Procure no JP

segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

O primeiro jogo de 2007

Fala pessoal!

Depois de um sábado e um domingo históricos, com rodadas inéditas pela Copa SP e com a magistral participação ao vivo no Bola na Rede, o JOGOS PERDIDOS começa a publicar os jogos que estávamos com saudade de assisitir. E nesse primeiro post (com jogo) de 2007, começo a falar sobre a rodada que estive no sábado. A caravana da coragem seguiu pela Anhangüera e pela Washington Luís até a cidade de Araraquara, com uma parada estratégica na cidade de São Carlos.

Mais uma vez no táxi do Seu Natal (e com a presença óbvia do mesmo), Fernando, Emerson, Estevan e Jurandyr seguiram desbravando nosso interior. No caminho, muita informação coletada e detalhes inéditos numa cidade da região, para um post da série "Volta ao Passado" que será publicado em breve.

Parando para almoçarmos em São Carlos, aproveitei a deixa e fiquei por lá mesmo, sozinho, para acompanhar a primeira rodada do Grupo O na Copa São Paulo 2007. Os jogos aconteceram no Estádio Luís Augusto de Oliveira e a primeira partida do dia (e minha primeira partida do ano) foi entre São Carlos e São Paulo. E devidamente autorizado pela FPF, consegui as fotos oficiais do jogo:


São Carlos FL (sub-19) - São Carlos/SP. Foto: Fernando Martinez.


São Paulo FC (sub-19) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.

Pena que as tradicionais fotos do trio com os capitães sejam um pouquinho mais complicadas de se tirar na Copinha, mas toda vez que conseguirmos elas estarão por aqui. Bom, depois das fotos fui me acomodar nas numeradas do Luisão, e mesmo com a garoa que insistia em cair, consegui um belo lugar e vi o jogo tranquilamente.

E me impressionou no começo a disposição e qualidade do time do São Carlos. Com maior posse de bola e mais incisivo no ataque, o time chegou logo ao primeiro gol da partida. Aos 6 minutos, e depois de um cruzamento fraco, o goleiro tricolor soltou a bola, e o jogador Peterson fez a festa dos donos da casa.


Ataque do São Paulo no primeiro tempo de partida. Foto: Fernando Martinez.

Mesmo depois do gol o São Carlos ainda teve momentos melhores do que o São Paulo, mas aos poucos o Tricolor foi equilibrando as ações, e mesmo não tendo uma máquina, acabou se aproveitando de momentos de lapso momentâneo da razão (...) dos sãocarlenses.


Lance perigoso do São Carlos, em que o goleirão do São Paulo fez grande defesa. Foto: Fernando Martinez.

Em dez minutos de dormência dos donos da casa, o São Paulo virou o jogo. Aos 26 minutos, depois de falta cobrada pela direita, o jogador Thiago resvalou de cabeça e encobriu o goleiro da casa, empatando o jogo. Aos 36, em mais um cruzamento da direita, o jogador Alan bateu a cabeça na bola, meio sem jeito, e o goleiro do São Carlos, um pouco mal colocado, sofreu o segundo. E o jogo seguiu assim até o intervalo.

No intervalo conversei com o amigo Ronildo Moura, assessor de imprensa do São Carlos e colaborador das antigas do JP, dos tempos que o São Carlos ainda fazia jogos-treino buscando a estréia oficial em campeonatos paulistas. Legal ver o crescimento da equipe, e acompanhar a trajetória de um clube de futebol, desde o seu surgimento.

No segundo tempo o São Carlos voltou com maior posse de bola buscando o empate, e quem sabe a vitória. Pena que o time não tenha traduzido em chances reais de gol todo esse domínio. O São Paulo, fechadinho na defesa, e aproveitando muito bem os contra-ataques, ficava na espreita.


Ataque do São Carlos no segundo tempo de jogo, no qual ficou com o domínio territorial. Foto: Fernando Martinez.


Cruzamento do São Carlos na área são-paulina. Foto: Fernando Martinez.

Errando algumas finalizações durante todo o segundo tempo, os donos da casa ainda foram castigados com o terceiro gol são-paulino, aos 40 minutos. Num contra-ataque rápido, o jogador Sérgio Mota aproveitou a chance e fechou o placar com a vitória dos visitantes.


Bola disputada entre jogadores do São Carlos e do São Paulo no final da partida. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: São Carlos 1-3 São Paulo. Grande vitória dos tricolores, que mesmo sem mostrar um futebol tão vistoso, saem na frente do Grupo O. Já ao São Carlos resta a esperança de que o time ainda possa vencer seus dois compromissos restantes para uma eventual classificação.

Agora com o jogo finalizado chegava o jogo que realmente me interessava, o jogo de fundo em São Carlos é uma daquelas partidas que só a Copa São Paulo pode nos proporcionar. Ela aparece aqui no meu próximo post.

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário