Procure no JP

segunda-feira, 8 de agosto de 2005

Brasileiro Série C: Rio Branco/SP 1-0 Ituiutaba

Fala pessoas!

Então... agora sim vamos ao grande jogo e grande evento que tivemos na tarde de ontem. Eu, o Emerson, Mílton e Estevan, fomos até Americana para acompanhar o que poderia ser o melhor campeonato de futebol do Brasil, mas que não passa de uma brincadeira de mal-gosto: a Série C do Brasileiro. Portanto então, fomos até a cidade de Americana para ver ao jogo entre Rio Branco e o glorioso Ituiutaba de Minas Gerais.

Como disse no post do jogo Portuguesa e Guarani, eu e o Mílton fomos encontrar o Emerson e o Estevan vindos de Santos (o post está logo abaixo) para entrarmos na Marginal, seguir pela Anhangüera até a cidade de Americana. No caminho até lá, histórias do arco da velha, piadas sem graça, muito papo furado e contos do vigário. No caminho fizemos uma parada no mágico Frango Assado, parada obrigatória para todos os ratos de estrada aqui do Estado de SP.


Estevan degustando algo indescritível, Emerson mandando brasa numa calabresa e o Fernando com seu saquinho de pães de queijo fresquinhos. Foto: Mílton Haddad.

Por causa da parada, a gente tinha só uma escolha para chegar a tempo de pegar o começo do jogo, ir bem rápido e sem muita frescura. A tarefa parecia impossível em virtude do escasso tempo que tínhamos até lá... mas ninguém contava com a destreza do Emerson com seu possante Fiesta. No famoso esquema de ir "a 110, 120, 160, só pra ver até quando o motor agüenta", conseguimos fazer quase 120 quilômteros em 40 ou 50 minutos e conseguimos chegar no jogo sem perder muita coisa.


Entrada florida e simpática do Estádio Décio Vitta em Americana. Foto: Fernando Martinez.

Chegando por lá encontramos nas arquibancadas do Décio Vitta o Mochileiro das Galáxias David, que foi até lá sozinho, de ônibus (!). Como somos celebridades nacionais, eles nos esperaram para poder marcar o único gol da partida. Menos de um minuto após a nossa entrada o Rio Branco fez um a zero. É... o povo aqui não é fraco não!


Único gol do Rio Branco marcado de cabeça aos doze minutos do primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

A primeira etapa depois não teve muita coisa de interessante não, num jogo equilibrado nenhum dos dois times mostrou muita coisa. O jogo acabou indo para o intervalo mesmo só um a zero, e daí aproveitamos para conhecer as dependências do agradabilíssimo estádio de Americana.

Acredito que este seja um dos estádios mais simpáticos do nosso interior. Nunca tinha ido lá e a primeira impressão foi mais do que positiva. O único ponto que precisa ser melhorado é que o estádio só possui uma entrada e saída. Num jogo grande imagino que deva ficar um inferno entrar ou sair de lá. Nesse meio tempo, verificamos mais alguns flagras do povo do Clube.


Na primeira foto, todos os membros do Clube (Estevan, David, Emerson e Mílton) mostram seus celulares de última geração, fabricados em 1997. Na segunda foto, cada um (David, Fernando, Estevan e Mílton) olha para um canto, desviando a atenção de tudo. Fotos: Fernando Martinez e Emerson Ortunho.

No segundo tempo o panorama da partida não começou diferente. Só que aos poucos, o Rio Branco foi tomando conta da partida e perdeu algumas chances absurdas. Pelo menos por três vezes algum atacante do time de Americana apareceu livre para marcar, mas por muita falta de pontaria acabou chutando pra fora.

O Ituiutaba teve uma única chance, numa cobrança de falta cobrada com precisão e que o goleiro do Tigre praticou belíssima defesa. Tirando isso, a equipe de Minas não mostrou muita coisa não. Esse será um dos grupos que menos tenho chance de imaginar quem classificará.


Ataque desperdiçado pelo Rio Branco no segundo tempo da partida. Foto: Fernando Martinez.


Fantástica visão que temos logo depois que entramos no Estádio. Lááá embaixo rolando o jogo e a gente vendo tudo bem pequenininho. Foto: Fernando Martinez.

No final do jogo acabou dando a lógica mesmo: Rio Branco 1-0 Ituiutaba e quatro líderes no grupo, já que o América/SP ganhou do União São João. O esquema aqui é torcer para o mais perto, então força Tigre! Antes de sair do Estádio deu tempo para tirar mais algumas fotos:


Fernando, Estevan, Emerson e Mílton mostrando seus valiosos ingressos para a Câmera. Foto: David Libeskind (com L).


Fachada da parte coberta do Estádio Décio Vitta. Foto: Emerson Ortunho.


A parte da entrada do estádio, e de onde tirei a foto vista bem do alto. Na segunda foto, David, Estevan, Emerson (mais cansado do que nunca) e Mílton esperando a vez para voltarmos para SP. Fotos: Fernando Martinez.

Na volta deixamos o David na Rodoviária de Americana e seguimos viagem de volta para a capital. Mais conversas sobre assuntos interessantes. Nesse meio tempo, paramos mais uma vez num posto qualquer na estrada e descobrimos que o David é mais famoso do que pensamos, pois além de comerciante e ator, ele é dono de uma fábrica de doces:


O mais novo garoto-propaganda Estevan mostrando os deliciosos Doces David, à venda nas melhores mercearias. E na segunda foto, Mílton e Estevan folheiam revistas proibidas para menores... Fotos: Fernando Martinez.

Chegamos sãos e salvos aqui na capital, com o sentimento de missão cumprida e mais um estádio (para mim) e mais um time na Lista de cinco membros do Clube dos Doentes. Vale registrar novamente que estivemos presentes em doze jogos de quarta à domingo. Brasileiro das Séries A, B e C, Segunda Divisão do Paulista, Copa FPF e Paulistas sub-20, sub-17 e sub-15, foram o cardápio da vez. Mais uma nota 10 para todos nós.

E ainda teremos nessa semana mais jogos geniais, com viagens interestaduais. Aguardem!

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário