Procure no JP

terça-feira, 19 de abril de 2022

No sufoco, Bernô derrota o Capivariano nos acréscimos

Texto e fotos: Fernando Martinez


Depois do horror das sessões matutinas, a pedida da tarde de sábado foi a segunda fase do Campeonato Paulista da Série A3. O glorioso São Bernardo recebeu o Capivariano precisando de uma vitória na abertura do returno. A peleja aconteceu no Estádio Primeiro de Maio, que agora tem o Tigre do ABC como seu dono por alguns anos.

Na fase inicial, o Bernô ficou na quinta posição, enquanto o time de Capivari terminou em sétimo. No primeiro turno da segunda fase, o alvinegro fez quatro pontos e o Leão da Sorocabana sete. Uma vitória visitante no ABC seria péssima para as pretensões do São Bernardo. No turno, deu Capivariano por 2x1.

Foi a minha estreia no estádio em 2022 e deu para perceber que nada mudou desde a decisão da Copa Paulista. A FPF liberou o local na Série A1 mesmo com o péssimo estado das cabines. Aliás, resta saber quando a diretoria do clube preto e amarelo vai colocar a mão na massa e dar um tapa no Primeiro de Maio. Do jeito que está, não dá.



São Bernardo e Capivariano posados com todo o elenco antes do apito inicial


Capitães das equipes junto com o árbitro Ricardo Bittencourt da Silva, os assistentes Risser Jarussi Corrêa e Denis Matheus Afonso Ferreira e o quarto árbitro Humberto Jose Junior

Antes do apito inicial, tive o prazer de encontrar amigos que não via desde antes da pandemia, entre eles o Thiago, um dos maiores conhecedores das coisas relacionadas à São Bernardo do Campo, e o gente boa Pedro, além de uma série de torcedores fiéis do Bernô. O Raul, o maior anfitrião de Brasília, também estava lá. Além deles, claro, o quarteto sobrevivente da manhã: Caio, Milton, Mário e Renato.

O grande problema foi que os 22 atletas estavam com a inspiração em baixa. Sim, levamos a zica da rodada dupla de Mogi das Cruzes ao ABC e vimos uma peleja absurdamente ruim. Confesso que não esperava tamanha ruindade. Certeza de que a rapaziada queria malhar o Judas no Sábado de Aleluia e aproveitou a deixa, maltratando a pelota sem dó.

Fica até difícil escrever algo sobre os 90 minutos, sem brincadeira. Apesar de ter bastante gente conhecida na arquibancada, eu fiquei o tempo todo acompanhando os atacantes dos donos da casa acreditando que algo poderia acontecer. Quem me fez companhia foi uma bela playlist dos anos 80 no Spotify. Amiga de todas as horas, ela me salvou do tédio absoluto.






Detalhes do fraco primeiro tempo no Primeiro de Maio

O Capivariano se defendia e pouco fazia na frente. O São Bernardo tentava atacar e não conseguia emplacar uma investida de sucesso. O 0x0 que parecia certeza nas duas partidas da manhã passou a ser certeza na sessão da tarde. Que tristeza. Sem nada acontecer digno de registro, estava prestes a ver outro jogo em branco. Foi aí que o milagre da Páscoa aconteceu. Em ataque pela esquerda aos 47 minutos, Argentino se livrou da marcação e cruzou. O goleiro defenderia sem problema, mas o zagueiro Jemmes esticou a perna e colocou a bola dentro das próprias redes. Um gol contra providencial que salvou o Bernô e, de lambuja, a minha rodada de sábado.


O raio de sol iluminando o escanteio a favor dos donos da casa. Pena que não iluminou os atletas


Lance inacreditável a favor do Bernô. A bola passeou em cima da linha e não entrou


Atleta alvinegro tentando passar pelo defensor do lado direito do ataque


A bola no fundo da rede do Capivariano... gol chorado do São Bernardo

O São Bernardo 1-0 Capivariano embolou a disputa do Grupo 3 da segunda fase da A3. Ambos têm sete pontos, enquanto o Noroeste tem cinco e o Marília dois. Na quarta-feira o alvinegro faz duelo decisivo, também no Primeiro de Maio, contra o Norusca. Provavelmente eu me farei presente.

Foram três jogos no sábado com apenas quatro gols. Se mandei um Matrix maroto e não vi nenhum 0x0, no domingo tudo foi para o espaço com a abertura da Série D do Brasileiro. Com tanta partida ruim, não tinha como passar ileso.

Até lá!

_____________

Ficha Técnica: São Bernardo 1x0 Capivariano

Em breve
_________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário