Procure no JP

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Palmeiras goleia o Cruzeiro e vai para a semi da Copinha

Fala, pessoal! 

Nesse final de semana rolou a fase de quartas-de-final da 44ª Copa São Paulo de Futebol Júnior, e o JP conseguiu marcar presença em dois ótimos jogos. O primeiro deles aconteceu na cidade de Barueri, e reuniu os antigos "Palestra Itália" na busca de uma vaga na semi-final do certame: Palmeiras x Cruzeiro

O alviverde do Parque Antártica chegou nessa fase após eliminar as equipes do Desportivo Brasil e Velo Clube com vitórias suadas na fase de mata-mata. Já o Cruzeiro eliminou o Fluminense nos pênaltis e o surpreendente Atibaia com um mísero golzinho no final do jogo. Apesar de todo o perrengue que passaram na segunda e terceira fases, as equipes prometiam fazer um belo jogo na Arena Barueri. 

Falando de história, meus compêndios futebolísticos registram que esse foi apenas o terceiro confronto entre os dois na Copa São Paulo desde meados dos anos 70. O primeiro duelo foi em 13 de janeiro de 1979, com vitória mineira por 4x2 no Canindé. Dezessete anos depois, em 13 de janeiro de 1996, Palmeiras e Cruzeiro ficaram no empate por 1x1 jogando em Jundiaí. 


SE Palmeiras (sub-20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez. 


Cruzeiro EC (sub-20) - Belo Horizonte/MG. Foto: Fernando Martinez. 


Quarteto de arbitragem e capitães dos times. Foto: Fernando Martinez. 

Escrevi em matérias anteriores aqui no JP que a Copinha desse ano está repleta de jogos mortos no primeiro tempo e ótimos no segundo. Só para queimar minha língua, a etapa inicial do jogo do sábado foi muito boa, principalmente nos últimos 20 minutos. 


Camisa 13 Tiago saindo para o ataque. Foto: Fernando Martinez. 

A peleja começou com as equipes se estudando bastante e também com os respetivos setores ofensivos atuando de forma tímida. Conforme o tempo foi passando, muito empurrado pela grande torcida que compareceu à Arena, o Palmeiras começou a fazer valer o fator campo e passou a chegar dentro da área cruzeirense de forma mais incisiva. 


Confusão na área palmeirense. Foto: Fernando Martinez. 

Na primeira oportunidade real de gol aos 29 minutos, o alviverde conseguiu abrir o placar com Edílson chutando meio sem jeito depois de bom passe da esquerda. Esse tento desencadeou uma série espetacular de ótimas jogadas, temperando a peleja com muita emoção. Os 20 minutos que se seguiram foram os mais emocionantes do certame até aqui. 


Lance do primeiro gol do Palmeiras, marcado aos 20 minutos por Edílson. Foto: Fernando Martinez. 

O time celeste não desanimou com a desvantagem parcial e empatou a partida aos 31 minutos através do camisa 10 Daniel. Ele recebeu passe da direita, dominou com classe e chutou cruzado. Confesso que imaginei que o time paulista sentiria esse gol vindo tão em sequência. 

Mostrando uma capacidade de reação incrível, o Palmeiras desempatou o jogo na saída de bola. Após escanteio pela direita, Vinícius escorou no primeiro pau e a bola sobrou livre para Fernando, quase em cima da linha e sem marcação, cabecear firme, deixando o alviverde novamente em vantagem. 


Momento em que a bola era tocada de cabeça no primeiro pau no que viria a ser o segundo gol do Palmeiras. Foto: Fernando Martinez. 


Quem marcou foi Fernando, zagueiro do alviverde. Foto: Fernando Martinez. 

O Palmeiras continou perigosíssimo e por muito pouco não marcou mais duas vezes antes da peleja chegar ao intervalo. Para desespero da sua torcida, o goleiro cruzeirense Charles fez duas defesas simplesmente brilhantes em cabeçadas de Gabriel Dias e Vinícius e impediu que o alviverde ampliasse ainda mais a diferença no marcador. 


Grande chance paulista pelo alto. Foto: Fernando Martinez. 

Para sorte dos mineiros, o grande número de atendimentos médicos fez com que o árbitro do jogo desse três minutos de acréscimos. Justamente no último deles, aos 48, a equipe mineira conseguiu empatar novamente a pugna. A zaga paulista ajudou, e Bruno Viana apareceu livre entre os defensores locais para cabecear e deixar tudo em 2x2 no intervalo. 

O segundo tempo começou ainda com um ritmo frenético e o primeiro minuto ainda nem tinha chegado quando o camisa 8 do Cruzeiro Bruno acertou um chute de rara felicidade. A bola tinha endereço certo, só que o arqueiro palmeirense Walter conseguiu desviar para escanteio com a ponta dos dedos, se redimindo da falha no primeiro gol. 


Chutaço de longe de Bruno na melhor chance cruzeirense no tempo final. Foto: Fernando Martinez. 

Esse praticamente foi o único lance de perigo da Raposa no tempo final, já que o Palmeiras fez sua melhor apresentação na Copinha e não deu nenhuma chance para maiores surpresas. Sem pressa e jogando com a cabeça no lugar a equipe marcou o terceiro aos 20 minutos, se aproveitando de lapso geral da zaga do Cruzeiro. O autor do gol foi Gabriel Dias. 


O time mineiro tentou fazer o terceiro gol, mas o segundo tempo do Palmeiras foi perfeito. Foto: Fernando Martinez. 

Cinco minutos depois aconteceu o gol mais bonito da tarde e que teve participação de metade da equipe alviverde. Triangulação perfeita pela direita, passe preciso dentro da área e conclusão brilhante de Edílson. Nem a presença de Hugo Sanches e Lynneeker foi suficiente para que o Cruzeiro voltasse a sonhar com um lugar na semi. 


Visão geral da Arena Barueri em escanteio para o Cruzeiro. Foto: Fernando Martinez. 


Número 7 do Cruzeiro, Lynneeker avança pela direira. Foto: Fernando Martinez. 

Final de jogo: Palmeiras 4-2 Cruzeiro. A belíssima e merecida vitória classificou o alviverde para a semi-final pela quarta vez nos últimos dez anos e agora o duelo será contra o Santos num sensacional clássico estadual. Será a terceira vez que os dois times se enfrentam nessa fase da Copinha e a chance do Palmeiras devolver a eliminação na semi-final do último campeonato paulista da categoria. 


Comemoração dos atletas do Palmeiras com sua torcida. Foto: Fernando Martinez. 

A temperatura era muito agradável e saí da Arena Barueri na companhia do amigo Nílton com destino novamente à capital. A próxima pauta do JP já rolou no domingo, em outra partida válida pelas quartas-de-final da Copinha. 

Até lá! 

Fernando

3 comentários:

  1. Excelente post. O JP está dando um show de cobertura nessa Copinha, com ótimos textos e imagens inéditas.

    ResponderExcluir
  2. SR FERNANDO E EQUIPE DOS JOGOS PERDIDOS BOM ANO NOVO DE 2013 GOSTARIA DE PEDIR 3 COISAS PRIMEIRO VOCES VAO FAZER AS FOTOS E JOGOS DA SERIE A2 2013 E SERIE A3 2013. SE VOCES FAZER MOSTRAR TODOS OS 20 CLUBES DA SERIE A2 E TODOS OS 20 CLUBES DA SERIE A3 2013 E TAMBEM SE PUDEREM DE MEIO DE SEMANA 4 FEIRA TAMBEM.O SR SABE SE JA SAIU O GUIA OFICIAL DO CAMPEONATO PAULISTA DA FEDERACAO PAULISTA SERIES A1 A2 E A3 DE 2013 E SE O SR.PDE ME CONSEGUIR 4 LIVROS.AGRADEÇO DIA 25 DE JANEIRO DE 2013.ESPERO RESPOSTA O BRIGADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não temos a informação se o guia já saiu e também não temos como consegui-los para outras pessoas pois os mesmos são fornecidos apenas para jornalistas de acordo com critérios da própria FPF. No mais, tentaremos mostrar o maior número de times das séries A2 e A3 aqui no JP. Abraços.

      Excluir