Procure no JP

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

JP no Sul-Americano Feminino sub-17: A Colômbia, atual Campeã, perde da Venezuela!

Opa,

No último sábado, tive a chance de acompanhar a segunda rodada do Grupo B do Campeonato Sul-Americano Feminino sub-17, que está sendo disputado aqui em São Paulo. Mais uma vez fui para o Estádio Conde Rodolfo Crespi, a Rua Javari, para ver mais uma rodada dupla. O primeiro jogo do dia reuniu nada mais nada menos do que a atual Campeã do torneio, a Seleção da Colômbia. A sua adversária foi a Seleção da Venezuela, disposta a fazer uma campanha digna nesse campeonato.

Apesar da operação tartaruga estar funcionando a todo vapor no metrô, cheguei no estádio juventino com tempo mais do que suficiente para as fotos oficiais dos times. Se nem o torneio vem sendo divulgado na nossa imprensa em geral, o que dirá então alguém ver foto posada de alguma seleção participante do torneio por aí. Só mesmo no JP:


Seleção Feminina da Venezuela (sub-17). Foto: Fernando Martinez.


Seleção Feminina da Colômbia (sub-17). Foto: Fernando Martinez.

Inimigos políticos na atualidade, as duas seleções fizeram campanhas muito distintas na primeira edição do Feminino sub-17, disputado no Chile em 2008. Enquanto a Venezuela perdeu seus quatro jogos no torneio, a Colômbia fez a zebra correr pelos gramados chilenos e foi campeã no saldo de gols, deixando o Brasil com o vice-campeonato. Mesmo sabendo do favoritismo brasileiro por jogar em casa, a seleção colombiana tem fé no bi.


Zagueira colombiana chutando a bola para o meio de campo. Foto: Fernando Martinez.

Na primeira rodada a Colômbia confirmou seu favoritismo vencendo fácil o Uruguai por 3x1, enquanto a Venezuela empatou com a boa seleção chilena, conquistando seu primeiro ponto na história do torneio. E mesmo sem acreditar muito na seleção venezuelana, fui acompanhar o ataque das meninas da terra de Hugo Chavez durante o tempo inicial. E não é que elas surpreenderam todos que estavam presentes na Javari?


Mais uma vez a zaga colombiana evitando ataque venezuelano. Foto: Fernando Martinez.

A seleção grená mostrou uma raça impressionante e uma força de conjunto incríveis para segurar a Colômbia no campo de defesa e partirem com tudo para as atuais campeãs da competição. Aos 17 minutos, depois de algumas chances perdidas, as venezuelanas foram recompensadas com um gol após grande falha da goleira Castaño. Numa bola enfiada na área, a arqueira deixou a pelota escapar das suas mãos nos pés da habilidosa camisa 10 Ysaura Viso, que só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes.



Parecia uma defesa fácil para a goleira da Colômbia Castaño, mas ela soltou a bola nos pés da camisa 10 da Venezuela, que tocou para o fundo das redes. Fotos: Fernando Martinez.

Com a vantagem no marcador, a Venezuela resolveu fazer uma tática suicida: ficar na defesa e confiar na boa atuação das suas zagueiras e da goleira. Até o final da primeira etapa, a Colômbia passou a levar bastante perigo, mas não conseguiu empatar a peleja durante o tempo inicial. No intervalo saí do campo de jogo e fui para as tribunas da Javari com o David, curtindo novamente a rodada dupla e único membro do JP que encara o futebol feminino... claro, além do que vos escreve.


Chegada do time colombiano vista das tribunas da Javari. Foto: Fernando Martinez.

Muita conversa depois, o segundo tempo começou com a Colômbia inteira dentro do campo venezuelano. As jogadoras Peña e Rincón, respectivamente camisas 7 e 10, se destacaram com um futebol de muita habilidade, que deixava a defesa da Venezuela bastante assustada. Mas as jogadoras colombianas pecavam sempre tentando dar um toque a mais nas suas investidas. Isso fazia com que a defesa grená neutralizasse sempre os ataques adversários.


A Venezuela se preocupou mesmo com a defesa no segundo tempo de jogo, parando a Colômbia com muitas faltas. Foto: Fernando Martinez.

O tempo foi passando com a Colômbia dona do jogo, mas como isso não basta ao final dos 90 minutos, o time sofreu sua primeira derrota no Sul-Americano. Final de jogo: Venezuela 1-0 Colômbia. Grande resultado para as venezuelanas, que conquistam sua primeira vitória na história do torneio, e mais histórico ainda por ter sido em cima da atual campeã. Para a Colômbia o resultado pode servir para que o time saiba que não pode vacilar em nenhum momento caso queira chegar ao título. Mas a equipe é muito boa, tem grandes valores individuais, e tem enorme chance de se classificar para as semifinais.

Mas ainda tinha mais um jogo, que reuniu duas seleções de bastante nome no gramado juventino.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário