Procure no JP

segunda-feira, 22 de agosto de 2005

Paulista 2ªdivisão: Campinas 1-3 São Carlos

Olá,

Depois de uma breve ausência voltei a acompanhar "in loco" a nossa Segunda Divisão, indo no último domingo à cidade de Campinas, mais precisamente no CERECAMP e assisti ao jogo Campinas 1-3 São Carlos, válido pela primeira rodada do returno da segunda fase. Tinha tudo para ser um belo jogo, pois envolvia duas das melhores equipes do campeonato em um verdadeiro "clássico" do interior, mas o descontrole de alguns atletas (ocorreram cinco expulsões) estragou um pouco o brilho do jogo que no fim acabou sendo bom, mas poderia ter sido melhor.

Como sempre, antes de comentar o jogo, apresento as duas equipes devidamente posadas nas fotos abaixo:


Campinas FC - Campinas/SP. Foto: Orlando Lacanna.


São Carlos FL - São Carlos/SP. Foto: Orlando Lacanna.

O primeiro tempo começou bem disputado, com muita marcação, tendo o Campinas maior tempo de posse de bola e o São Carlos sido mais perigoso nos contra-ataques. Tudo ia muito bem até aos 26 minutos, quando ocorreram as duas primeiras expulsões: Léo pelo São Carlos e Belle pelo Campinas, que se estranharam dentro e fora do campo. A partir daí o jogo ficou mais tenso e com várias faltas mais fortes, sendo que aos 29 minutos o zagueiro Charles, do Campinas, também foi expulso por ter levado o segundo cartão amarelo.


Lance de ataque da equipe do São Carlos. Foto: Orlando Lacanna.

Com um homem a mais, o São Carlos foi para cima e aos 36 minutos o centro-avante Tales abriu o marcador com um belo chute cruzado pelo lado direito. Sendo que esse mesmo jogador, perdeu um gol "feito" de dentro da pequena área ao cabecear para fora uma bola que veio da esquerda. O Campinas quase empatou no final do primeiro tempo através do lateral Emerson, em cobrança de falta no ângulo esquerdo do goleiro Renato, que espalmou espetacularmente pra escanteio.


Lance do primeiro gol do São Carlos, marcado por Tales. Foto: Orlando Lacanna.

No intervalo houve um princípio de tumulto entre as torcidas o que obrigou a interferência da PM (cavalaria) que entrou rasgando. Além disso, algumas pessoas ligadas ao Campinas, quando do retorno do trio de arbitragem ao gramado, foram conversar a respeito das expulsões. Tudo isso criou a expectativa de um segundo tempo ainda mais tenso.

Na etapa final, o São Carlos começou dominando, e logo no início o zagueiro Juliano perdeu outra boa chance para ampliar o marcador. Aos 8 minutos, o Campinas teve o terceiro jogador expulso, sendo dessa vez o zagueiro Lino, devido a uma falta mais violenta. Por incrível que pareça, a partir daí, o Campinas com dois jogadores a menos (10 contra 8) incendiou o jogo e heroicamente conseguiu empatar através de Kadu, aos 21 minutos, num golaço em jogada pela esquerda.


Bola no fundo da rede: é o empate do Campinas. Foto: Orlando Lacanna.

A Águia Campineira conseguiu resistir ao maior domínio do São Carlos até os 39 minutos, quando o zagueiro Babi marcou o segundo gol do time visitante, de cabeça, ao aproveitar um escanteio cobrado pela direita. Dois minutos após, o lateral do Campinas Macaé, também foi expulso por entrada violenta e aí o Campinas, com três jogadores a menos, "morreu de vez" e ainda tomou o terceiro gol aos 42 minutos marcado por Pachu.


Defesa importante do goleiro da equipe do São Carlos. Foto: Orlando Lacanna.

Final de jogo com resultado justo, que mostrou o time do São Carlos como fortíssimo candidato ao acesso à Primeira Divisão - Série A3. Quanto ao Campinas, apesar da derrota e dos desfalques para o próximo jogo, ainda é possível brigar pela classificação em confronto direto com o Palmeirinha de Porto Ferreira, desde que vença o Jabaquara no próximo domingo em Santos.

Pelo que senti e ouvi no estádio, boa parte da tensão no jogo foi decorrente da proximidade dos dois jogos entre os dois times (último do primeiro turno e primeiro do segundo turno) e isso deixa as rusgas entre jogadores e torcidas mais expostas e por isso seria interessante que a FPF mudasse o critério na elaboração das tabelas de jogos, em especial nas fases decisivas.

Destaco a excelente arbitragem do Sr. Marco Antônio de Oliveira Sá, que junto com seus assistentes, não se deixou levar pela tensão do jogo acertando em todas as expulsões. Destaco também o bom trabalho do assessor de imprensa do São Carlos que entregou ao JP material contendo informações do clube, jogos e jogadores num trabalho bem profissional.

No próximo final de semana tem mais Segundona. Até lá e aguardem.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário