Procure no JP

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Primeira final da Segundona termina empatada no ABC

Texto e fotos: Fernando Martinez


Depois de ficar duas semanas direto no litoral, subi a serra no meio da semana passada pois na quinta vivi um dos maiores momentos da vida ao ver o show do The Who! da grade. Ainda estupefato e em êxtase, no sábado fui conferir a primeira partida decisiva do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Não foi fácil perder o jogo do acesso do EC São Bernardo no dia 17, mas pelo menos na final eu tinha que estar presente. O adversário do Bernô foi o também promovido Manthiqueira de Guaratinguetá. O palco, só pra variar, foi o Baetão.

O time do ABC voltou para a Série A3 depois de eliminar o Osasco FC na semi-final com uma vitória por 3x0 no duelo de ida e um empate em casa por 1x1 na semana passada. Minha ausência no confronto na cancha do ABC infelizmente foi por pura e simples falta de verba. Já o onze laranja do interior eliminou a surpresa União Mogi com um empate sem gols no Nogueirão - que teve cobertura do JP - e um triunfo por 3x1 no Dario Rodrigues Leite.

Mais do que um simples acesso, o retorno do EC São Bernardo à terceirona é o fruto de um trabalho muito bem realizado há alguns anos. Depois de anos de penúria e muita incerteza, pessoas capazes começaram a tomar conta do clube e o reconhecimento veio agora dentro de campo. Vai ser muito legal ver o Bernô disputar um novo certame e a torcida é para que façam um ótimo papel, pelo menos se mantendo na A3. Sendo um dos preferidos da casa, sempre torcerei por eles.


Esporte Clube São Bernardo - São Bernardo do Campo/SP


Academia Desportiva Manthiqueira Futebol Ltda - Guaratinguetá/SP


Capitães dos finalistas e o quarteto de arbitragem com o árbitro Kleber Canto dos Santos, os assistentes Mauro André de Freitas e Bruno Salgado Rizo e o quarto árbitro Anderson Faustino Cordeiro

Diferente do público de mais de quatro mil pessoas que marcaram presença no confronto contra o Osasco FC (mais de cinco mil oficialmente), 1.961 torcedores (550 na prática) se espalharam pelas arquibancadas da velha cancha para assistirem os primeiros 90 minutos da decisão do caneco. Nenhuma das duas agremiações foi campeã de algum campeonato da FPF, então nada de corpo mole.

O confronto começou com o escrete local tomando contra das ações. Logo aos três minutos Felipinho lançou Pedro Hulk dentro da área. O atacante cabeceou e Adalberto, o goleiro heroi contra o União Mogi, fez belíssima defesa. Só que o camisa 1 não conseguiu segurar o rápido ataque alvinegro aos treze minutos. A pelota foi cruzada na área e Erick ajeitou para João Melo. O camisa 8 acertou um belo chute da pequena área e colocou os locais em vantagem.

Atrás no placar, o Manthiqueira teve seu primeiro bom momento aos 23 numa cabeçada de Léo Costa em que Kaíque pegou bem. Cinco minutos depois Guilherme Cururu avançou pela direita e cruzou na área. Lucas Batata finalizou bem, Kaique defendeu mas deu rebote. Na sobra, o mesmo Guilherme Cururu chutou e o goleiro apareceu com brilho mais uma vez.

Aos 30 foi a vez do São Bernardo quase marcar com Felipinho desperdiçando praticamente embaixo da trave. Aos 33 Felipe, zagueiro visitante, chutou de longe e Rafael se atirou na pelota, evitando a igualdade. Foi um tempo inicial bastante movimentado e acima da média, mostrando que ambos estavam super concentrados na busca pela inédita conquista.


Comemoração dos atletas do Bernô com o primeiro gol aos 13 do primeiro tempo


Bola perigosamente passeando dentro da área local


Boa chegada local pela direita do ataque

Pena que no tempo final os dois times tenham voltado a campo sem tanta inspiração. A peleja caiu de nível e foram poucos os lances de perigo. O primeiro deles foi do escrete visitante aos 20 minutos, quando Léo chutou forte de fora da área e Kaíque surgiu para fazer bela defesa. Aos 28 foi a vez do Bernô quase ampliar com uma cabeçada incrível de Felipinho. Adalberto, sempre ele, fez difícil intervenção.

Quando o cotejo estava na reta final, o Bernô passou a dar uns vacilos monstros na defesa e os visitantes conseguiram se aproveitar disso. Numa bobeada enorme da zaga, o Manthiqueira empatou aos 37 minutos. Após cobrança de escanteio pela direita Léo Costa subiu sozinho e cabeceou firme. Os locais tentaram ainda emplacar aquela blitz até o apito final, porém o escrete interiorano se segurou bem e manteve a sua vantagem pro jogo de volta.


Escanteio a favor do Manthiqueira no começo do tempo final


Detalhe do gol de empate do onze laranja, marcado por Léo Costa


Chegada visitante em busca da virada no placar

O placar final de São Bernardo 1-1 Manthiqueira deixou a decisão totalmente em aberto. A equipe laranja precisa de um novo empate para ser campeã pela primeira vez. O Bernô terá que ganhar. Num mundo ideal, minha vontade era ir até a cidade de Guaratinguetá, porém a absoluta falta de grana não me deixará matar essa vontade.

A partir dessa semana já não sei quando voltarei de novo à São Paulo por conta de toda a situação atual de penúria. Vamos fazer uma força hercúlea para podermos voltar às coberturas o quanto antes, apesar de não ter a menor ideia de quando isso irá acontecer. Vamos em frente!

Até a próxima!

© 2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário