Procure no JP

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

JP no Sul-Americano Feminino sub-17: Goleada da Venezuela em cima do Uruguai

Opa,

Nas andanças pela internet, realmente não se acha nenhuma informação do Campeonato Sul-Americano Feminino sub-17 em nenhum lugar, só mesmo o JOGOS PERDIDOS ainda mostra algo da competição. E seguindo na luta, na última segunda-feira vi uma rodada dupla, agora pelo Grupo B, no Estádio Nicolau Alayon, casa do querido Nacional AC. A primeira partida do dia foi entre as seleções do Uruguai e da Venezuela.

Como não poderia deixar de ser, fiz a tradicional correria para chegar dentro do horário na Comendador Souza para tirar as fotos das duas equipes. Me credenciei rápido e a prestativa ajuda da organização do torneio merece ser mencionada:


Seleção Feminina do Uruguai (sub-17). Foto: Fernando Martinez.


Seleção Feminina da Venezuela (sub-17). Foto: Fernando Martinez.

Por mais estranho que possa parecer, considerava a Venezuela favorita para essa partida. Vi o jogo do time contra a Colômbia e achei a equipe muito bem montada. Uma vitória do time venezuelano deixaria a equipe pertinho da sonhada vaga na Segunda Fase. Já as uruguaias, que faziam sua segunda partida no Sul-Americano contra o time grená, ficaram deixando bastante a desejar na derrota de 3x1 para a Colômbia na sua estréia e precisavam vencer para continuar com o sonho da classificação ainda vivo.

Mas desde os primeiros momentos da partida, que acompanhei das cabines de imprensa do estádio em virtude do forte calor, a Venezuela tomou conta de todos os setores do gramado. A seleção grená chegava com bastante perigo, deixando a defesa da Celeste Olímpica desnorteada. Só que o gol demorou a sair, mesmo com o domínio total do time venezuelano.


Atacante do Uruguai tentando passar por duas zagueiras da Venezuela. Foto: Fernando Martinez.


Mais uma chegada sem sucesso do ataque uruguaio. Foto: Fernando Martinez.

E num esquema tático diferente bolado pelo técnico Kenneth Zseremeta (que entra no Top 5 de nomes mais diferentes de técnicos até hoje), a melhor jogadora venezuelana começou no banco e só entrou durante o primeiro tempo. Quando Joemar Guarecuco entrou em campo, a tarefa do time ficou mais fácil. O primeiro gol então saiu aos 38 minutos, num replay do gol da Venezuela contra a Colômbia. Numa bola lançada para dentro da área, a goleira Anabel Ubal saiu para defender, mas deixou a pelota escapar das suas mãos e a camisa 10 Ysaura Viso só teve o trabalho de tocar para o fundo do gol. A jogadora, que tem seus cabelos que lembram o ex-jogador Gullit, é um dos destaques do time.


Marcação uruguaia tentando interceptar ataque do time grená. Foto: Fernando Martinez.


Falta para a Celeste Olímpia que não levou perigo ao gol venezuelano. Foto: Fernando Martinez.

A partida chegou ao seu intervalo com a vantagem mínima do time da terra de Hugo Chávez, e eu nem me atrevi a sair do lugar, pois a sombra estava fantástica. O segundo tempo foi acompanhado do mesmo lugar. Segundo tempo que começou com mais um gol da Venezuela logo aos 48 segundos de partida. E foi Joemar Guarecuco que recebeu bom passe e chutou forte de fora da área, colocando a bola no ângulo direito da arqueira uruguaia.


Jogadoras dentro da área uruguaia em bom ataque da Venezuela no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Aos 9 minutos, mais um gol de Joemar Guarecuco, que ganhou de uma zagueira adversária e chutou forte. A goleira defendeu, mas deu rebote. Ele caiu novamente nos pés da jogadora venezuelana, que driblou novamente a zagueira e chutou para fazer o seu segundo gol na partida, o terceiro da Venezuela. O jogo estava tão fácil que a primeira oportunidade do Uruguai só veio aos 20 minutos, num cruzamento da direita em que a bola foi bater na trave.


Mais uma chegada da Venezuela. Foto: Fernando Martinez.

Com 3x0 no marcador, a Venezuela sossegou um pouco na marcação e o Uruguai tentou pelo menos descontar. E conseguiu fazer seu gol de honra aos 35 minutos, numa bela jogada individual da camisa 9 Maria Carolina. Mas nem deu tempo de comemorar, já que na saída de bola a artilheira do dia, Joemar Guarecuco, marcou mais um. Dali até o final do jogo o Uruguai desanimou de vez, e a Venezuela só administrou o placar.


Jogadora da Venezuela em primeiro plano e o placar final da partida ao fundo. Foto: Fernando Martinez.

Final de partida: Uruguai 1-4 Venezuela. Mais uma vitória do time grená no Sul-Americano deixa o time na liderança isolada do Grupo B e com uma mão na vaga para a Segunda Fase. Um empate com a Argentina pode classificar a equipe dependendo dos resultados da rodada dessa quarta-feira. Para o Uruguai, o resultado foi desastroso, e o time está quase eliminado da competição, precisando de um milagre para chegar às semifinais.

Mas esse era apenas o primeiro jogo do dia, e o jogo de fundo era da atual campeã do torneio contra uma força sul-americana.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário