Procure no JP

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

"JP Especial" na rota da Copinha pelo interior (parte 6 de 6)

Salve amigos!! 

Finalizando a cobertura monstro do JP na primeira fase da 44ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior, acompanhei, ainda no Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente, a decisão da vaga do Grupo A. depois do surpreendente empate na preliminar, ao Grêmio Prudente (antigo Oeste Paulista EC) bastaria um empate para garantir a classificação. Já para o Grêmio Porto-Alegrense, a vitória simples bastaria para avançar no certame. 

Peço desculpas por muitas das fotos das equipes não estarem centralizadas com a placa do torneio. Ocorre que praticamente apenas o JP faz essas fotos. Não há interesse dos demais colegas de imprensa e, quando muito, alguém das comissões técnicas faz tais fotos. Assim, num torneio com essa visibilidade, conseguir parar os aquecimentos e agrupar os jogadores, já é um grande feito. Com tanta gente “acelerada” em volta, ficava inviável deixar de aproveitar uns segundos de pose, pra pedir um pouco mais de organização dos atletas. 


Grêmio D Prudente (sub-20) - Presidente Prudente/SP. Foto: Estevan Mazzuia. 


Grêmio FBPA (sub-20) - Porto Alegre/RS. Foto: Estevan Mazzuia. 


Arbitragem, composta por Rafael Emilio Acerra, Décio Casagrande Portiéri, Patrick André Bardauil e Carlos Eduardo Passarin, com os capitães das equipes. Foto: Estevan Mazzuia. 

Com o psicológico favorecido pela decepção rondoniense, os sulistas entraram mais aguerridos, e conseguiram o primeiro ataque perigoso da partida, e abriram o placar logo aos 7 minutos, após um contra ataque pelo lado direito. Lucas, tocando na saída do goleiro João Paulo, fez 1 a 0, para a tristeza dos cerca de 4 mil espectadores. 


Bom público presente acompanha ataque dos anfitriões. Foto: Estevan Mazzuia. 

O gol deixou gaúchos ainda mais animados, tanto que estiveram mais perto de ampliar do que de sofrer o empate. O meio campo prudentino não ganhava uma segunda bola, e era dominado pelos gaúchos. 


Muita disputa, como tem que ser em um jogo decisivo. Foto: Estevan Mazzuia. 

O primeiro bom ataque dos anfitriões ocorreu aos 28 minutos, numa bola alçada da esquerda pra dentro da área, mas Carlos Júnior errou feio o voleio. O empate acabou vindo dois minutos depois, assim que passei para o outro lado do campo. Sozinho na pequena área, Guilherme, de cabeça, escorou para o fundo das redes uma bola que vinha do lado esquerdo. 


Goleiro Ygor (RS) cobra tiro de meta. Foto: Estevan Mazzuia. 

No minuto seguinte, Diego dividiu uma bola com o arqueiro prudentino João Paulo, que levou a pior, e teve a boca rasgada. Houve o início de uma pequena confusão, seguida de uma pausa para estancar o sangramento no jogador. Eu, particularmente, tive a nítida impressão de maldade no lance. 


Detalhes da confusão e do atendimento ao goleiro. Fotos: Estevan Mazzuia. 

A resposta prudentina veio com o gol da virada. Após a cobrança de um escanteio do lado esquerdo, Fernando subiu mais alto que todo mundo e cabeceou para o filó. Com a vitória parcial dos locais por 2 a 1, a partida foi para o intervalo. 


Ataque gaúcho na primeira etapa. Foto: Estevan Mazzuia. 

Se o Espigão não havia feito sua parte, parecia correr tudo de forma tranquila para o onze prudentino. Faltavam 45 minutos e era só manter o futebol da segunda metade da primeira etapa, aproveitando que a virada sofrida parecia ter esfriado o ímpeto inicial dos gaúchos. Mas o futebol tem dessas coisas. A mística da camisa entrou em campo na segunda etapa. 


Grêmio (RS) voltando para a segunda etapa. Foto: Estevan Mazzuia. 


Bola na área gaúcha. Foto: Estevan Mazzuia. 

Logo aos 7 minutos, Matheus empatou a peleja e recolocou seu time na briga. Nos minutos seguintes, a defesa prudentina assistiu o Imortal Tricolor jogar, e marcar o terceiro gol, desta vez com Gustavo. Nada estava perdido. O jogo estava aberto, faltavam 30 minutos para o final, e apenas um gol separava o Prudente da tão sonhada e esperada classificação. Mas a virada reanimou os gaúchos, que passaram a dominar a partida, e chegaram ao quarto gol. Após um contra ataque rápido pela esquerda, Gustavo recebeu na direita, deslocou o zagueiro e escolheu o canto. 


Visão panorâmica da partida, detrás do gol prudentino. Foto: Estevan Mazzuia. 

O golpe final veio aos 28 minutos: Lucas recebeu na meia lua e chutou tranquilo, no canto esquerdo do goleiro João Paulo, garantindo o quinto gol gaúcho. O sexto poderia ter saído aos 32, se aa arbitragem tivesse assinalado uma penalidade sobre Diego. 


Jogada pelo canto escuro do gramado. Foto: Estevan Mazzuia. 

Sem acreditar no que via a torcida abandonava o estádio. Aos 39 minutos, Antônio Marcos, que havia acabado de entrar, acertou a trave prudentina. Sentindo o baque da virada desconcertante, o Prudente era erro atrás de erro, e não conseguiu reagir. Resultado final, Grêmio Prudente 2 x 5 Grêmio/RS. Com o resultado, duas equipes de menor tradição, mas que dependiam apenas de si, acabaram sobrepujadas pela garra gaúcha, que conquistou a única vaga do grupo. 


Registros feitos ao longo da partida: um belo arco-íris e um simpático ninho de quero-queros, com quatro ovinhos. Essa última foto quase me custou uns “nacos” de minha perna para ser obtida, tamanho o desesperos dos pais das futuras avezinhas. Fotos: Estevan Mazzuia. 

Feliz por ter completado minha planejada e ansiosamente esperada maratona pelo interior paulista, voltei a meu QG prudentino para um banho e embarquei de volta à Baixada Santista, desta vez de ônibus mesmo, trazendo na bagagem um saldo de três estádios e cinco times vistos pela primeira vez, seis partidas, 30 gols (numa incrível média de 5 por partida), e muitas histórias pra contar. Não vejo a hora de tirar do papel o próximo especial! Foi isso! 

Abraços 

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário