Procure no JP

quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Derrota grená no Paulistão

Opa,

Nessa quarta-feira à noite, tivemos mais uma rodada do Campeonato Paulista de 2007, e dessa vez tive a chance de ver um jogo que estava esperando há tempos. Pela primeira vez vi uma partida entre Corinthians e Juventus, caso raro dentro dos membros do JOGOS PERDIDOS (acho que só o Emerson não viu esse jogo ainda). O jogo rolou no Pacaembu, e mesmo com as minhas origens, fiquei na torcida grená, fazendo companhia ao Alfredo e ao Jurandyr.

Estádio com 16 mil pessoas, torcida visitante com lugares disponíveis a rodo - até deitado eu vi parte da partida - e muita vontade dos dois times no início de jogo. Logo no primeiro minuto o Juventus perdeu um gol feito, mesmo com o zagueiro corintiano tendo puxado a camisa grená, e o Corinthians tendo criado duas grandes oportunidades.


Chance para o Juventus no primeiro tempo de partida. Foto: Fernando Martinez.

Mas o Corinthians logo mostrou seu favoritismo e fez com que o goleiro juventino, Deola, fizesse três verdadeiros milagres depois de ótimos chutes. O time grená, meio perdido em campo, dava mostras que sofreria logo o gol. E aos 17 minutos, depois de claro pênalti no jogador Christian, ele mesmo cobrou e deixou o alvinegro em vantagem.


Escanteio para o Juventus no primeiro tempo contra o Corinthians. Foto: Fernando Martinez.

E mesmo jogando um futebol mais cadenciado, o Corinthians chegou ao segundo gol ainda no primeiro tempo. Aos 41 minutos, com boa jogada do mesmo Christian. O Juventus, perdido em campo, poderia ter tido uma chance melhor do jogo se o árbitro tivesse marcado um pênalti claro para os grenás nos acréscimos da primeira etapa. Mas ele preferiu achar que foi tentativa de simulação... e o jogo foi para o intervalo em 2 a 0.

O intervalo foi cheio de ligações telefônicas com o Orlando (vendo o jogo pela TV, na casa dele) e com o Mílton, saindo do Canindé (depois da boa vitória da Portuguesa pela A2). Pena que o Jurandyr começou a dar sinais de esgotamento nervoso desde então...


Visão geral do jogo entre Juventus e Corinthians. Foto: Fernando Martinez.

Na volta do segundo tempo, o impaciente Jurandyr viu o Juventus tentar fazer alguma coisa no jogo, mas sem sucesso. O Corinthians, cozinhando o galo, só deixava o tempo passar para garantir os três pontos. E ainda assim, aos 22 minutos, chegou ao terceiro gol. Depois de cruzamento pela esquerda, o atacante Christian, herói da noite, só tocou de leve na bola e marcou o seu terceiro gol.

Depois desse gol, o fora-de-si Jurandyr levantou e simplesmente foi embora, não se despedindo de ninguém, e nos deixando a pé, sem carona. Coisas de doido...


Dois momentos da loucura de um homem: ainda no primeiro tempo, pensando no que falar em casa, e depois, já à beira de um ataque de nervos. O homem surtou... Fotos: Fernando Martinez.

Depois que o Jurandyr foi embora, o Juventus melhorou (eita, pé-frio...) e chegou ao gol de honra aos 41 minutos, em cobrança de pênalti do jogador Sérgio Lobo. Os grenás inclusive criaram chances claras de fazer mais gols, mas como golpe de misericórdia, o Corinthians marcou o quarto gol aos 44, com boa conclusão do novo atleta do time, o boliviano Arce.


Ataque perigoso do Corinthians no segundo tempo de jogo. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Juventus 1-4 Corinthians. Boa vitória alvinegra, que deixa o time na liderança do Paulistão... e a certeza de que o Juventus precisa melhorar, logo, para sair dessa posição incômoda de duas goleadas sofridas em sequência.

Nessa quinta-feira não teremos futebol no JP, e sim a comemoração do 453º aniversário de São Paulo! Show dos Mutantes à vista...

Até mais

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário