Procure no JP

quinta-feira, 28 de abril de 2022

A visita do genial Sant German de Rondônia via Copa do Brasil sub-17

Texto e fotos: Fernando Martinez


Na quarta-feira rolou um Jogo Perdido com JP maiúsculo. Pela primeira vez fui ao CT palmeirense em Guarulhos, a Academia de Futebol 2, para colocar um novo time na Lista, o 745º. Pela primeira rodada da Copa do Brasil sub-17, o Palmeiras teve o genial Sant German de Ji-Paraná/RO como adversário. Não tinha como perder.

Chegar no CT alviverde é o próprio inferno na terra. O lugar fica no meio do nada, ao lado da Rodovia Ayrton Senna e não tem como chegar com facilidade. Uma alternativa é ir de trem até a Estação Engenheiro Goulart da CPTM e de lá pegar um Uber. Já adianto que o negócio é fora de mão MESMO. Felizmente nós fomos lá com uma caravana da coragem composta pelo Caio, o bravo motorista da rodada, e o trio Milton, Pucci e Nilton.

Outro grande problema do CT é a imensa falta de educação de nove entre dez seguranças. Tentei entrar pelo portão de imprensa e o ogro que estava ali, além de me ofender do nada, quase desceu o braço na minha pessoa. Isso apenas por tentar me credenciar. Como o pessoal da FPF não estava no local, o boçal simplesmente impediu que eu entrasse, dizendo que eu tinha "que me virar" para falar com o pessoal da FPF. Os amigos que estavam lá também passaram perrengue com outros seguranças em momentos distintos. Nunca vi uma equipe tão mal preparada para lidar com o público. Um horror. Consegui entrar no CT por outro portão e me credenciei sem problemas apesar de tudo.


Clubes aguardando a entrada no gramado


Todo o elenco do Palmeiras junto para a foto oficial


A rara imagem posada do Sant German no CT do Palmeiras em Guarulhos. Não encontrarão muitas assim na grande rede

O Palmeiras é um dos favoritos ao título e conquistou uma vaga na Copa do Brasil sub-17 com o vice-campeonato paulista em 2021. Já o Esporte Clube Sant German (escreve assim mesmo), foi o campeão rondoniense da categoria ao vencer o Porto Velho nos pênaltis no último mês de dezembro. Fundado em 2016, a agremiação disputa a sua primeira competição nacional.

Agora, como todos já imaginavam, quando a bola começou a rolar os donos da casa tomaram conta de tudo. A molecada alviverde dominou a peleja de ponta a ponta e enfileirou um sem-número de oportunidades agudas de gol. Com 10 minutos o Palmeiras já tinha criado pelo menos quatro momentos de bastante perigo. O marcador acabou sendo aberto aos 13 em cobrança de falta de Gilberto. Aos 16, Luís Guilherme fez o segundo.

A porteira abriu depois dos 2x0. O glorioso Mateus Patolino aos 22 e 34, Vitor André aos 36, Luís Guilherme aos 46 e Figueiredo aos 48 fecharam a etapa inicial com o triunfo parcial por 7x0. A chance de o clube paulistano igualar a maior goleada da história do torneio, o 14x0 do São Paulo contra o Grêmio Santo Antônio/MS em 2021, era enorme.






No primeiro tempo, como todos esperavam, o alviverde fez sete gols e encaminhou uma grande goleada em Guarulhos

Luighi fez 8x0 no primeiro lance do tempo final e o pessoal na arquibancada se animou pensando que veria nova leva de gols... mas não foi isso que aconteceu. O Sant German fez o gol de honra aos 4 minutos em cobrança de pênalti de Hiago e nada mais aconteceu. O alviverde ativou o "modo preguiça" e passou a jogar sem nenhuma objetividade. Deu sono.

Mesmo com uma má vontade enorme, o novo gol saiu aos 31 minutos dos pés de Cauê. Aos 48, Lucas Aguiar deu números finais ao duelo apesar da modorrenta atuação. No fim, nem temos como reclamar de um Palmeiras 10-1 Sant German, pois não é toda hora que assistimos um placar desse naipe. O ponto é que jogar sério deveria ser padrão nos 90 minutos.


Detalhe do oitavo gol, marcado logo no início do tempo final


O Sant German foi goleado, mas deixou a sua marca com esse gol de pênalti





Momentos do tempo final de Palmeiras x Sant German. Depois do 8x0, os locais sossegaram o facho e cozinharam demais o galo. Deu sono


Os dois times juntos após o apito final. Os atletas do Palmeiras presentearam os rondonienses com chuteiras e materiais do alviverde. Atitude bem legal

Do lado dos rondonienses, a alegria por terem enfrentado uma das forças da categoria no país e de atuarem em um dos principais centros do esporte. Certeza de que vão levar a experiência para sempre. Fomos conversar com os diretores do clube e inclusive consegui uma camisa para a coleção. Peça que não iria arrumar de outra forma. Já desencanei de ficar atrás de camisa de time, só que uma dessas vale muito a pena.

Saímos do CT com o acréscimo do empresário, influencer, dirigente, comentarista e colecionador Rodrigo Colucci, deixando o carro com um aperto maroto. Voltamos à capital e emendamos uma boquinha perto do Metrô Tietê antes de retornar ao lar, doce lar. Voltarei às coberturas, de novo com o verde da Zona Oeste, no sábado.

Até lá!

_____________

Ficha Técnica: Palmeiras 10x1 Sant German/RO

Em breve
_________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário