Procure no JP

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

JP no Sul-Americano Feminino sub-17: Bela vitória da Colômbia em cima da Argentina

Fala pessoal!

O segundo jogo válido pelo Grupo B do Campeonato Sul-Americano Feminino sub-17 realizado na última segunda-feira era bastante esperado, pois reuniu a atual campeã da competição, a Seleção da Colômbia, contra um dos times que sempre entra como um dos favoritos nos torneios que disputam, a Seleção da Argentina. O palco do confronto mais uma vez o Estádio Nicolau Alayon, casa do Nacional AC.

O jogo entre Venezuela e Uruguai nem tinha terminado e já estava de volta ao gramado para fazer as fotos do jogo de fundo. Mais uma vez as consegui sem maiores dificuldades:


Seleção Feminina da Colômbia (sub-17). Foto: Fernando Martinez.


Seleção Feminina da Argentina (sub-17). Foto: Fernando Martinez.

O jogo era crucial para as duas seleções. A Colômbia tentava se recuperar depois da inesperada derrota para a Venezuela na rodada anterior, enquanto a Argentina buscava um melhor futebol do que o que foi apresentado no jogo contra o Chile. Com todas as cartas na mesma, apostava numa vitória colombiana pois gostei muito do time, principalmente das jogadoras Jessica Peña e Yoreli Rincon.


Ataque argentino no começo da partida. Foto: Fernando Martinez.

E dito e feito, pois aos 10 minutos a equipe colombiana já vencia as argentinas por 2x0. E dois golaços da atacante Jessica Peña. O primeiro veio aos 5 minutos, num toque genial por cobertura. No segundo ela invadiu a área pela esquerda e tocou no canto direito da arqueira Laurina Oliveros. O jogo estava fácil, e quando a Argentina acordou já estava numa situação complicada.


Zaga da Colômbia cortando boa chegada da Argentina. Foto: Fernando Martinez.

A equipe portenha tentou diminuir logo o marcador, e conseguiu fazer um belíssimo gol aos 17 minutos, com a jogadora Betina Soriano completando de meia-bicicleta. Mas foi um lance isolado de perigo das argentinas, já que o time estava desorganizado no gramado, sem conseguir furar o bloqueio defensivo das adversárias. O primeiro tempo seguiu com a Colômbia segurando o placar e com a Argentina sem chegar perto do empate.


Investida portenha pela direita do ataque. Foto: Fernando Martinez.

O calor ainda estava bastante forte, e no intervalo rolou a famosa hidratação com muita água na beira do gramado. Para o segundo tempo, a chuva estava vindo da Zona Leste e aproveitei os últimos momentos de tempo seco para acompanhar o ataque colombiano. O time voltou numa velocidade absurda e criou muitas chances de ampliar nos primeiros minutos do tempo final.


Disputa de bola no meio de campo. Foto: Fernando Martinez.

Era questão de tempo o gol sair, e ele finalmente veio aos 10 minutos em mais um golaço da perigosa atacante Jessica Peña. Ela infernizou a defesa argentina, driblando duas zagueiras e chutando forte no ângulo esquerdo da arqueira. Golaço no Nacional e a Colômbia mostrava um belíssimo futebol no gramado. A Argentina sentiu demais esse gol e ficou muito tempo ainda sem conseguir passar do meio de campo.


Chute que originou o terceiro gol colombiano na partida. Foto: Fernando Martinez.


Visão geral do jogo entre Colômbia e Argentina no Nicolau Alayon. Foto: Fernando Martinez.

As argentinas conseguiram chegar ao campo de defesa colombiano somente após os 30 minutos, mas aí já era tarde. O time não teve forças para marcar um segundo gol, que poderia deixar a equipe viva na partida. Jogando um futebol de gente grande, a equipe conseguiu segurar o placar até o apito final.

Final de partida: Colômbia 3-1 Argentina. Com a vitória, as colombianas ficam na segunda colocação do grupo, com quatro pontos de vantagem sobre as chilenas e um jogo a mais. Nessa quarta-feira, caso empate contra as mesmas chilenas, o time dará um grande passo em busca da classificação. A Argentina, com um ponto em dois jogos, vai precisar ganhar suas duas próximas partidas e torcer contra a Colômbia e também o Chile. Situação complicada demais.

Bom, e foi só o jogo acabar que um dilúvio chegou no Nacional. Fui obrigado a permanecer por lá por quase 50 minutos até conseguir sair do estádio para seguir para casa. Muuito tempo depois, finalmente cheguei no meu destino final já pensando na rodada de terça-feira... que teve um recorde histórico quebrado.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário