Procure no JP

segunda-feira, 29 de agosto de 2005

Domingos Extremos (parte 2)

Fala pessoal!


Detalhes das camisas dos times e seus respectivos escudos. Acredito que seja a primeira vez que o escudo do Jacutinga AC esteja na internet brasileira. Fotos: Emerson Ortunho.

Agora então vamos com o segundo post da gloriosa série Domingos Extremos. É, mais uma vez estivemos na cidade de Extrema, em Minas Gerais, acompanhando a Segundona do Campeonato Mineiro. Dessa vez o jogo foi entre a equipe do Extrema FC e o time do Jacutinga AC.

A 'equipe' que esteve presente na primeira parte do Domingos Extremos (Fernando, Mílton e David) teve a participação mais do que especial do Emerson e seu possante a gás. Graças à ele, gastamos a exorbitante quantia de R$ 3 por cabeça (!). É... 3 pilas para assistir um jogo em MG e voltar. Não podia ter sido melhor...


David, Emerson e Mílton mostram seus deliciosos lanchinhos para aguentar o tranco da viagem (notem a luz divina abençoando o grupo). Mílton, Fernando e David se deliciam na praça principal de Extrema. Fotos: Fernando Martinez e Emerson Ortunho.

A viagem foi tranquilíssima, e como sempre, conversamos sobre cultura polonesa, sociedades pós-modernistas da Tanzânia e tudo sobre a vida submarina de Steve Zissou. Como saímos cedo, chegamos em Extrema a tempo de visitar a cidade, e percorrer um pouquinho seus declives acentuados. Bela cidade, mais agradável impossível, e aproveitamos bastante na praça principal.

Chegando no estádio Sebastião Comanducci, já fomos recebidos super-bem pelas comissões técnicas das duas equipes. Detalhe para o pessoal da cidade de Jacutinga, que foram (mais uma vez) extremamente simpáticos e educados... um abraço especial a todos eles!. E ainda vamos lá alguma vez esse ano, quem sabe na Taça Minas?


Detalhes da entrada social do Extrema FC. Fotos: Fernando Martinez.

Devidamente autorizados pela arbitragem, tiramos as fotos exclusivas e geniais dos times posados:


Extrema FC - Extrema/MG. Foto: Fernando Martinez.


Jacutinga AC - Jacutinga/MG. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem com os capitães das equipes e o árbitro reserva. Foto: Fernando Martinez.

Dentro do campo, e cobrindo os dois ataques, vimos o jogo começar com o domínio da equipe do Jacutinga. O time perdeu algumas chances importantes até marcar o primeiro gol aos 17', após uma confusão na área, depois de uma cobrança de escanteio. Depois do gol, a equipe do Extrema acordou e foi aos poucos melhorando no seu ataque e criando mais chances. Nada mais natural então que ela chegasse ao empate, e isso aconteceu aos 34', depois também de uma cobrança de escanteio em que o goleiro do JAC saiu mal e permitiu o gol da equipe da casa. O primeiro tempo terminou mesmo com a partida empatada em 1 a 1.


Detalhe do primeiro gol do Jacutinga na partida. Foto: Emerson Ortunho.


Cobrança de escanteio e empate do Extrema. Foto: Fernando Martinez.

O segundo tempo começou debaixo de um sol bem chato e com as duas equipes sentindo demais o calor. Não foram criadas muitas chances durante toda essa etapa. Os poucos lances de perigo eram defendidos de forma espetacular por cada goleiro. Muita conversa rolou entre os membros do Clube na segunda etapa. Ficamos sentados atrás do gol com as árvores, num banquinho de praça e falando da vida. É uma das coisas mais legais para se fazer por lá...


Um dos lances mais emocionantes no segundo tempo (até os 46'), quando um cachorro quis participar da partida. O técnico do Jacutinga, o ex-goleiro do Santos, Sérgio 'Cabeleira' Guedes. Fotos: Fernando Martinez.

Quando já nos preparávamos para ir embora, e tínhamos a quase-certeza de que o jogo ficaria 1 a 1 mesmo, o improvável aconteceu: Aos 47 minutos, depois de uma cobrança de escanteio para o Extrema, a bola sobrou para o zagueiro Pereira (que já tinha feito o primeiro gol). Ele não teve dúvidas... mandou uma bicicleta extremamente perfeita e virou a partida para o time da casa. Posso garantir que foi um dos gols mais bonitos que já vi em estádio e uma das bicicletas mais fantásticas que já tive notícia...

O problema é que o time do Extrema já achou que tinha ganho a partida, e veio na sua maioria no banco de reservas comemorar o golaço. Azar deles que o time do Jacutinga não achava isso, e rapidamente deu a saída de bola. Com quatro jogadores contra dois da zaga, o fantástico aconteceu: aos 48', o Jacutinga empatou, numa bola enfiada em profundidade. Genial... quem saiu do estádio nos acréscimos perdeu os lances...


Lance disputado no meio-campo. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Extrema 2-2 Jacutinga. O time de Extrema ainda é o líder do grupo, mas perdeu dois pontos mais do que preciosos para garantir a classificação. Depois da partida ainda ficamos dando uma volta dentro do campo para conhecer mais detalhes do local. E comprovamos que é a rede mais próxima da arquibancada de algum estádio. As fotos estão aí para comprovar:


Fernando e David comprovam: é um dos únicos lugares do mundo que conseguimos tocar na rede pelo próprio alambrado! Fotos: Milton Haddad e Fernando Martinez.

A viagem de volta foi mais tranquila ainda, com mais conversa sobre o nada. Eu e o Mílton seguimos para nossas respectivas casas e patroas, o Emerson foi trabalhar e o David ainda teve coragem de seguir para o Pacaembu, ver o vexame corintiano, mas isso já é outra história. Semana que vem tem mais uma parte (se a verba permitir) do Domingos Extremos. Nesse meio-tempo, mais Série B do Brasileiro, segundona Paulista e do Mineiro e sub-20 da segunda divisão.

Até mais

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário