Procure no JP

sábado, 1 de janeiro de 2022

Guia JP da Copa São Paulo 2022 (Parte 3 de 4)

Texto e pesquisa: Fernando Martinez


Agora está no ar a terceira parte da terceira edição do Guia JP da Copa São Paulo 2022, agora com os grupos 17 a 24. Nessa nova leva, São Paulo e Vasco da Gama se destacam, ambos finalistas em 2019.


Grupo 17 | Porto Feliz

Número de vezes que foi sede: 10 (2008, 2010-2013, 2016-2020)
Número de jogos que recebeu: 65
Número de estádios utilizados: 2 (Ernesto Rocco, 47 jogos; Julien Fouque, 18 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 17:
09/01/00 Botafogo/SP 1x2 Goiás (Estádio Santa Cruz)
14/01/09 Goiás 2x1 Desportivo Brasil (Hermínio Esposito)
12/01/11 Desportivo Brasil 4x1 Goiás (Julien Fouque)

Goiás

Número de participações: 30
Primeira/Última participação: 1973/2020
Melhor colocação: Vice-campeão em 2013

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 21º lugar com 208 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 120 (60-28-32)
Gols pró-Gols contra (saldo): 250-150 (100)

Total de cidades em que jogou: 32
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 17 jogos

Maior vitória: 8x0 Piauí (07/01/06, Quintino de Lima)
Maior derrota: 0x3 São Paulo (26/01/91, Pacaembu) e 0x3 Santos (13/01/10, Augusto Schmidt Filho)

Maior sequência de vitórias: 5 (duas vezes: entre 12/01/97 e 14/01/98 e entre 06/01/13 e 18/01/13)
Maior série invicta: 13 jogos (entre 05/01/03 e 10/01/06)
Maior sequência de derrotas: 2 (nove vezes: entre 24/11/73 e 01/12/74, entre 14/01/89 e 06/01/90, entre 24/01/91 e 26/01/91, entre 14/01/99 e 05/01/00, entre 09/01/02 e 13/01/02, entre 16/01/07 e 06/01/08, entre 09/01/11 e 12/01/11, entre 25/01/13 e 05/01/14 e entre 12/01/19 e 02/01/20)
Maior série sem vencer: 5 jogos (entre 22/01/91 e 09/01/97)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 5 (3-2)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 32-17-19/124-89
Retrospecto contra times do Maranhão (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/7-0

Botafogo/SP

Número de participações: 29
Primeira/Última participação: 1981/2020
Melhor colocação: Vice-campeão em 1983 e 2015

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 26º lugar com 181 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 120 (50-31-39)
Gols pró-Gols contra (saldo): 200-173 (27)

Total de cidades em que jogou: 22
Estádio em que mais jogou: Estádio Santa Cruz (Ribeirão Preto), 32 jogos

Maior vitória: 6x0 Gama (10/01/12, Otacília Patrício Arroyo)
Maior derrota: 0x6 Internacional (02/01/16, Luís Augusto de Oliveira)

Maior sequência de vitórias: 4 (entre 19/01/92 e 12/01/93)
Maior série invicta: 11 jogos (entre 17/01/93 e 16/01/96)
Maior sequência de derrotas: 4 (duas vezes: entre 11/01/92 e 17/01/92 e entre 19/01/96 e 12/01/97)
Maior série sem vencer: 5 (duas vezes: entre 07/12/80 e 03/12/82 e entre 18/01/90 e 17/01/92)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 7 (4-3)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 18-11-20/72-71
Retrospecto contra times do Maranhão (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Goiás (V-E-D/GP-GC): 2-3-2/10-6

Desportivo Brasil

Número de participações: 12
Primeira/Última participação: 2009/2020
Melhor colocação: 3º lugar em 2011

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 43º lugar com 91 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 53 (27-10-16)
Gols pró-Gols contra (saldo): 103-63 (40)

Total de cidades em que jogou: 11
Estádio em que mais jogou: Ernesto Rocco (Porto Feliz), 25 jogos

Maior vitória: 5x0 Ceará (03/01/10, Julien Fouque)
Maior derrota: 2x5 Paraná (11/01/14, Sindicato dos Metalúrgicos)

Maior sequência de vitórias: 6 (entre 05/01/11 e 20/01/11)
Maior série invicta: 14 jogos (entre 13/01/10 e 18/01/12)
Maior sequência de derrotas: 2 (duas vezes: entre 11/01/09 e 14/01/09 e entre 15/01/13 e 05/01/14)
Maior série sem vencer: 4 jogos (entre 06/01/19 e 03/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 6 (2-4)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 8-3-2/28-15
Retrospecto contra times do Maranhão (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/1-0
Retrospecto contra times de Goiás (V-E-D/GP-GC): 2-0-2/10-7

IAPE/MA

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2011
Melhor colocação: 57º lugar em 2011

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 261º lugar com três pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (1-0-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 6-7 (-1)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Hermínio Ometto (Araras), 3 jogos

Maior vitória: 3x1 União Barbarense (10/01/11, Hermínio Ometto)
Maior derrota: 1x3 União São João (04/01/11, Hermínio Ometto)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 04/01/11 e 07/01/11)
Maior série sem vencer: 2 jogos (entre 04/01/11 e 07/01/11)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-0-1/4-4
Retrospecto contra times do Maranhão (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Goiás (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou


Grupo 18 | Jundiaí

Número de vezes que foi sede: 9 (1996-1998, 2004-2005, 2017-2020)
Número de jogos que recebeu: 63 jogos
Número de estádios utilizados: 1 (Jaime Cintra, 63 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 18:
12/01/11 São Bernardo FC 2x2 Paulista (Baetão)
08/01/14 São Bernardo FC 3x0 Paulista (Baetão)
09/01/18 São Bernardo FC 0x0 Ceará (Baetão)

Paulista

Número de participações: 27
Primeira/Última participação: 1984/2020
Melhor colocação: Campeão em 1997

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 25º lugar com 181 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 107 (55-16-36)
Gols pró-Gols contra (saldo): 218-157 (61)

Total de cidades em que jogou: 19
Estádio em que mais jogou: Jaime Cintra (Jundiaí), 32 jogos

Maior vitória: 8x0 Taubaté (03/01/10, Joaquim de Moraes Filho)
Maior derrota: 1x6 Audax (05/01/16, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 9 (entre 07/01/16 e 22/01/17)
Maior série invicta: 9 jogos (duas vezes: entre 09/01/97 e 11/01/98 e entre 07/01/16 e 22/01/17)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 17/01/12 e 12/01/13)
Maior série sem vencer: 9 jogos (entre 04/01/18 e 09/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (1-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 21-9-16/91-74
Retrospecto contra times do Ceará (V-E-D/GP-GC): 3-0-1/9-3
Retrospecto contra times do Pará (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

São Bernardo FC

Número de participações: 15
Primeira/Última participação: 2006/2020
Melhor colocação: 3º lugar em 2007

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 42º lugar com 92 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 56 (26-14-16)
Gols pró-Gols contra (saldo): 104-66 (38)

Total de cidades em que jogou: 5
Estádio em que mais jogou: Baetão (São Bernardo do Campo), 45 jogos

Maior vitória: 5x0 Ypiranga/PE (10/01/08, Baetão) e 5x0 Fast Club (04/01/17, Baetão)
Maior derrota: 0x3 Primeira Camisa (04/01/10, Baetão) e 0x3 Atlético/MG (10/01/15, Baetão)

Maior sequência de vitórias: 3 (entre 03/01/16 e 07/01/16)
Maior série invicta: 6 jogos (duas vezes: entre 07/01/07 e 21/01/07 e entre 06/01/13 e 11/01/14)
Maior sequência de derrotas: 2 (duas vezes: entre 07/01/06 e 10/01/06 e entre 13/01/08 e 16/01/08)
Maior série sem vencer: 3 jogos (três vezes: entre 07/01/09 e 04/01/10, entre 09/01/11 e 04/01/12 e entre 11/01/12 e 06/01/13)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (1-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 5-5-3/23-17
Retrospecto contra times do Ceará (V-E-D/GP-GC): 0-2-0/1-1
Retrospecto contra times do Pará (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Ceará

Número de participações: 14
Primeira/Última participação: 1973/2020
Melhor colocação: 13º lugar em 2016

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 62º lugar com 65 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 50 (18-11-21)
Gols pró-Gols contra (saldo): 66-81 (-15)

Total de cidades em que jogou: 17
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 6 jogos

Maior vitória: 6x0 Rio Branco/AC (06/01/18, Baetão)
Maior derrota: 0x5 São Paulo (03/01/09, Augusto Schmidt Filho), 0x5 Desportivo Brasil (03/01/10, Julien Fouque) e 0x5 Palmeiras (14/01/15, Major José Levi Sobrinho)

Maior sequência de vitórias: 2 (seis vezes: entre 08/01/14 e 11/01/14, entre 08/01/15 e 11/01/15, entre 04/01/16 e 06/01/16, entre 04/01/17 e 06/01/17, entre 03/01/18 e 06/01/18 e entre 04/01/20 e 07/01/20)
Maior série invicta: 5 jogos (entre 09/01/13 e 11/01/14)
Maior sequência de derrotas: 4 (duas vezes: entre 08/01/85 e 07/01/19 e entre 06/01/11 e 05/01/12)
Maior série sem vencer: 7 jogos (duas vezes: entre 09/12/72 e 07/01/09 e entre 03/01/10 e 05/01/12)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (1-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 9-7-12/31-49
Retrospecto contra times do Pará (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Bragantino/PA

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 19 | Jaguariúna

Número de vezes que foi sede: 6 (2010-2013, 2019-2020)
Número de jogos que recebeu: 54
Número de estádios utilizados: 1 (Alfredo Chiavegatto, 54 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 19:
Nunca se enfrentaram

ABC

Número de participações: 14
Primeira/Última participação: 1999/2020
Melhor colocação: 28º lugar em 2016

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 70º lugar com 45 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 45 (12-9-24)
Gols pró-Gols contra (saldo): 56-92 (-36)

Total de cidades em que jogou: 13
Estádio em que mais jogou: Baetão (São Bernardo do Campo), 10 jogos

Maior vitória: 4x0 Manthiqueira (09/01/20, Dario Rodrigues Leite)
Maior derrota: 0x7 Mogi Mirim (12/01/13, Otacília Patrício Arroyo)

Maior sequência de vitórias: 2 (duas vezes: entre 13/01/09 e 04/01/10 e entre 06/01/15 e 10/01/15)
Maior série invicta: 5 jogos (entre 07/01/16 e 05/01/17)
Maior sequência de derrotas: 6 (entre 09/01/05 e 06/01/08)
Maior série sem vencer: 6 jogos (duas vezes: entre 09/01/05 e 06/01/08 e entre 14/01/16 e 06/01/18)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (0-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 9-4-12/38-56
Retrospecto contra times do Piauí (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Red Bull Bragantino

Número de participações: 11
Primeira/Última participação: 1990/2019
Melhor colocação: 4º lugar em 2001

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 61º lugar com 66 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 50 (18-12-20)
Gols pró-Gols contra (saldo): 71-85 (-14)

Total de cidades em que jogou: 13
Estádio em que mais jogou: Francisco Ribeiro Nogueira (Mogi das Cruzes) e Marcelo Stéfani (Bragança Paulista), 7 jogos

Maior vitória: 4x0 Fluminense (12/01/93, Marcelo Stéfani) e 4x0 Ríver/PI (08/01/17, Francisco Ribeiro Nogueira)
Maior derrota: 0x5 Grêmio (07/01/12, José Liberatti)

Maior sequência de vitórias: 5 (entre 04/01/01 e 17/01/01)
Maior série invicta: 9 jogos (entre 12/01/90 e 12/01/93)
Maior sequência de derrotas: 7 (entre 23/01/01 e 07/01/12)
Maior série sem vencer: 12 jogos (entre 21/01/01 e 06/01/16)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 3 (2-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 6-4-10/32-38
Retrospecto contra times do Piauí (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/4-0
Retrospecto contra times do Rio Grande do Norte (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Fluminense/PI

Número de participações: 5
Primeira/Última participação: 2002/2020
Melhor colocação: 35º lugar em 2011

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 138º lugar com 16 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 15 (4-4-7)
Gols pró-Gols contra (saldo): 24-42 (-18)

Total de cidades em que jogou: 5
Estádio em que mais jogou: Prefeito José Costa (Espírito Santo do Pinhal), Francisco Marques Figueira (Suzano), Fonte Luminosa (Araraquara), José Silveira Nunes (Louveira) e Lancha Filho (Franca)

Maior vitória: 5x4 São Caetano (12/01/11, José Silveira Nunes)
Maior derrota: 0x6 São Paulo (08/01/04, Francisco Marques Figueira)

Maior sequência de vitórias: 3 (entre 09/01/11 e 03/01/20)
Maior série invicta: 3 jogos (entre 09/01/11 e 03/01/20)
Maior sequência de derrotas: 2 (três vezes: entre 09/01/02 e 13/01/02, entre 08/01/04 e 12/01/04 e entre 14/01/07 e 05/01/11)
Maior série sem vencer: 6 jogos (entre 08/01/04 e 05/01/11)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 3-3-4/17-27
Retrospecto contra times do Rio Grande do Norte (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Jaguariúna

Número de participações: 2
Primeira/Última participação: 2019/2020
Melhor colocação: 103º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 357º lugar com um ponto

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 6 (0-1-5)
Gols pró-Gols contra (saldo): 5-15 (-10)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Alfredo Chiavegatto (Jaguariúna), 6 jogos

Maior vitória: Nunca venceu
Maior derrota: 0x4 Flamengo/RJ (09/01/19, Alfredo Chiavegatto)

Maior sequência de vitórias: Nunca venceu
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 3 (entre 03/01/19 e 09/01/19)
Maior série sem vencer: 6 jogos (entre 03/01/19 e 09/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-1-0/2-2
Retrospecto contra times do Piauí (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/1-2

Retrospecto contra times do Rio Grande do Norte (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou


Grupo 20 | Itapira

Número de vezes que foi sede: 3 (2018-2020)
Número de jogos que recebeu: 24
Número de estádios utilizados: 1 (Francisco Vieira, 24 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 20:
Nunca se enfrentaram

Cruzeiro

Número de participações: 41
Primeira/Última participação: 1972/2020
Melhor colocação: Campeão em 2007

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 6º lugar com 340 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 182 (99-43-40)
Gols pró-Gols contra (saldo): 366-188 (178)

Total de cidades em que jogou: 34
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 11 jogos

Maior vitória: 14x0 Vasco de Itapecerica da Serra (20/10/73, Nicolau Alayon)
Maior derrota: 1x5 América/SP (10/01/06, Benedito Teixeira)

Maior sequência de vitórias: 7 (entre 10/01/01 e 20/01/02)
Maior série invicta: 18 jogos (entre 16/01/07 e 17/01/09)
Maior sequência de derrotas: 3 (duas vezes: entre 14/01/84 e 08/01/85 e entre 10/01/93 e 08/01/94)
Maior série sem vencer: 9 jogos (entre 14/01/84 e 07/01/90)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 14 (8-6)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 53-23-25/202-113
Retrospecto contra times do Tocantins (V-E-D/GP-GC): 2-0-0/6-0
Retrospecto contra times de Pernambuco (V-E-D/GP-GC): 3-1-0/6-2

Palmas/TO

Número de participações: 5
Primeira/Última participação: 2003/2016
Melhor colocação: 46º lugar em 2005

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 237º lugar com cinco pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 15 (1-2-12)
Gols pró-Gols contra (saldo): 9-53 (-44)

Total de cidades em que jogou: 5
Estádio em que mais jogou: Joaquim de Moraes Filho (Taubaté), Décio Vitta (Americana), Primeiro de Maio (São Bernardo do Campo), Arena Barueri (Barueri) e Alfredo de Castilho (Bauru), 3 jogos

Maior vitória: 2x1 Palestra (05/01/05, Primeiro de Maio)
Maior derrota: 0x10 São Paulo (04/01/12, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 2 jogos (entre 05/01/05 e 09/01/05)
Maior sequência de derrotas: 7 (entre 12/01/05 e 06/01/16)
Maior série sem vencer: 8 jogos (entre entre 09/01/15 e 06/01/16)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-0-7/4-33
Retrospecto contra times de Minas Gerais (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/0-1
Retrospecto contra times de Pernambuco (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Itapirense

Número de participações: 3
Primeira/Última participação: 2018/2020
Melhor colocação: 30º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 142º lugar com 15 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 12 (4-3-5)
Gols pró-Gols contra (saldo): 19-21 (-2)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Francisco Vieira (Itapira), 12 jogos

Maior vitória: 3x1 Jacuipense (04/01/20, Francisco Vieira)
Maior derrota: 0x3 Vasco da Gama (10/01/20, Francisco Vieira)

Maior sequência de vitórias: 2 (entre 04/01/20 e 07/01/20)
Maior série invicta: 3 jogos (entre 04/01/18 e 10/01/18)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 12/01/18 e 03/01/19)
Maior série sem vencer: 4 jogos (entre 07/01/18 e 03/01/19)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (1-0)

Retrospecto contra times do Tocantins (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Minas Gerais (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Pernambuco (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Retrô/PE

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2020
Melhor colocação: 107º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 332º lugar com um ponto

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (0-1-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 2-5 (-3)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Lancha Filho (Franca), 3 jogos

Maior vitória: Nunca venceu
Maior derrota: 0x2 Corinthians (03/01/20, Lancha Filho)

Maior sequência de vitórias: Nunca venceu
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 03/01/20 e 06/01/20)
Maior série sem vencer: 3 jogos (entre 03/01/20 e 09/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-0-2/1-4
Retrospecto contra times do Tocantins (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times de Minas Gerais (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou


Grupo 21 | São Caetano do Sul

Número de vezes que foi sede: 6 (1978-1980, 1993, 2017)
Número de jogos que recebeu: 44
Número de estádios utilizados: 2 (Anacleto Campanella, 41 jogos; Campo da GM, 3 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 21:
Nunca se enfrentaram

São Paulo

Número de participações: 49
Primeira/Última participação: 1971/2020
Melhor colocação: Campeão em 1993, 2000, 2010 e 2019

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 2º lugar com 562 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 270 (169-55-46)
Gols pró-Gols contra (saldo): 611-232 (379)

Total de cidades em que jogou: 22
Estádio em que mais jogou: Pacaembu (São Paulo), 39 jogos

Maior vitória: 10x0 Juventus/AC (07/01/08, Augusto Schmidt Filho) e 10x0 Palmas (04/01/12, Arena Barueri)
Maior derrota: 1x5 Atlético/MG (18/01/14, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 11 (entre 19/01/93 e 22/01/94)
Maior série invicta: 20 jogos (entre 15/01/93 e 22/01/95)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 14/02/75 e 11/01/78)
Maior série sem vencer: 5 jogos (entre 13/01/79 e 12/01/80)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 25 (14-11)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 68-22-26/240-118
Retrospecto contra times de Alagoas (V-E-D/GP-GC): 2-1-0/8-1
Retrospecto contra times da Paraíba (V-E-D/GP-GC): 2-0-0/12-0

São Caetano

Número de participações: 21
Primeira/Última participação: 1993/2020
Melhor colocação: 6º lugar em 2015

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 37º lugar com 105 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 74 (29-18-27)
Gols pró-Gols contra (saldo): 150-118 (32)

Total de cidades em que jogou: 17
Estádio em que mais jogou: Vereador José Feres (Taboão da Serra), 9 jogos

Maior vitória: 9x1 Radium (09/01/02, São Sebastião)
Maior derrota: 0x4 Corinthians (10/01/93, Anacleto Campanella) e 0x4 Pão de Açúcar (09/01/11, José Silveira Nunes)

Maior sequência de vitórias: 3 (quatro vezes: entre 09/01/02 e 04/01/04, entre 07/01/15 e 15/01/15, entre 07/01/16 e 06/01/17 e entre 07/01/19 e 12/01/19)
Maior série invicta: 7 jogos (entre 09/01/18 e 04/01/20)
Maior sequência de derrotas: 3 (três vezes: entre 10/01/01 e 06/01/02, entre 05/01/11 e 12/01/11 e entre 13/01/17 e 06/01/18)
Maior série sem vencer: 8 jogos (entre 05/01/05 e 11/01/07)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 3 (1-2)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 12-6-11/56-51
Retrospecto contra times de Alagoas (V-E-D/GP-GC): 2-0-0/11-2
Retrospecto contra times da Paraíba (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Perilima/PB

Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2020
Melhor colocação: 102º lugar em 2020

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 324º lugar com um ponto

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (0-1-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 5-7 (-2)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: Jardim Martins (Cravinhos), 3 jogos

Maior vitória: Nunca venceu
Maior derrota: 0x1 Juventude (06/01/20, Jardim Martins)

Maior sequência de vitórias: Nunca venceu
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 06/01/20 e 09/01/20)
Maior série sem vencer: 3 jogos (entre 03/01/20 e 09/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 0-1-0/2-2
Retrospecto contra times de Alagoas (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times da Paraíba (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

CSE/AL

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 22 | São Bernardo do Campo

Número de vezes que foi sede: 27 (1984-1986, 1990-1992, 1995, 1998-2001, 2005-2020)
Número de jogos que recebeu: 200
Número de estádios utilizados: 5 (Baetão, 131 jogos; Primeiro de Maio, 51 jogos; Volkswagen Clube, 10 jogos; Campo do Olaria FC, 4 jogos e Ferrazópolis, 4 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 22:
Nunca se enfrentaram

Londrina

Número de participações: 11
Primeira/Última participação: 1978/2020
Melhor colocação: 4º lugar em 1994

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 54º lugar com 76 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 48 (21-13-14)
Gols pró-Gols contra (saldo): 80-69 (11)

Total de cidades em que jogou: 16
Estádio em que mais jogou: Anacleto Campanella (São Caetano do Sul), Breno Ribeiro do Val (Osvaldo Cruz), Ernesto Rocco (Porto Feliz), Hermínio Esposito (Embu das Artes) e José Sidney da Cunha (Capão Bonito), 4 jogos

Maior vitória: 5x0 Volta Redonda (08/01/94, Hermínio Esposito)
Maior derrota: 3x8 São José/RS (11/01/09, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 4 (entre 14/01/94 e 20/01/94)
Maior série invicta: 8 jogos (entre 04/01/17 e 13/01/18)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 17/01/07 e 11/01/09)
Maior série sem vencer: 7 jogos (entre 17/01/17 e 08/01/17)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 6 (2-4)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 9-7-8/32-33
Retrospecto contra times do Espírito Santo (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

São Bento

Número de participações: 10
Primeira/Última participação: 1988/2020
Melhor colocação: 14º lugar em 2007

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 75º lugar com 39 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 34 (12-3-19)
Gols pró-Gols contra (saldo): 51-72 (-21)

Total de cidades em que jogou: 9
Estádio em que mais jogou: Nicolau Alayon (São Paulo), 6 jogos

Maior vitória: 5x1 Gama (10/01/07, Quintino de Lima) e 5x1 Brasiliense (09/01/08, Julien Fouque)
Maior derrota: 0x5 Sobradinho (06/01/06, Gilberto Siqueira Lopes) e 0x5 Goiás (03/01/19. Nicolau Alayon)

Maior sequência de vitórias: 2 (três vezes: entre 07/01/07 e 10/01/07, entre 09/01/19 e 04/01/20 e entre 10/01/20 e 12/01/20)
Maior série invicta: 5 jogos (entre 09/01/19 e 12/01/20)
Maior sequência de derrotas: 5 (entre 02/01/16 e 06/01/17)
Maior série sem vencer: 5 jogos (duas vezes: entre 02/01/16 e 06/01/17 e entre 03/01/18 e 06/01/19)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 4-2-7/20-27
Retrospecto contra times do Paraná (V-E-D/GP-GC): 1-0-2/2-5
Retrospecto contra times do Espírito Santo (V-E-D/GP-GC):

São Bernardo

Número de participações: 5
Primeira/Última participação: 1990/2020
Melhor colocação: 11º lugar em 1991

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 100º lugar com 29 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 24 (6-11-7)
Gols pró-Gols contra (saldo): 25-30 (-5)

Total de cidades em que jogou: 4
Estádio em que mais jogou: Baetão (São Bernardo do Campo), 15 jogos

Maior vitória: 3x0 CSA (03/01/19, Baetão)
Maior derrota: 0x3 Grêmio (12/01/19, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 3 (entre 08/01/91 e 14/01/91)
Maior série invicta: 9 jogos (entre 21/01/91 e 09/01/19)
Maior sequência de derrotas: 5 (entre 06/01/90 e 14/01/90)
Maior série sem vencer: 6 jogos (entre 06/01/90 e 06/01/91)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 4 (3-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-5-2/5-7
Retrospecto contra times do Paraná (V-E-D/GP-GC): 0-1-0/2-2
Retrospecto contra times do Espírito Santo (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Aster Brasil/ES

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 23 | Osasco

Número de vezes que foi sede: 21 (1988-1989, 1994, 2001-2007, 2009, 2011-2020)
Número de jogos que recebeu: 145
Número de estádios utilizados: 2 (José Liberatti, 133 jogos; Campo do SESI,12 jogos)

História dos confrontos entre os times do Grupo 23:
09/01/01 Santo André 1x1 Joinville (Bruno José Daniel)

Santo André

Número de participações: 30
Primeira/Última participação: 1984/2020
Melhor colocação: Campeão em 2003

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 23º lugar com 191 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 121 (54-29-38)
Gols pró-Gols contra (saldo): 211-157 (54)

Total de cidades em que jogou: 18
Estádio em que mais jogou: Bruno José Daniel (Santo André), 48 jogos

Maior vitória: 14x0 Santana/AP (09/01/10, Ítalo Mário Limongi)
Maior derrota: 0x5 Corinthians (19/01/97, Canindé)

Maior sequência de vitórias: 6 (entre 05/01/03 e 22/01/03)
Maior série invicta: 11 jogos (duas vezes: entre 07/01/00 e 12/01/02 e entre 05/01/03 e 14/01/04)
Maior sequência de derrotas: 3 (duas vezes: entre 14/01/06 e 10/01/07 e entre 14/01/12 e 08/01/13)
Maior série sem vencer: 7 jogos (entre 12/01/18 e 09/01/20)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 12 (6-6)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 14-11-18/63-75
Retrospecto contra times de Santa Catarina (V-E-D/GP-GC): 2-1-2/9-4
Retrospecto contra times da Bahia (V-E-D/GP-GC): 3-2-0/6-3

Joinville

Número de participações: 15
Primeira/Última participação: 1982/2020
Melhor colocação: 3º lugar em 1988

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 53º lugar com 76 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 55 (22-10-23)
Gols pró-Gols contra (saldo): 80-89 (-9)

Total de cidades em que jogou: 13
Estádio em que mais jogou: Rua Javari (São Paulo), 5 jogos

Maior vitória: 5x0 Vitória da Conquista (03/01/17, Jaime Cintra)
Maior derrota: 1x7 Santos (03/01/98, Primeiro de Maio)

Maior sequência de vitórias: 4 (duas vezes: entre 12/01/88 e 20/01/88 e 03/01/20 a 11/01/20)
Maior série invicta: 5 jogos (duas vezes: entre 10/01/88 e 20/01/88 e entre 08/01/98 e 14/01/99)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 06/12/81 e 06/01/85)
Maior série sem vencer: 10 jogos (entre 08/01/89 e 07/01/99)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 1 (0-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 10-4-18/39-59
Retrospecto contra times da Bahia (V-E-D/GP-GC): 1-0-0/5-0

Audax

Número de participações: 13
Primeira/Última participação: 2008/2020
Melhor colocação: 6º lugar em 2011 e 2013

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 34º lugar com 112 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 58 (34-10-14)
Gols pró-Gols contra (saldo): 123-64 (59)

Total de cidades em que jogou: 13
Estádio em que mais jogou: José Liberatti (Osasco), 15 jogos

Maior vitória: 7x0 Ferroviária (17/01/13, Nicolau Alayon)
Maior derrota: 1x5 Taboão da Serra (16/01/14, Vereador José Feres)

Maior sequência de vitórias: 4 (três vezes: entre 06/01/08 e 15/01/08, entre 03/01/14 e 14/01/14 e entre 04/01/18 e 12/01/18)
Maior série invicta: 7 jogos (entre 15/01/13 e 14/01/14)
Maior sequência de derrotas: 3 (entre 16/01/14 e 07/01/15)
Maior série sem vencer: 3 jogos (duas vezes: entre 20/01/11 e 08/01/12 e entre 16/01/14 e 07/01/15)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 4 (3-1)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 8-4-6/40-24
Retrospecto contra times de Santa Catarina (V-E-D/GP-GC): 3-2-1/7-4
Retrospecto contra times da Bahia (V-E-D/GP-GC): 0-0-2/0-4

Camaçariense/BA

Posição na tábua de classificação 1969/2020: Estreante


Grupo 24 | Santana do Parnaíba

Número de vezes que foi sede: 0

História dos confrontos entre os times do Grupo 24:
Nunca se enfrentaram

Vasco da Gama

Número de participações: 31
Primeira/Última participação: 1979/2020
Melhor colocação: Campeão em 1992

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 15º lugar com 243 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 136 (69-36-31)
Gols pró-Gols contra (saldo): 241-148 (93)

Total de cidades em que jogou: 26
Estádio em que mais jogou: Joaquim de Moraes Filho (Taubaté), 20 jogos

Maior vitória: 7x0 Linense (07/01/11, José Liberatti)
Maior derrota: 0x4 Coritiba (06/01/02, Orlando Baptista Novelli)

Maior sequência de vitórias: 5 (entre 06/01/14 e 10/01/15)
Maior série invicta: 16 jogos (entre 04/01/19 e 18/01/20)
Maior sequência de derrotas: 2 (cinco vezes: entre 14/01/84 e 16/01/86, entre 08/01/94 e 10/01/94, entre 18/01/01 e 06/01/02, entre 10/01/09 e 13/01/09 e entre 16/01/13 e 03/01/14)
Maior série sem vencer: 8 jogos (entre 30/11/82 e 08/01/85)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 11 (6-5)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 35-19-20/122-80
Retrospecto contra times de Sergipe (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Rio Claro

Número de participações: 10
Primeira/Última participação: 2008/2020
Melhor colocação: 23º lugar em 2016

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 72º lugar com 43 pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 34 (12-7-15)
Gols pró-Gols contra (saldo): 51-50 (1)

Total de cidades em que jogou: 10
Estádio em que mais jogou: Augusto Schimidt Filho (Rio Claro), 10 jogos

Maior vitória: 6x1 Americano/MA (06/01/08, Augusto Schmidt Filho)
Maior derrota: 0x3 São Paulo (11/01/19, Arena da Fonte)

Maior sequência de vitórias: 3 (entre 10/01/15 e 04/01/16)
Maior série invicta: 5 jogos (entre 04/01/15 e 04/01/16)
Maior sequência de derrotas: 4 (entre 12/01/16 e 07/01/17)
Maior série sem vencer: 6 jogos (entre 12/01/11 e 07/01/15)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 4-5-4/18-18
Retrospecto contra times do Rio de Janeiro (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/0-1
Retrospecto contra times de Sergipe (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Lagarto/SE

Número de participações: 2
Primeira/Última participação: 2018/2019
Melhor colocação: 67º lugar em 2018

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 186º lugar com oito pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 6 (2-2-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 8-6 (2)

Total de cidades em que jogou: 2
Estádio em que mais jogou: Alonso Carvalho Braga (Tupã) e Arena Barueri (Barueri), 6 jogos

Maior vitória: 3x0 Tupã (03/01/18, Alonso Caralho Braga)
Maior derrota: 0x1 Oeste (03/01/19, Arena Barueri)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 2 jogos (entre 06/01/19 e 10/01/19)
Maior sequência de derrotas: 1 (nunca perdeu dois jogos seguidos)
Maior série sem vencer: 4 jogos (entre 06/01/18 e 06/01/19)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): 1-1-1/4-2
Retrospecto contra times do Rio de Janeiro (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Ska Brasil *

* O Ska Brasil foi fundado em 2019 como um time de Santana do Parnaíba, mas a filiação utilizada na criação do clube foi a mesma do Osasco FC, que disputou uma única edição da Copinha, em 2015. Para efeito estatístico, o Ska é o mesmo time, apenas tendo mudado de nome e sede. Logo, não está estreando em 2022.


Número de participações: 1
Primeira/Última participação: 2015
Melhor colocação: 67º lugar em 2015

Posição na tábua de classificação 1969/2020: 274º lugar com três pontos

Jogos (vitórias-empates-derrotas): 3 (1-0-2)
Gols pró-Gols contra (saldo): 3-6 (-3)

Total de cidades em que jogou: 1
Estádio em que mais jogou: José Liberatti (Osasco), 3 jogos

Maior vitória: 2x1 Vilhena/RO (03/01/15, José Liberatti)
Maior derrota: 1x4 Sampaio Correa (06/01/15, José Liberatti)

Maior sequência de vitórias: 1 (nunca venceu dois jogos seguidos)
Maior série invicta: 1 (nunca ficou dois jogos seguidos sem perder)
Maior sequência de derrotas: 2 (entre 06/01/15 e 09/01/15)
Maior série sem vencer: 2 jogos (entre 06/01/15 e 09/01/15)

Decisões por pênaltis (vitórias-derrotas): 0 (0-0)

Retrospecto contra times de São Paulo (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou
Retrospecto contra times do Rio de Janeiro (V-E-D/GP-GC): 0-0-1/0-1
Retrospecto contra times de Sergipe (V-E-D/GP-GC): Nunca jogou

Nenhum comentário:

Postar um comentário