Procure no JP

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Mais perto da Série A, Portuguesa vira em cima do Vitória

Opa,

Após a derrota juventina na Rua Javari na terça-feira à tarde, ainda havia uma peleja noturna no meu cronograma futebolístico. Fazendo uma campanha simplesmente espetacular, a Portuguesa receberia o Vitória baiano pelo Campeonato Brasileiro da Série B, para ficar ainda mais perto do nível mais alto do futebol nacional. Um festivo Estádio Osvaldo Teixeira Duarte seria o palco da partida.

Saímos da Javari (eu e os amigos Renato, Sérgio e o meu xará com seu "Passe Livre") e a ideia era pegar um ônibus que nos levasse até o bairro do Pari. Mas acabamos resolvendo ir mesmo de táxi, já que ainda precisávamos matar a fome. Após uma boa refeição com esfihas fantásticas perto do meu antigo e histórico QG no bairro, seguimos até o estádio sem percalços.

A festa nos arredores do Canindé já era grande, todos contando já com o acesso para a Série A em 2012 mais do que garantido. Realmente, com a campanha que a equipe paulistana vem fazendo, com 17 vitórias em 30 jogos, fica difícil não acreditar que o time já subiu mesmo. Adquirimos nossos ingressos sem problema, e entramos no estádio justamente quando a equipe local também subia pro campo de jogo.


Equipe da Portuguesa entrando no gramado do Canindé. Foto: Fernando Martinez.


A enorme festa vista nas arquibancadas do estádio contagiou a todos. Foto: Fernando Martinez.

A animação era geral dos mais de 4 mil torcedores presentes na casa lusitana e a recepção da equipe foi com bexigas da cor do time e muito papel picado. O time somava 61 pontos antes do apito inicial, e com um eventual triunfo passaria a ter 64, acima do necessário para o acesso visto nos últimos anos. Mas o Vitória, ainda lutando para chegar perto do G4, prometia endurecer o jogo.

Os primeiros minutos foram equilibrados e centralizados no meio de campo. Os dois times se estudaram bastante, e aos poucos a Portuguesa foi chegando mais perto da área adversária. Mas o Vitória acertou um bom contra-ataque aos 14 minutos, terminando com a finalização do veterano Gilberto. Mas nem a derrota parcial desanimou a barulhente torcida local.


Boa saída do goleiro da Portuguesa no começo do jogo. Foto: Fernando Martinez.

Empurrada pelo grito da sua torcida, a Lusa foi pra cima e conseguiu virar o placar ainda na etapa inicial. O empate aconteceu aos 24 numa bela jogada de todo ataque e que terminou com ótima finalização de Henrique. A virada aconteceu aos 39 com o gol de Leandro Silva, aparecendo livre para completar um escanteio da esquerda, se aproveitando da falha geral da zaga baiana.


Cruzamento rubro-verde dentro da área baiana. Foto: Fernando Martinez.


Mais uma ótima chance de gol dos donos de casa. Foto: Fernando Martinez.

O intervalo veio com o placar de 2x1 para o escrete paulistano. Nesse descanso conferimos o placar da rodada e pudemos ver alguns figuraças presente no meio da torcida local. Todos com frio, já que um ventinho estava fazendo a curva na parte da arquibancada aonde nos encontrávamos.


Saída de bola da equipe do Vitória, ainda na etapa inicial. Foto: Fernando Martinez.

O segundo tempo então veio com um ótimo jogo, recheado de emoções para os dois lados. Ambas as equipes tiveram chances claras de gol, mas nenhuma foi aproveitada. Notícias vindas dos outros jogos eram bastante animadoras, já que nenhum dos times do G4 estava ganhando. Com a confirmação da vitória rubro-verde, o acesso ficaria ainda mais perto.

Aos 36 minutos aconteceu o fato que fez com que muitos torcedores no Canindé chegassem às lágrimas. A torcida organizada da Portuguesa resolveu finalmente desvirar as duas faixas que estavam de cabeça pra baixo desde o rebaixamento de 2008. Um ato simbólico reatando ainda mais a confiança da torcida nesse belo time de 2011.


O histórico momento da virada da faixa da torcida organizada do time, simbolizando a virtual volta do time à primeirona. Foto: Fernando Martinez.

Enquanto a faixa era desvirada e todos cantavam a volta do time à primeira divisão, a Portuguesa selou essa fantástica conexão máxima com sua torcida marcando o terceiro gol aos 40 minutos. E foi um golaço com finalização certeira do atacante Edno. Nem o segundo gol do Vitória, de Maurício, aos 42 minutos diminuiu a festa.


Chance de empate do time visitante no final do jogo... Mas a noite era mesmo da Portuguesa. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Portuguesa 3-2 Vitória. Com a impressionante marca de 64 pontos em 31 jogos, a Lusa deu mais um passo e agora está virtualmente na primeirona em 2012. O time pode conquistar o acesso matemático no próximo sábado, jogando contra o Americana fora de casa. Mas muitos torcedores torcem para que o jogo do acesso seja contra a Ponte Preta, no dia 28 próximo. Em todo o caso, tentarei estar lá contra a Macaca. Já o Leão ficou mais longe do G4 e agora precisa de uma combinação grande de resultados para voltar à elite.

Bom, ainda ficamos vendo a alegria da torcida por algum tempo, mas acompanhando a festa ainda maior do lado de fora. Mas extremamente cansado e com um longo caminho a percorrer para chegar em casa, fui embora pouco tempo depois.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário