Procure no JP

segunda-feira, 1 de agosto de 2005

Paulista 2ªdivisão: Força 1-1 Velo Clube

Fala povo!!!

Depois de um final de semana legitimamente vivido como pop star, chego aqui para postar tudo o que rolou no Clube dos Doentes nesses dias. Entrevista com a ESPN, aparição e repercussão monstro no Esporte Espetacular, jogos no interior e um especial do ano. Nem preciso dizer que não dormi NADA no sábado e muito menos no domingo. Mas vamos aos fatos:

Nesse primeiro post, vamos com a saga do Clube no sábado de manhã até a cidade de Caieiras, aonde acompanhamos um jogo válido pela segunda rodada da segunda fase do Paulista da Segunda Divisão de 2005. Em campo a equipe do Força contra um time que está entre os preferidos da casa, o Velo Clube de Rio Claro. Junto com a galera do Clube (Fernando, Emerson, David e o licenciado (!) Jurandyr) estava a equipe de reportagem da ESPN Brasil!! Isso mesmo, mais uma aparição fenomenal do JOGOS PERDIDOS acontecerá na sua telinha!!

Graças ao apoio do Marcelo Duarte conseguimos mais essa boquinha. O mote da reportagem é totalmente diferente da reportagem do Esporte Espetacular: lá a reportagem será baseada nas histórias que temos para contar e no nosso querido blog, que não foi mencionado na Globo. Acreditamos e temos certeza que é mais um passo para que o JOGOS PERDIDOS seja cada vez mais reconhecido como uma boa fonte de informação sobre o nosso futebol 'perdido'.

Bom, quanto ao jogo, dessa vez o juiz da partida foi o Philipe Lombard, que esteve no jogo entre Jabaquara e São Carlos no último domingo e registramos que mais uma vez ele foi extremamente simpático conosco. Assim como o quarto árbitro, o amigo Rafael Porcari. Já falamos sobre ele aqui, e mais uma vez foi bastante solícito com o JP e agora, munido de nosso cartãozinho, prometeu divulgar mais ainda nosso blog. Um abraços a vocês! E graças a eles, tiramos as fotos oficiais dos times:


Força EC - São Paulo/SP (mandando em Caieiras/SP). Foto: Fernando Martinez.


AE Velo Clube Rioclarense - Rio Claro/SP. Foto: Fernando Martinez.

A partida começou atrasada devido a falta de um médico no local. Com vinte minutos de atraso o jogo começou, e durante todo o primeiro tempo não tivemos muitas emoções não. Talvez devido ao insuportável calor que estava fazendo por lá. Nada digno de nota, e com isso aproveitamos a primeira etapa para discutir e conversar sobre o que falaríamos quando eles ligassem a câmera para a gravação. Aí apareceu a luz do licenciado (!) Jurandyr, que mesmo falando que acha TV um saco, foi o que mais enrolou e falou pelos cotovelos...


Ataque do Força no primeiro tempo da partida. Sem perigo algum. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo, enquanto os gentlemans diretores do Força enchiam o caneco de cerveja, aproveitamos e fomos sabatinados pela produtora Karen, da ESPN. Muitas histórias, ingressos antigos, fotos empoeiradas foram levadas para ilustrar melhor o Clube dos Doentes. Todos falando muito, e com o Jurandyr empolgadíssimo com suas 40 histórias conhecidas sobre a Letônia, Lituânia e Estônia. Ninguém no mundo faz o que esse cidadão já fez pelo futebol.



No sentido horário: David, Emerson, Jurandyr e Fernando sendo sabatinados sobre a história do Clube dos Doentes em matéria para o programa Loucos por Futebol, da ESPN Brasil. Fotos: Fernando Martinez e Jurandyr Junior.

O lance da entrevista rolou por todo o segundo tempo também, e numa brecha e outra vimos um jogo muito mais quente nessa etapa. Três expulsões, pancadaria como há muito tempo eu não via num estádio e dois gols animaram o público presente.

Primeiro foi o gol de pênalti do Força. Sem nenhuma discussão, o time da casa marcou 1 a 0, e achou que venceria a partida. Ledo engano, pois mesmo com o gol, a equipe do Velo Clube foi melhor e chegou ao empate pouco tempo depois, em uma bola enfiada em profundidade.


Gol de penal para o Força que marcava um a zero. Foto: Fernando Martinez.

Depois do gol, o goleiro do Força fez uma asneira de dar uma bicuda no cara que fez o gol para o Velo. Um membro da diretoria na arquibancada começou a reclamar (com toda a razão do mundo) do goleirão por causa da besteira que acabou prejudicando a equipe. Daí começou a zona, pois o goleiro veio até a arquibancada do nosso lado tirar satisfação com o cara. Juntando a breja do jogo todo, a ignorância de alguns presentes e muita vontade de brigar, começou uma pancadaria histórica. Porrada da polícia, gente correndo e pulando alguns muros e cachorrinhos sutis (como pastores e rottweillers) em ação. Genial!

Mesmo com tudo isso, o jogo acabou mesmo 1 a 1. Resultado ruim para o Força, e não tão ruim assim para o Velo. E fica aqui um abraço a toda equipe da ESPN Brasil pela simpatia e a chance de mais uma aparição na mídia. Em especial à Marcella Novaes, com quem falei durante algumas semanas, à Karen e ao Júlio (Câmera) e o Tiago (auxiliar). Valeu pelo espaço... e quando for passar avisaremos a todos por aqui!

Depois tem a nossa epopéia de ontem, no ritmo São Paulo-Campinas-Capivari-Campinas-São Paulo... estou cansado até agora.

Até daqui a pouco

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário