Procure no JP

quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

Segunda partida do dia em Araraquara: Santos x Fluminense/PI

Fala povo!

Continuando com a saga em Araraquara, o segundo jogo na Fonte Luminosa pelo grupo D reuniu as equipes do Santos e do Fluminense do Piauí. Já tinha visto o time do Piauí pela Copa São Paulo em 2003, num grupo em Suzano, e mesmo assim foi um prazer poder ver novamente um jogo desse simpático time de futebol. E novamente consegui as fotos dos times posados. E o Fluminense com um bonito e vistoso uniforme:


Santos FC (sub-19) - Santos/SP. Foto: Fernando Martinez.


Fluminense EC (sub-19) - Teresina/PI. Foto: Fernando Martinez.

Foi legal ver a divisão de torcidas que rolou nessa partida. Toda a torcida da Ferroviária que ficou para o jogo torceu em peso para o Fluminense, enquanto que os vários santistas presentes torciam fervorosamente pela equipe da baixada. O que pegou como ponto negativo no jogo (e como sempre acontece nesse mês) foi o calor dos infernos que passei nas arquibancadas da Fonte Luminosa. Acredito que tenha gasto uns 15 reais com águas e derivados... seria tão bom uma Copinha em julho...

O jogo no primeiro tempo foi um tanto quanto burocrático, com o Santos dominando as ações e o Fluminense se preocupando em ficar na defensiva. O time praiano levou perigo em alguns ataques, mas sem nada de mais efetivo.


Torcida na Fonte Luminosa acompanhando um ataque do Fluminense no primeiro tempo de partida. Foto: Fernando Martinez.

O Fluminense, mesmo com grande torcida a seu favor, mostrava suas limitações e não passava quase do meio-campo. O primeiro (e único) lance do time piauiense no primeiro tempo foi um belo chute do jogador Johnny aos 45 minutos, quando o goleiro santista praticou uma defesa fantástica. Final de primeiro tempo sem abertura de contagem.


Chance do Fluminense do Piauí no finalzinho do primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo finalmente descolei um local na sombra, e pude aguardar confortavelmente o início da segunda etapa. E pude ver que o segundo tempo foi um jogo quentíssimo, tanto fora como dentro de campo...

O Santos veio com muito mais vontade nessa segunda etapa, e o jogo ficou com aquele velho esquema "Davi e Golias"... o Santos no ataque e o Fluminense somente se defendendo à todo custo. O time santista criou várias chances para abertura do placar, e em algumas delas o goleiro Ramón fez defesas fantásticas e levou a torcida do Flu (de aluguel, é verdade) à loucura!


Boa chance desperdiçada pelo Santos logo no começo do segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.


Bela cobrança de falta e belíssima defesa do goleiro Ramón, do Flu. Foto: Fernando Martinez.

A torcida ficou ainda mais feliz quando, aos 25 minutos dessa segunda etapa, o jogador Josa recebeu uma bola na lateral e chutou de longe. A bola fez uma curva fantástica e entrou no ângulo direito do goleiro Samuel, do Santos. Festa para os jogadores piauienses e para os "torcedores" fiéis do Flu.

Daí começaram alguns olés na arquibancada, e a torcida se frustou um pouco quando, aos 34 minutos, o jogador Alemão escorou de cabeça uma bola cruzada em escanteio e empatou a partida para o Peixe. Agora a festa era do Santos, e o jogo prometia mais. E depois de uma paulada que o jogador Nivaldo deu em um atleta santista (sem bola) o pau quebrou.


Quebra-pau em Araraquara! O jogo esquenta perto do seu final. Foto: Fernando Martinez.

Muito tempo depois e três jogadores expulsos depois da confusão, o jogo reiniciou com o Santos tentando virar o marcador. Mas a boa marcação e o senso de superação do time piauienses falaram mais forte, e o jogo terminou mesmo empatado.

Final de jogo: Santos 1-1 Fluminense/PI. O time piauiense conquistou um grande resultado e a comemoração deles no final de partida foi digna de final de Copa do Mundo, com muita festa e choro dos jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes. Agora o time busca na última rodada uma difícil, mas não impossível, classificação.

Depois do jogo fui me preparar para a rodada do dia seguinte. Foi especialíssima, com time novo e mais um recorde pessoal batido.

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário