Procure no JP

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Estreia de gala do Votoraty na Copa do Brasil

Olá,

No final do ano passado acompanhei a partida decisiva da Copa Paulista de Futebol 2.009, realizada em Votoratim, reunindo as equipes do Votoraty e do Paulista de Jundiaí, cujo resultado final foi 5 a 1 a favor do time da casa, que acabou conquistando o título e uma das vaga à Copa do Brasil do ano seguinte. Por conta dessa conquista, na última quarta-feira, retornei à simpática cidade de Votorantim, indo novamente ao Estádio Domênico Paolo Metidieri, para conferir tudo o que rolou na primeira partida entre o Votoraty F.C.L. e o Treze F.C. de Campina Grande/PB, valendo pela primeira fase da Copa do Brasil 2.010

Apesar dos problemas crônicos de trânsito em São Paulo e na Rodovia Castello Branco, fiz uma viagem tranquila, que me permitiu chegar com tempo suficiente para conversar com dirigentes e membros da comissão técnica do Treze sobre o campeonato estadual paraibano, bem como sobre as expectativas em relação à Copa do Brasil. Foi um papo super agradável e cheio de curiosidades.

Depois do bate-papo, permaneci na lateral do gramado, aguardando a entrada dos times e dos árbitros, com o objetivo de fazer as fotos oficiais, as quais, mais uma vez, são exclusivas e estão apresentadas abaixo:


Votoraty F.C.L. - Votorantim/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Treze F.C. - Campina Grande/PB. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem ao lado dos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

Como o time paraibano tem melhor colocação no ranking da CBF, poderia se classificar para a segunda fase eliminando o jogo de volta, desde que vencesse o de ida por uma diferença de dois ou mais gols. Diante disso, havia a expectativa de qual seria a postura tática que o Treze iria utilizar, ou seja, sairia para o ataque visando marcar os gols necessários ou assumiria uma postura mais defensiva? A resposta veio logo nos primeiro minutos, pois quem saiu com tudo, foi o time da casa, encurralado o alvinegro paraibano no seu campo de defesa.


Defesa paraibana segurando um dos ataques do Votorary no início da partida. Foto: Orlando Lacanna.

O primeiro bom ataque dos donos da casa, ocorreu na marca dos 11 minutos, quando o avante Neizinho se livrou da marcação e chutou forte para uma boa defesa do goleiro Wanderson (ex-XV de Piracicaba). Aos 17 minutos, o árbitro expulsou os atletas Marco Aurélio do Votoraty e André Lima do Treze, que se desentenderam e foram tomar banho mais cedo.

A partida continuava sendo domimada territorialmente pelo "Tigre" de Votorantim, mas as grandes oportunidades não apareciam, uma vez que a maioria dos arremates ocorriam de média e longa distância, por conta da dificuldade de penetração no setor defensivo do "Galo da Borborema". Aos 30 minutos, um desses arremates de meia distância, assustou o goleiro paraibano, que se esticou todo e, para sua sorte, viu a bola raspar o seu travessão e sair, numa conclusão perigosa de Carlos Magno.


Arremate de Carlos Magno que assustou o goleiro do Treze. Foto: Orlando Lacanna. 

Mesmo jogando defensivamente, o Treze não deixou de ir ao ataque em alguns momentos, tanto que, aos 36 minutos, o avante Nonato, invadiu a área pela meia esquerda, tirou o goleiro Alex da jogada, mas acabou perdendo o ângulo na hora da conclusão. Um minuto após, outro bom ataque dos paraibanos, novamente nos pés de Nonato, agora invadindo pela direita, porém a conclusão não foi das melhores.


Ataque do Treze na primeira etapa pela esquerda, com alguns dos seus torcedores ao fundo. Foto: Orlando Lacanna. 

As maiores emoções da primeira etapa, ficaram reservadas para os últimos cinco minutos, pois, aos 40, o zagueiro Henrique do Votoraty abriu o placar para sua equipe, depois de boa jogada e conclusão pela meia direita, tendo ainda contado com um ligeiro desvío da zaga que matou o goleiro Wanderson. A resposta do Treze veio aos 43 minutos, numa cobrança de falta por intermédio de Pio, que mandou um torpedo que se chocou contra o travessão da meta defendida por Alex. Um minuto depois, o Votoraty aumentou sua vantagem, num outro gol marcado por um dos seus zagueiros, agora através do capitão João Paulo, que limpou a marcação e fuzilou com precisão, levando para o intervalo a vantagem de 2 a 0 para o Votoraty.

Durante o intervalo não aconteceu nada de mais importante, só rolando aquela costumeira busca por água, em razão do forte calor. A bola voltou a ser movimentada e, logo aos 2 minutos, aconteceu algo que mudaria totalmente a cara do jogo, pois o Treze teve mais dois atletas expulsos, sendo o meia Pio ter ter recebido o segundo cartão amarelo por uma falta mais dura e o zagueiro Valnei por reclamações e ofensas ao árbitro.

Com a vantagem de dois homens (10 contra 8), o Votoraty foi com tudo para o ataque e, não demorou muito, marcou o seu terceiro gol, aos 8 minutos, mais uma vez através de um dos seus zagueiros, agora por intermédio de Anderson, que marcou um golaço, após chapelar um defensor adversário e mandar uma bomba que entrou no ângulo direito da meta defendida por Wanderson, que ficou estático no lance. 


Bola no ângulo direito da meta do Treze no terceiro gol do Votoraty. Foto: Orlando Lacanna.

Depois da marcação do terceiro gol, o Votoraty tomou conta totalmente da partida, tendo criado mais algumas chances, como ocorreu na marca dos 19 e 21 minutos, em jogadas de Paulo Krauss, que exigiu boa defesa do goleiro paraibano no primeiro lance e mandando a bola no travessão na segunda jogada.


Defesa de Wanderson segurando arrremate de Paulo Krauss. Foto: Orlando Lacanna.

Em desvantagem por tês gols e ainda com dois homens a menos, o Treze procurou segurar o jogo, visando tentar não tomar mais gols, porém o seu nervosismo era evidente, tanto que, aos 24 minutos, teve o seu quarto atleta expluso, no caso o volante Roni, que também recebeu o segundo cartão amarelo por ter cometido uma falta mais forte. O Votoraty, que não tinha nada com isso, continuou forçando o ataque, agora com a vantagem de três homens (10 contra 7) e acabou marcando o seu quarto gol, aos 29 minutos, novamente anotado pelo zagueiro Anderson.


Goleiro Wanderson salvando o Treze praticando díficil defesa com a perna direita. Foto: Orlando Lacanna. 

Como ainda restavam mais de quinze minutos para o término da partida, as chances do Votoraty aumentar a diferença e marcar uma goleada histórica eram enormes e, por conta disso, várias pessoas achavam que algum atleta do Treze iria se contundir e não voltar a campo e, com isso, a partida teria que ser encerrada. Não deu outra, uma vez que, aos 31 minutos, o lateral direito Maneco desabou no interior da área, alegando contusão e sem condições de retornar à partida.

O árbitro solicitou atendimento ao atleta Maneco, mas como ele não se "recuperou", a partida foi encerrada com resultado de momento, ou seja, Votoraty 4 - 0 Treze, que dá uma boa vantagem ao time paulista para decidir a vaga para a próxima fase, na partida de volta a ser realizada em Campina Grande em 24/2, pois pode perder por até três gols de diferença e, mesmo assim, estará classificado. Caso seja derrotado por 4 a 0, a decisão será por pênaltis. Por outro lado, se marcar um golzinho, o Treze terá que marcar, no mínimo, seis gols. O vencedor desse duelo, jogará na segunda fase contra o Grêmio de Porto Alegre, que eliminou o Araguaia/MT logo no primeiro jogo.

Fim de jogo e mais uma viagem de retorno a São Paulo, enfrentando os eternos problemas de trânsito, mas como dizem alguns, isso faz parte.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário