Procure no JP

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Santos Bi-Campeão Paulista Feminino 2011

Olá,

O final do ano está se aproximando e, com isso, algumas competições futebolísticas também vão chegando ao fim. No último sábado, foram realizadas as partidas finais de dois campeonatos promovidos e organizados pela FPF, sendo que o JOGOS PERDIDOS esteve presente nas duas decisões.

Esse que vos escreve, desceu novamente a Serra do Mar, com destino à cidade de Santos, indo ao Estádio Urbano Caldeira, mundialmente conhecido como Vila Belmiro. Esse templo sagrado do futebol, foi palco da partida de volta entre o Santos F.C. e a A.D. Centro Olímpico, que definiria quem conquistaria o título do Campeonato Paulista de Futebol Feminino - 2.011.

Na partida de ida, realizada em São Paulo, a vitória foi do time paulistano por 2 x 1 e, por conta de ter realizado melhor campanha durante toda competição, o time santista tinha a vantagem de jogar por dois resultados iguais e, portanto, uma vitória simples, daria às "Sereias da Vila", o título pela segunda vez consecutiva. Para o time de São Paulo, o empate era o suficiente para fechar o ano como campeão.

Dessa vez não tive nenhum contra-tempo durante a viagem e cheguei com tranquilidade ao meu destino, tendo tempo até para tomar um café numa padaria em frente ao estádio. Logo em seguida, fiz o credenciamento e fui para o gramado, aguardar a entrada das meninas dos dois times e também do quarteto de arbitragem, formado só por mulheres, visando fazer as fotos oficias, as quais, estão apresentadas abaixo:


Santos F.C. (Feminino) - Santos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


A.D. Centro Olímpico (Feminino) - São Paulo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem formado por Édilar Maria Ferreira, suas assistentes Maria Eliza Correia Barbosa e Maiza Teles Paiva, além da 4ª árbitra Adeli Mara Monteiro ao lado das capitãs. Foto: Orlando Lacanna.

Tão logo a árbitra autorizou o início da partida, o time santista tomou iniciativa de ir ao ataque, passando a incomodar a defesa do time paulistano desde os primeiros movimentos. Aos 3 minutos, a camisa 3 Dani, provocou o primeiro susto na goleira Vivi, ao arrematar com perigo, uma bola que passou muito perto. Aos 7 minutos, foi a vez da camisa 13 Kelly, finalizar contra a meta do Centro Olímpico, mandando outra bola para fora, que também levou perigo. O time visitante, procurava se defender e quando recuperava a posse de bola saía em velocidade, visando surpreender a defesa santista.


Início de mais uma arrancada ofensiva do Santos no início da partida. Foto: Orlando Lacanna.


Tentativa de ataque aéreo do Centro Olímpico. Foto: Orlando Lacanna.

O domínio santista foi crescendo e, na marca dos 15 minutos, a camisa 30 Karen, colocou as "Sereias da Vila" em vantagem no marcador, aproveitando uma falha da camisa 5 Cibele, que não conseguiu interceptar a passagem da bola em direção à santista, que invadiu pela meia esquerda e tocou com categoria na saída desesperada da goleira Vivi.


Momento exato da batida de Karen inaugurando o marcador. Foto: Orlando Lacanna.

Após sofrer o gol, o Centro Olímpico assimilou o golpe e foi à luta, tendo chegado à igualdade, aos 19 minutos, num gol anotado pela camisa 11 Cacau, ao aproveitar uma sobra de bola no interior da área, após conclusão de Gláucia que tocou no poste direito da meta defendida por Andreia Suntaque.


Finalização de Gláucia que foi contra o poste direito e no rebote Cacau empatou. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo tendo cedido o empate, o Santos não perdeu o controle da partida, tendo chegado novamente à vantagem no marcador, aos 28 minutos, num gol anotado pela camisa 90 Erika, através de um arremate desferido da entrada da área, que entrou no canto direito de Vivi, que para mim, pulou tarde na tentativa de fazer a defesa, mas isso não tira o mérito da atacante santista.

Voltando a ficar atrás no placar, o Centro Olímpico voltou a tentar igualar tudo novamente, mas não conseguiu balançar a rede santista e, dessa forma, o primeiro tempo foi encerrado com a vantagem de 2 x 1 para as meninas santistas, que já estavam com uma das mãos na taça.

Durante o intervalo fiquei assistindo uma apresentação das cheerleaders do Santos, que fizeram uma exibição de dança muito interessante, prendendo a atenção do público e de quem estava no gramado. Parabéns a elas pela bela exibição.


Time das Cheerleaders do Santos posando com exclusividade para as lentes do JP. Foto: Orlando Lacanna.


Grande final da apresentação das animadoras da torcida santista. Foto: Orlando Lacanna.

A bola voltou a rolar e o Centro Olímpico, já com a presença da camisa 7 Debinha, que acabara de regressar do México, onde atuou pela Seleção Brasileira no Pan, tendo conquistado a medalha de prata, procurou sair para o ataque, até porque não tinha outra alternativa. Na marca dos 10 minutos, a camisa Luana levou perigo à defesa santista, mas uma excelente defesa da goleira Andreia Suntaque, acabou com a festa. Aos 12 minutos, foi a vez da camisa 11 Cacau criar dificuldades à goleira santista, que praticou outra boa defesa, agora em dois tempos.


Defesa espetacular da goleira santista no início da segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.

Com o passar do tempo, o ímpeto do Centro Olímpico foi diminuindo e, com isso, o Santos voltou a dar as cartas, tendo chegado com muito perigo, aos 28 minutos, através da camisa 21 Raquel, que escapou pela direita e mandou um foguete que passou por cima do travessão.


Chance desperdiçada pelo Santos no segundo tempo, com a bola cruzando a área. Foto: Orlando Lacanna.

O tempo ía passando e o time paulistano já dava sinais de um certo cansaço pelo esforço, mas, mesmo assim, lutava sem parar visando chegar ao tão sonhado gol de empate, como aconteceu aos 41 minutos, num bom momento criado pela camisa 7 Debinha, mas a bola foi pra fora.


Jogada ofensiva do Centro Olímpico ao final da partida tentando o empate. Foto: Orlando Lacanna.

Os últimos minutos foram dramáticos, com a maior parte do público pedindo o fim da partida, que acabou acontecendo com o placar estampando Santos 2 - 1 Centro Olímpico, resultado de que deu o Bi Campeonato às "Sereias da Vila", repetindo a conquista do ano passado, em final com o São José, que também teve cobertura pelo JP.

Assim que a árbitra encerrou a partida, teve início uma grande comemoração no interior do gramado, com a participação das atletas santistas e um número incalculável de pessoas estranhas ao jogo, provocando um justo protesto dos repórteres presentes, que não podiam ingressar no gramado para realizar o seu trabalho, impedidos pelos ficais da FPF, que apenas cumprem ordem, porém não evitaram a invasão de muitas pessoas que nada tinham a ver com a partida. Se ninguém pode entrar no gramado, a ordem tem que valer para todos e não apenas para a imprensa.


Atletas e outros comemorando a conquista do Bi Campeonato. Foto: Orlando Lacanna.


Roda de oração em agradecimento à grande conquista. Foto: Orlando Lacanna.

O pódio para entrega das medalhas e troféus foi armado no centro do gramado, sendo que depois de quase 10 minutos após o encerramento do jogo, alguém com bom senso, autorizou o ingresso dos repórteres ao gramado para registro das solenidades, mas aí o número de pessoas estranhas à partida aumentou ainda mais, com a entrada inclusive de torcedores com bandeiras.


Entrega das medalhas às meninas do Centro Olímpico. Foto: Orlando Lacanna.


Capitã do Centro Olímpico exibindo o troféu de Vice-Campeão. Foto: Orlando Lacanna.


Elenco santista ostentando as medalhas douradas conquistadas. Foto: Orlando Lacanna.


Capitã santista e o troféu de Campeão. Foto: Orlando Lacanna.


Tradicional volta olímpica, com as atletas exibindo o troféu aos quatro cantos do estádio. Foto: Orlando Lacanna.

Deixo aqui registrados meus cumprimentos às atletas campeãs, à comissão técnica e a todos que, direta ou indiretamente, contribuíram para mais essa conquista. Parabéns também aos torcedores alvinegros, que incentivaram a sua equipe do início ao fim da competição. Não poderia deixar de cumprimentar também todo pessoal do Centro Olímpico, que tem um ótimo time e que conquistou com brilhantismo o Vice-Campeonato. Parabéns a todos do time paulistano.

Depois de conseguir registrar todas as etapas da solenidade, deixei o gramado e fui almoçar em Santos mesmo, para em seguida voltar a São Paulo e começar o planejamento da cobertura da primeira partida da final da Segundona, que seria realizada em Capivari, no domingo pela manhã, em mais uma viagem que obrigaria eu sair da cama bem cedo.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário