Procure no JP

segunda-feira, 8 de maio de 2006

Paulista Segunda Divisão: Ilha Solteira 1-2 Penapolense

Olá,

Depois do belo jogo de sexta-feira em Presidente Prudente, segui viagem rumo à cidade de Ilha Solteira a 670 km de São Paulo para, no sábado, acompanhar ao jogo Ilha Solteira 1 - 2 Penapolense que foi realizado no Estádio Frei Arnaldo Castilho, válido pela quinta rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. E, de forma exclusiva, seguem as fotos dos times posados:


A.E. Ilha Solteira - Ilha Solteira / SP. Foto: Orlando Lacanna.


C.A. Penapolense - Penápolis / SP. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem liderado pelo Sr. Luciano da Silva Lalucce e os capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

Antes de abordar o jogo, gostaria de falar um pouquinho da cidade, que eu não conhecia, a qual me surpreendeu de maneira positiva. Como cheguei cedo, caminhei até o estádio e pude observar avenidas largas e bem arborizadas, com várias casas bonitas e ajardinadas. Notei também muitos jovens andando de bicicletas, sendo na sua maioria, estudantes da Unesp. Apurei que a população gira em torno de 25.000 habitantes, sendo 4.000 deles estudantes universitários. Apesar da distância, vale a pena o passeio, pois além do que vi, existem as praias à beira do Rio Paraná.


Antes das fotos do jogo, vale um destaque especial para o placar, que mais parece um mirante de salva-vidas. Foto: Orlando Lacanna.

Com relação ao jogo, logo nos primeiros momentos, já dava para notar que o Penapolense tem um time melhor estruturado técnica e taticamente, apesar de não ter realizado uma boa partida. Pela campanha realizada, esperava mais da Pantera da Noroeste, que teve maior presença durante o primeiro tempo somente a partir da abertura do marcador. O gol inaugural do CAP foi marcado aos 13 minutos, por intermédio de Luizão aproveitando sobra de bola depois de um bate e rebate que inclusive resvalou no árbitro. Não houve muita emoção nessa etapa, com as jogadas se concentrando entre as duas intermediárias e, por isso, o placar ficou no magro 1 a 0.


Jogador do Ilha Solteira chuta a bola para longe de seu campo de defesa. Foto: Orlando Lacanna.

Na etapa complementar, a partida continuou no mesmo ritmo, com o Penapolense mantendo o domínio, porém não forçando jogadas de ataque. Mesmo assim, aos 19 minutos, o time visitante marcou seu segundo gol através do estreante Reginaldo (ex-Bandeirante de Birigui), em jogada que nasceu na ponta direita, com a bola entrando mansamente no gol do time da casa.


Jogadores comemoram o segundo gol do Penapolense e notem atrás a presença da torcida visitante. Foto: Orlando Lacanna.

Com 2 a 0 a favor, o Penapolense foi administrando o resultado, jogando fechado na sua defesa e só saindo, raramente, em contra-ataques. Como o Ilha Solteira não tinha força ofensiva, nada de interessante acontecia, tornando o jogo monótono.


Disputa de bola na partida Ilha Solteira x Penapolense. Foto: Orlando Lacanna.

Já nos acréscimos, o time local marcou seu gol por intermédio de Rener em cobrança de pênalti e, logo após a saída, o árbitro encerrou a partida que não teve destaques individuais.

Pelo futebol apresentado, o Ilha Solteira não tem condições de brigar pela classificação à próxima fase e, o Penapolense, pelo elenco que possui e pela campanha realizada até o momento, pode pensar em ir mais longe na competição, porém fica a ressalva de que o time não teve uma boa apresentação no último sábado.

Depois do jogo, a ordem foi continuar na estrada, porque no domingo pela manhã haveria mais um jogo perdido, mas isso fica para o próximo post.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário