Procure no JP

quarta-feira, 17 de maio de 2006

JP na Segundona Gaúcha (parte 3 de 3)

E aí povo?

Bom, depois das duas primeiras partes da minha saga ao RS no último final de semana, vamos agora com a terceira e última parte da epopéia. Logo após voltar de Sapucaia do Sul, fui curtir um pouco da tarde porto-alegrense e passear um pouco no centro da cidade.

O local é bastante agradável, e não nos deixa com tanta sensação de insegurança igual à SP. Depois fui até a Rodoviária para comer numa das boas lanchonetes que existem por lá. Depois de tudo feito, comprei minha passagem para a terceira parte da rodada e segundo jogo do domingo. A passagem era para a cidade de Lajeado, a 120 km de PoA, rumo ao Estádio Florestal, mais precisamente no jogo entre o CE Lajeadense e o SC Rio Grande, de Rio Grande, também válido pelo Campeonto Gaúcho da 2ªdivisão.


Escudinhos do CE Lajeadense e do SC Rio Grande, extremamente tradicionais e sonho de consumo do JP. Reprodução: Arquivo pessoal.

Foi uma das viagens mais geniais de toda a minha história em estádios. O lugar é fantástico e o Estádio Florestal é um dos mais legais em que já fui. Chegando lá fui recepcionado pelo diretor social Jean, que me apresentou ao Vice-Presidente de Futebol Ney Derli Fensterseifer e ao Presidente do clube, Darlei Antônio Christ. Todos foram muito simpáticos comigo e deixo aqui um abraço a todos eles.



Dois detalhes da secretaria do CE Lajeadense: um imenso escudo na parede e alguns troféus que ficam na entrada. Fotos: Fernando Martinez.

No mais, o que eu poderia esperar de um jogo com um time que foi fundado em 1911 e outro que é o time mais antigo do Brasil? Foi uma belíssima partida de futebol, comigo devidamente instalado dentro do campo do Florestal. (Nota: O Rio Grande foi fundado em 19 de julho de 1900 e tem a honra de ser o time mais antigo em atividade no nosso país)

Ah, e como sempre seguem as fotos GENIAIS dos times posados:


CE Lajeadense - Lajeado/RS. Foto: Fernando Martinez.


SC Rio Grande - Rio Grande/RS. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem juntamente com os capitães das equipes. Foto: Fernando Martinez.

Precisando da vitória para ainda sonhar com a classificação, o Lajeadense partiu com tudo pra cima do Rio Grande, que só se preocupava em se defender. Aos poucos o time da casa foi criando algumas chances, mas todas desperdiçadas pelos seus atacantes.

Mas logo os donos da casa foram recompensados com a marcação do seu primeiro gol. Por volta dos 20 minutos de jogo, o jogador Emerson, numa jogada individual pela esquerda, entrou na área e só deslocou o goleiro do Rio Grande, marcando 1 a 0.


Escanteio para o Lajeadense no primeiro tempo da partida, quando ainda era superior no jogo. Foto: Fernando Martinez.

O gol parece que acordou o Rio Grande, pois depois de estar atrás no placar, o time começou a sair da defesa e passou a pressionar o Lajeadense, buscando uma vitória que não vinha desde o dia 14 de abril. Mesmo jogando agora melhor, o jogo foi para o intervalo na vitória mínima do CEL.

O intervalo foi fantástico, pois pude notar a enorme presença feminina no Florestal. Como elas não pagavam entrada nesse jogo, um grande número de moças foi lá curtir a partida. Olha, todas aprovadíssimas pelo controle de qualidade do JP. Moças do tipo que encontramos em baladas aqui em São Paulo, e lá, vendo um jogo de futebol! Nota 10 para as visões que tive nesses 15 minutos.


Cruzamento do Lajeadense na área do Rio Grande, também ainda na primeira etapa. Ao fundo dá para perceber a parte coberta do Florestal. Foto: Fernando Martinez.


Mais um escanteio para os donos da casa e mais uma chance perdida. Foto: Fernando Martinez.

Bom, voltando ao jogo, o Lajeadense voltou para o segundo tempo meio que dormindo, e o Rio Grande foi com tudo em busca da virada. E conseguiu!! Em dois gols, um atrás do outro e feitos pelo mesmo jogador, o atacante Portela, o time de Rio Grande virou a partida fácil.


Jogador do Rio Grande tenta afastar a bola da sua defesa no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Durante o resto do segundo tempo o Lajeadense até buscou fazer algo, mas esbarrou na falta de pontaria do seu ataque. Já o Rio Grande ainda teve chance de fazer mais gols, mas o jogo acabou terminando assim mesmo.


De longe, uma imagem do jogo. Notem o muro das arquibancadas opostas, baixo ao extremo e que deixa todos nos prédios vizinhos assistirem o jogo. Foto: Fernando Martinez.

Final de partida: Lajeadense 1-2 Rio Grande. Os dois times agora cumprem tabela até o fim do campeonato, buscando algo para a Copa RS. O Lajeadense ainda disputa os estaduais de Juniores e Juvenis, esperando conseguir algum craque nas categorias inferiores.

A volta foi tranquila. Fui à Rodoviária da cidade, tranquilo e de ônibus retornei à Porto Alegre. Mas com certeza espero um dia poder voltar à Lajeado, a cidade vale a visita, mais ainda com a hospitalidade de todos por lá. Mais uma recomendação do JOGOS PERDIDOS. Depois, pelo resto do domingo foi ficar de boa, e numa via-crucis sem fim tentar voltar á SP, coisa que só consegui (graças à nossa querida guerra civil) na segunda à tarde. Mas isso é outra história.

Mas a viagem foi genial e tendo como resumo vi seis times novos, dois estádios, muito sossego e simpatia. Preciso fazer isso mais vezes.

Até a próxima

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário