Procure no JP

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Vitória caseira em tarde chuvosa no ABC

Salve amigos! 

Retornando aos gramados após as festas de fim de ano, voltei a acompanhar um jogo da Copa São Paulo de Futebol Júnior após 6 anos... A pedida foi a rodada dupla válida pela 2ª rodada do Grupo P da 44ª edição do torneio, que rolou no Estádio Humberto Castelo Branco, o Baetão, em São Bernardo do Campo

No cardápio, além de rever dois times legais que há muito não via, assinalar um novo nome na lista. Pra isso, valeu o sacrifício de encarar uma Anchieta congestionada e uma chuva de molhar a alma do candango. Após um duplo empate na rodada inicial, a vitória era imprescindível às quatro equipes na busca pela classificação, e a derrota significaria a eliminação do torneio. Em suma, uma rodada decisiva. 

Devidamente credenciado, adentrei ao gramado para efetuar os registros da primeira partida, entre o São Bernardo FC Ltda, time da casa, e a SER Caxias do Sul – RS, com seu decepcionante uniforme branco carregado de patrocinadores. 

O Tigre se recusou a posar, a chuva, o vento, a câmera e o fotógrafo comprometeram por demais a foto dos visitantes. Assim, o que se salvou foi uma foto das equipes alinhadas para a execução do hino nacional. 


Equipes alinhadas para a execução do hino nacional. Foto: Estevan Mazzuia. 


Arbitragem, composta por Eleandro Pedro da Silva, Leandro Almeida dos Santos, Raul Mena Barreto e Rudnei Ferreira de Medeiros. Foto: Estevan Mazzuia. 

Logo aos cinco minutos, o Aurinegro Batateiro abriu o placar: Gabriel viu o goleiro Pablo adiantado, e bateu da esquerda, tentando encobri-lo. A bola bateu no travessão, e o oportunista Hércules só teve o trabalho de colocar a testa na redonda, que sacudiu as redes. 


Lance da primeira etapa. Foto: Estevan Mazzuia. 

O Falcão não conseguia penetrar na área adversária e parecia nervoso diante da derrota parcial e do maior volume de jogo do São Bernardo. Por volta de 20 minutos de jogo, as coisas já estavam mais equilibradas, mas foi o Tigre que voltou a dar trabalho: Gabriel fez nova jogada pela esquerda e cruzou para Walterson, que cabeceou por cima do gol. 


Visão panorâmica da partida. Foto: Estevan Mazzuia. 

A resposta veio no minuto seguinte, com o centroavante Sanderson perdendo gol incrível ao chutar em cima do arqueiro Luiz Daniel. Aos 31 minutos o Caxias teve nova chance de empatar, com Bruno Mota recebendo cruzamento da esquerda e batendo para fora, com perigo. 


Bruno Martha (2) preparando o combate. Foto: Estevan Mazzuia. 

Aí o herói voltou a aparecer: Hércules cobrou falta com muita categoria, obrigando o goleiro a se esticar todo pra alcançar a bola no ângulo e mandar pra escanteio. Na cobrança, Hércules apareceu na pequena área como um raio, e ampliou, novamente de cabeça. 


Jogo brigado no Baetão. Foto: Estevan Mazzuia. 

Dez minutos depois, Bruno Mota sofreu falta na entrada da área, e Ramon cobrou rente ao poste esquerdo de Luiz. O goleiro foi na bola, mas essa escorregou por entre seus dedos e foi morrer no fundo das redes, num frango digno das pelejas molhadas. 


Bruno Mota sofre falta... 


... e Luiz observa a bola no fundo das redes, após sua falha no lance. Fotos: Estevan Mazzuia. 

Com a vitória parcial por 2 a 1 para o time da casa, as equipes foram para o intervalo. Durante 15 minutos, os auto-falantes do Baetão executaram o hino do Tigre e, ao mesmo tempo, chamadas de mensagem do facebook. Parece que os microfones foram ligados diretamente ao computador, durante um animado bate-papo internético... 


Lance da segunda etapa. Foto: Estevan Mazzuia. 

O segundo tempo começou bem agitado: logo aos 6 minutos o goleiro Pablo bateu roupa após chute de Walterson, mas se recuperou antes que o oportunista Hércules fizesse seu terceiro gol no jogo. A resposta gaúcha veio com Valdeir, que tirou tinta do poste esquerdo de Luiz, três minutos depois. 


Cenas de um dilúvio parte 1. Foto: Estevan Mazzuia. 

Foi então que o jogo terminou. Um dilúvio castigou o gramado sintético do Baetão, e o futebol ficou impraticável. Dependendo de raros lances de bola parada, ou de lampejos de magia que não aconteceram, as equipes não conseguiram alterar o placar. 


Cenas de um dilúvio parte 2. Foto: Estevan Mazzuia. 

Fim de jogo, São Bernardo FC 2 x 1 Caxias, resultado que eliminaria o 11 grená caso o JV Lideral não vencesse o Fortaleza, e deixou o São Bernardo bem vivo até a rodada decisiva, no domingo. 

Foi isso! 

Abraços 

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário