Procure no JP

segunda-feira, 22 de agosto de 2005

Rodada dupla do JP no ABC Paulista

Fala povo!!!

Começando a série dos posts fantásticos das 4 epopéias do Clube dos Doentes no último final-de-semana, começo aqui com os jogos de sábado. Uma rodada dupla no ABC, aonde vimos a Segunda Divisão do Paulista e a Série A do Brasileiro. São Bernardo e Capivariano foi a nossa primeira escala. Nessa rodada, eu, o Mílton e o David estivemos presentes.

Foi um jogo-chave para o time do ABC, então o clima já era tenso antes mesmo da partida começar, já que algum tonto que cuidou do placar do estádio Primeiro de Maio não tirou o marcador de algum jogo anterior que aconteceu por lá, e marcava assim "São Bernardo FC 7 x 1 Capivariano". Com isso a equipe de Capivari já entrou cheia de brio na partida.

Dentro do campo e autorizados pelo gentil árbitro Antônio Rogério Batista do Prado, pudemos tirar as fotos oficiais dos times no jogo:


São Bernardo FC - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capivariano FC - Capivari/SP. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem da partida. Foto: Fernando Martinez.


Sorteio para definição de bola/campo. Os capitães das equipes juntamente com o árbitro decidem a sorte. Foto: Fernando Martinez.

O jogo, como não poderia deixar de ser, começou quente. Jogadores nervosos e muitas faltas marcadas. E também logo de cara o Capivariano já doiminou as ações na partida. Perdendo algumas chances preciosas, não deu muitas chances para o time do ABC não. Mas como futebol é futebol, num belo contra-ataque, o São Bernardo acabou marcando 1 a 0, numa cabeçada do jogador Reginaldo, aos trinta minutos.


De peixinho, após um belo e certeiro cruzamento da direita, o jogador Reginaldo marca 1 a 0 para o SBFC. Foto: Fernando Martinez.


Chegada forte do Tigre pela esquerda. Foto: Fernando Martinez. [110411]

O jogo foi para o intervalo assim mesmo. E o Capivariano teria que jogar mais ainda para poder virar a partida. Aproveitando o descanso dos atletas, mais uma vez fizemos uma disputa de penais e um campeonato de controle de bola no gramado do Primeiro de Maio. Tempo para vermos a destreza do David com a pelota.


Na foto da esquerda, Mílton e David curtindo o sol no estacionamento. Na foto da direita, eu e o David curtindo uma pipoquinha com provolone e batendo uma bolinha no gramado. Fotos: Fernando Martinez e Mílton Haddad.

O segundo tempo foi ainda mais sofrido do que o primeiro. O Capivariano voltou com tudo, e logo aos cinco minutos empatou a partida, gol do atacante Paraná. Mesmo com o gol, o CFC não diminuiu seu ritmo, e continou a dominar o jogo. Mas na ânsia de virar a partida, deixou o contra-ataque livre. Nesse momento apareceu a incompetência do ataque do SBFC, através do jogador número 10, que perdeu pelo menos três chances claras de gol.


Mais um ataque desperdiçado pelo São Bernardo no segundo tempo do jogo. Foto: Fernando Martinez.

O São Bernardo ainda perdeu um jogador, depois de uma expulsão justíssima. Sem força e com a incompetência do ataque bernardino, o Capivariano achou o gol da vitória numa jogada dentro da área, aos 23 minutos, com o jogador Da Silva. Até o final, houve tempo do São Bernardo perder mais chances claras e deixar escapar pontos importantes em casa.

Final de jogo: São Bernardo 1-2 Capivariano. E o time do ABC quase fora da terceira fase. Ainda no final do jogo, os jogadores do Capivariano fizeram a besteira de provocar a torcida do SBFC. O tempo fechou, e eles tomaram (literalmente) uma chuva de cuspes para entrar no vestiário e ainda por cima o pau quebrou entre diretores e torcida do time do ABC, com diretores do time de Capivari. Mas nós fomos embora antes que a coisa ficasse pior.

Fomos embora porque era hora de seguir para a segunda sessão de futebol do dia, o jogo entre São Caetano e Cruzeiro, no Anacleto Campanella. Graças à Nestlé, pagamos 3 pilas pelo ingresso, o preço de um fantástico Nescau. Justamente por isso, acho que foi o segundo maior público que vi no ABC (5500 pessoas), só perdendo para o genial São Caetano 0-0 Boca Juniors em 2004, com o público de quase 14 mil pessoas.

Num frio enorme, vimos um jogo burocrático e sem graça do Azulão e um Cruzeiro ajeitado e com amplo domínio em toda a partida. Desde que o São Caetano apareceu no cenário nacional, no ano 2000, esse é o time mais fraco que eles conseguiram.


Ataque do Cruzeiro no primeiro tempo da partida. Foto: Fernando Martinez.

O Cruzeiro marcou no primeiro tempo, numa belíssima jogada que terminou com a conclusão do preciso Fred. Na segunda etapa, o time de Minas poderia ter feito, sem nenhum exagero, mais três ou quatro gols, tamanha a facilidade que encontrou. O São Caetano teve só uma chance aguda para empatar o jogo e nada mais. Final de partida: São Caetano 0-1 Cruzeiro e o time de BH com grande chance de incomodar no segundo turno.

Depois foi só voltar pra casa, congelando no frio, e arranjar tempo para se preparar para mais uma epopéia no domingão. Daqui a pouco tem a rodada de ontem!

Até

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário