusto Schmidt Filho) e 10x0 Palmas (04/01/12, Arena Barueri)
Maior derrota: 1x5 Atlético/MG (18/01/14, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 11 (entre 19/01/93 e 22/01/94)
Maior série invicta: 20 jogos (entre 15/01/93 e 22/01/95)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 14/02/75 e 11/01/78)
Maior série sem vencer: 5 jogos (entre 13/01/79 e 12/01/80)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 25 (14-11)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 68-22-26/240-118
Retrospecto contra times de Alagoas (V-E-D/GP-GC): 2-1-0/8-1
Retrospecto contra times da Paraíba (V-E-D/GP-GC): 2-0-0/12-0

São Caetano

Número de participações: 21
Primeira/Última participação: 1993/2020
Melhor colocação: 6º lugar em 2015

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 37º lugar com 105 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 74 (29-18-27)
Gols pró-Gols contra (saldo): 150-118 (32)

Total de cidades em que jogou: 17
Estádio em que mais jogou: Vereador José Feres (Taboão da Serra), 9 jogos

Maior vitória: 9x1 Radium (09/01/02, São Sebastião)
Maior derrota: 0x4 Corinthians (10/01/93, Anacleto Campanella) e 0x4 Pão de Açúcar (09/01/11, José Silveira Nunes)

Maior sequência de vitórias: 3 (quatro vezes: entre 09/01/02 e 04/01/04, entre 07/01/15 e 15/01/15, entre 07/01/16 e 06/01/17 e entre 07/01/19 e 12/01/19)
Maior série invicta: 7 jogos (entre 09/01/18 e 04/01/20)
Maior sequência de derrotas: 3 (três vezes: entre 10/01/01 e 06/01/02, entre 05/01/11 e 12/01/11 e entre 13/01/17 e 06/01/18)
Maior série sem vencer: 8 jogos (entre 05/01/05 e 11/01/07)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 3 (1-2)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 12-6-11/56-51
Retrospecto contra times de Alagoas (V-E-D/GP-GC): 2-0-0/11-2
Retrospecto contra times da Paraíba (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Perilima/PB

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2020
Melhor colocação: 102º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 324º lugar com um ponto

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (0-1-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 5-7 (-2)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Jardim Martins (Cravinhos), 3 jogos

Maior vitória: Nunca venceu
Maior derrota: 0x1 Juventude (06/01/20, Jardim Martins)

Maior sequência de vitórias: Nunca venceu
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 06/01/20 e 09/01/20)
Maior série sem vencer: 3 jogos (entre 03/01/20 e 09/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-1-0/2-2
Retrospecto contra times de Alagoas (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times da Paraíba (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

CSE/AL

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 22 | São Bernardo do Campo

Número de vezes que foi sede: 27 (1984-1986, 1990-1992, 1995, 1998-2001, 2005-2020)
Número de jogos que recebeu: 200
Número de estádios utilizados: 5 (Baetão, 131 jogos; Primeiro de Maio, 51 jogos; Volkswagen Clube, 10 jogos; Campo do Olaria FC, 4 jogos e Ferrazópolis, 4 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 22:
Nunca se enfrentaram

Londrina

Número de participações: 11
Primeira/Última participação: 1978/2020
Melhor colocação: 4º lugar em 1994

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 54º lugar com 76 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 48 (21-13-14)
Gols pró-Gols contra (saldo): 80-69 (11)

Total de cidades em que jogou: 16
Estádio em que mais jogou: Anacleto Campanella (São Caetano do Sul), Breno Ribeiro do Val (Osvaldo Cruz), Ernesto Rocco (Porto Feliz), Hermínio Esposito (Embu das Artes) e José Sidney da Cunha (Capão Bonito), 4 jogos

Maior vitória: 5x0 Volta Redonda (08/01/94, Hermínio Esposito)
Maior derrota: 3x8 São José/RS (11/01/09, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 4 (entre 14/01/94 e 20/01/94)
Maior série invicta: 8 jogos (entre 04/01/17 e 13/01/18)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 17/01/07 e 11/01/09)
Maior série sem vencer: 7 jogos (entre 17/01/17 e 08/01/17)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 6 (2-4)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 9-7-8/32-33
Retrospecto contra times do Espírito Santo (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

São Bento

Número de participações: 10
Primeira/Última participação: 1988/2020
Melhor colocação: 14º lugar em 2007

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 75º lugar com 39 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 34 (12-3-19)
Gols pró-Gols contra (saldo): 51-72 (-21)

Total de cidades em que jogou: 9
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 6 jogos

Maior vitória: 5x1 Gama (10/01/07, Quintino de Lima) e 5x1 Brasiliense (09/01/08, Julien Fouque)
Maior derrota: 0x5 Sobradinho (06/01/06, Gilberto Siqueira Lopes) e 0x5 Goiás (03/01/19. Nicolau Alayon)

Maior sequência de vitórias: 2 (três vezes: entre 07/01/07 e 10/01/07, entre 09/01/19 e 04/01/20 e entre 10/01/20 e 12/01/20)
Maior série invicta: 5 jogos (entre 09/01/19 e 12/01/20)
Maior sequência de derrotas: 5 (entre 02/01/16 e 06/01/17)
Maior série sem vencer: 5 jogos (duas vezes: entre 02/01/16 e 06/01/17 e entre 03/01/18 e 06/01/19)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 4-2-7/20-27
Retrospecto contra times do Paraná (V-E-D/GP-GC): 1-0-2/2-5
Retrospecto contra times do Espírito Santo (V-E-D/GP-GC):

São Bernardo

Número de participações: 5
Primeira/Última participação: 1990/2020
Melhor colocação: 11º lugar em 1991

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 100º lugar com 29 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 24 (6-11-7)
Gols pró-Gols contra (saldo): 25-30 (-5)

Total de cidades em que jogou: 4
Estádio em que mais jogou: Baetão (São Bernardo do Campo), 15 jogos

Maior vitória: 3x0 CSA (03/01/19, Baetão)
Maior derrota: 0x3 Grêmio (12/01/19, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 3 (entre 08/01/91 e 14/01/91)
Maior série invicta: 9 jogos (entre 21/01/91 e 09/01/19)
Maior sequência de derrotas: 5 (entre 06/01/90 e 14/01/90)
Maior série sem vencer: 6 jogos (entre 06/01/90 e 06/01/91)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 4 (3-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-5-2/5-7
Retrospecto contra times do Paraná (V-E-D/GP-GC): 0-1-0/2-2
Retrospecto contra times do Espírito Santo (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Aster Brasil/ES

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 23 | Osasco

Número de vezes que foi sede: 21 (1988-1989, 1994, 2001-2007, 2009, 2011-2020)
Número de jogos que recebeu: 145
Número de estádios utilizados: 2 (José Liberatti, 133 jogos; Campo do SESI,12 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 23:
09/01/01 Santo André 1x1 Joinville (Bruno José Daniel)

Santo André

Número de participações: 30
Primeira/Última participação: 1984/2020
Melhor colocação: Campeão em 2003

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 23º lugar com 191 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 121 (54-29-38)
Gols pró-Gols contra (saldo): 211-157 (54)

Total de cidades em que jogou: 18
Estádio em que mais jogou: Bruno José Daniel (Santo André), 48 jogos

Maior vitória: 14x0 Santana/AP (09/01/10, Ítalo Mário Limongi)
Maior derrota: 0x5 Corinthians (19/01/97, Canindé)

Maior sequência de vitórias: 6 (entre 05/01/03 e 22/01/03)
Maior série invicta: 11 jogos (duas vezes: entre 07/01/00 e 12/01/02 e entre 05/01/03 e 14/01/04)
Maior sequência de derrotas: 3 (duas vezes: entre 14/01/06 e 10/01/07 e entre 14/01/12 e 08/01/13)
Maior série sem vencer: 7 jogos (entre 12/01/18 e 09/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 12 (6-6)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 14-11-18/63-75
Retrospecto contra times de Santa Catarina (V-E-D/GP-GC): 2-1-2/9-4
Retrospecto contra times da Bahia (V-E-D/GP-GC): 3-2-0/6-3

Joinville

Número de participações: 15
Primeira/Última participação: 1982/2020
Melhor colocação: 3º lugar em 1988

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 53º lugar com 76 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 55 (22-10-23)
Gols pró-Gols contra (saldo): 80-89 (-9)

Total de cidades em que jogou: 13
Estádio em que mais jogou: Rua Javari (São Paulo), 5 jogos

Maior vitória: 5x0 Vitória da Conquista (03/01/17, Jaime Cintra)
Maior derrota: 1x7 Santos (03/01/98, Primeiro de Maio)

Maior sequência de vitórias: 4 (duas vezes: entre 12/01/88 e 20/01/88 e 03/01/20 a 11/01/20)
Maior série invicta: 5 jogos (duas vezes: entre 10/01/88 e 20/01/88 e entre 08/01/98 e 14/01/99)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 06/12/81 e 06/01/85)
Maior série sem vencer: 10 jogos (entre 08/01/89 e 07/01/99)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (0-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 10-4-18/39-59
Retrospecto contra times da Bahia (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/5-0

Audax

Número de participações: 13
Primeira/Última participação: 2008/2020
Melhor colocação: 6º lugar em 2011 e 2013

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 34º lugar com 112 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 58 (34-10-14)
Gols pró-Gols contra (saldo): 123-64 (59)

Total de cidades em que jogou: 13
Estádio em que mais jogou: José Liberatti (Osasco), 15 jogos

Maior vitória: 7x0 Ferroviária (17/01/13, Nicolau Alayon)
Maior derrota: 1x5 Taboão da Serra (16/01/14, Vereador José Feres)

Maior sequência de vitórias: 4 (três vezes: entre 06/01/08 e 15/01/08, entre 03/01/14 e 14/01/14 e entre 04/01/18 e 12/01/18)
Maior série invicta: 7 jogos (entre 15/01/13 e 14/01/14)
Maior sequência de derrotas: 3 (entre 16/01/14 e 07/01/15)
Maior série sem vencer: 3 jogos (duas vezes: entre 20/01/11 e 08/01/12 e entre 16/01/14 e 07/01/15)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 4 (3-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 8-4-6/40-24
Retrospecto contra times de Santa Catarina (V-E-D/GP-GC): 3-2-1/7-4
Retrospecto contra times da Bahia (V-E-D/GP-GC): 0-0-2/0-4

Camaçariense/BA

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 24 | Santana do Parnaíba

Número de vezes que foi sede: 0

História dos confrontos entre os times do Grupo 24:
Nunca se enfrentaram

Vasco da Gama

Número de participações: 31
Primeira/Última participação: 1979/2020
Melhor colocação: Campeão em 1992

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 15º lugar com 243 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 136 (69-36-31)
Gols pró-Gols contra (saldo): 241-148 (93)

Total de cidades em que jogou: 26
Estádio em que mais jogou: Joaquim de Moraes Filho (Taubaté), 20 jogos

Maior vitória: 7x0 Linense (07/01/11, José Liberatti)
Maior derrota: 0x4 Coritiba (06/01/02, Orlando Baptista Novelli)

Maior sequência de vitórias: 5 (entre 06/01/14 e 10/01/15)
Maior série invicta: 16 jogos (entre 04/01/19 e 18/01/20)
Maior sequência de derrotas: 2 (cinco vezes: entre 14/01/84 e 16/01/86, entre 08/01/94 e 10/01/94, entre 18/01/01 e 06/01/02, entre 10/01/09 e 13/01/09 e entre 16/01/13 e 03/01/14)
Maior série sem vencer: 8 jogos (entre 30/11/82 e 08/01/85)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 11 (6-5)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 35-19-20/122-80
Retrospecto contra times de Sergipe (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Rio Claro

Número de participações: 10
Primeira/Última participação: 2008/2020
Melhor colocação: 23º lugar em 2016

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 72º lugar com 43 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 34 (12-7-15)
Gols pró-Gols contra (saldo): 51-50 (1)

Total de cidades em que jogou: 10
Estádio em que mais jogou: Augusto Schimidt Filho (Rio Claro), 10 jogos

Maior vitória: 6x1 Americano/MA (06/01/08, Augusto Schmidt Filho)
Maior derrota: 0x3 São Paulo (11/01/19, Arena da Fonte)

Maior sequência de vitórias: 3 (entre 10/01/15 e 04/01/16)
Maior série invicta: 5 jogos (entre 04/01/15 e 04/01/16)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 12/01/16 e 07/01/17)
Maior série sem vencer: 6 jogos (entre 12/01/11 e 07/01/15)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 4-5-4/18-18
Retrospecto contra times do Rio de Janeiro (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/0-1
Retrospecto contra times de Sergipe (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Lagarto/SE

Número de participações: 2
Primeira/Última participação: 2018/2019
Melhor colocação: 67º lugar em 2018

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 186º lugar com oito pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 6 (2-2-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 8-6 (2)

Total de cidades em que jogou: 2
Estádio em que mais jogou: Alonso Carvalho Braga (Tupã) e Arena Barueri (Barueri), 6 jogos

Maior vitória: 3x0 Tupã (03/01/18, Alonso Caralho Braga)
Maior derrota: 0x1 Oeste (03/01/19, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 2 jogos (entre 06/01/19 e 10/01/19)
Maior sequência de derrotas: 1 (nunca perdeu dois jogos seguidos)
Maior série sem vencer: 4 jogos (entre 06/01/18 e 06/01/19)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-1-1/4-2
Retrospecto contra times do Rio de Janeiro (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Ska Brasil *

* O Ska Brasil foi fundado em 2019 como um time de Santana do Parnaíba, mas a filiação utilizada na criação do clube foi a mesma do Osasco FC, que disputou uma única edição da Copinha, em 2015. Para efeito estatístico, o Ska é o mesmo time, apenas tendo mudado de nome e sede. Logo, não está estreando em 2022.


Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2015
Melhor colocação: 67º lugar em 2015

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 274º lugar com três pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (1-0-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 3-6 (-3)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: José Liberatti (Osasco), 3 jogos

Maior vitória: 2x1 Vilhena/RO (03/01/15, José Liberatti)
Maior derrota: 1x4 Sampaio Correa (06/01/15, José Liberatti)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 06/01/15 e 09/01/15)
Maior série sem vencer: 2 jogos (entre 06/01/15 e 09/01/15)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times do Rio de Janeiro (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/0-1
Retrospecto contra times de Sergipe (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou