Procure no JP

segunda-feira, 26 de março de 2007

Nas mãos de Pablo e na estrela de Fescina, empate heróico no interior

Olá, amigos!

Depois de acompanhar com meus amigos a brilhante saga juventina, segui sozinho para Sorocaba, onde acompanhei a partida entre C Atlético Sorocaba e Nacional AC, válida pela 17ª rodada do Campeonato Paulista da Série A2, no belo Estádio Walter Ribeiro. Por conta da gravação para a RedeTV! na Javari, cheguei no estádio às 19h em ponto, mas ainda assim consegui a foto do quarteto de arbitragem.


Moderno e bonito ônibus do galo sorocabano, e detalhe dos 259 torcedores presentes. Fotos: Estevan Mazzuia.


O simpático quarteto formado pelo árbitro Alexandre Pivoto Camargo, os assitentes Claudson Lincoln Beggiato e Giulliano Neri Colisse, e o quarto árbitro Anderson Andrade Pires. Foto: Estevan Mazzuia.

O que vi foi um primeiro tempo morno, com poucas oportunidades claras de gol. A melhor chance do Atlético foi aos 22 minutos, após uma bola cruzada pela direita. No chute rasteiro ao gol, o excelente arqueiro Pablo começa a escrever seu nome na partida. A resposta da equipe da capital viria na forma de perda da timidez inicial, arriscando-se em algumas subidas ao ataque, levando perigo ao gol de Eduardo. Mas ficou nisso, e na primeira etapa não se viu balançarem as redes.


Ataque sorocabano na primeira etapa. Foto: Estevan Mazzuia.

A segunda etapa teve uma história bem diferente, com duas personagens principais. Aos 11 minutos, a equipe da casa tem boa chance, mas o zagueiro Júnior desvia para escanteio. Dois minutos depois, o Naça não tem a mesma sorte. Taquá cruza da esquerda, e Hudson se antecipa à zaga, sem chances para Pablo. Entra em cena a primeira personagem principal: o técnico do Nacional, José C. Fescina saca Ray da equipe azul, e coloca Patrick em seu lugar. Pouco depois, o atacante subia entre dois zagueiros para empatar a partida, após cobrança de falta.


Detalhe do primeiro gol da partida. Foto: Estevan Mazzuia.


Escanteio para o Atlético no segundo tempo. Foto: Estevan Mazzuia.

Nem deu tempo de comemorar. Dois minutos depois, Galego se aproveita do bate-rebate na área e chuta em cima de Pablo, que tira a força da bola, mas não impede o gol. Como um mágico, Fescina saca outro coelho da cartola. Maciel entra no lugar de Juninho, que já havia levado cartão amarelo. Se a ideía era evitar um segundo cartão, o tiro saiu pela culatra, pois Maciel foi amarelado logo na sua priemira participação, ficando igualmente pendurado. Mas em seu segundo lance o jogador bate forte no gol de Eduardo, e corre para abraçar os companheiros.


Atlético tenta ampliar a vantagem jogando pela esquerda. Foto: Estevan Mazzuia.


Desolado, o arqueiro Eduardo vê sua equipe deixar escapar a vitória em casa. Foto: Estevan Mazzuia.

Para ofuscar a estrela de Fescina, só mesmo a do goleiro Pablo. Se ele já somava importantes defesas ao longo do jogo, as que fez nos minutos finais asseguraram ao Nacional o empate fora de casa. Placar final, Atlético Sorocaba 2-2 Nacional. Ruim para esse, que com os outros resultados voltou a frequentar a zona de rebaixamento, péssimo para aquele, que desperdiça em casa a chance de entrar na zona de classificação.


Goleiro Pablo e o treinador Fescina, peças-chave no empate nacionalino fora de casa. Fotos: Estevan Mazzuia.

Findo o jogo, voltei pra casa com a esperança de um domingo com jogos ainda mais emocionantes. Fiquem no aguardo!

Abraços

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário