Procure no JP

quarta-feira, 14 de março de 2007

Grande vitória bugrina em Ribeirão Preto pela A2

Olá,

Logo após o encerramento do jogo matinal no último domingo em Franca, voltei rapidamente à cidade de Ribeirão Preto e fui ao grandioso Estádio Santa Cruz para fechar com chave de ouro minha rodada tripla do final de semana. Tive a oportunidade de acompanhar um verdadeiro clássico do interior, envolvendo duas das mais tradicionais equipes do nosso futebol. Assisti ao jogaço Botafogo x Guarani que correspondeu à décima quarta rodada da primeira fase do Campeonato Paulista Série A2. Abaixo apresento as fotos EXCLUSIVAS dos times e do quarteto de arbitragem:


Botafogo FC - Ribeirão Preto/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Guarani FC - Campinas/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem com o árbitro Fabiano Pereira, os assistentes Marco Antônio da Silva e Claudson Lincoln Beggiato e o quarto árbitro Waldemar Barufi Junior. Foto: Orlando Lacanna.

Como em geral acontece nos clássicos, a partida começou de forma equilibrada, com o time da casa tomando as iniciativas de jogadas de ataque, porém o Botafogo teve muitos erros de passe e pouca capacidade de finalização. Aos poucos o Guarani foi se acertando no gramado e gradativamente foi impondo seu ritmo, passando a dominar as ações, chegando a marcar seu primeiro gol aos 28 minutos através do lateral Robinho que aproveitou boa jogada articulada pela esquerda.


Grande chance para o Botafogo no primeiro tempo de partida. Foto: Orlando Lacanna.


Saída de bola da equipe do Guarani. Foto: Orlando Lacanna.

O time da Pantera da Mogiana sentiu o golpe e passou a querer resolver a parada na marra, com excesso de jogadas individuais que se mostraram infrutíferas. O alviverde de Campinas, que jogava muito bem, foi se aproveitando da ineficiência do Botafogo e marcou seu segundo gol aos 44 minutos por intermédio de Lê que na jogada driblou o goleiro Marcão, decretando o placar de 2 a 0 a favor dos visitantes até o término dessa etapa. Os torcedores do Botafogo ficaram revoltados com a conduta do seu time e vaiaram os jogadores que foram nervosos para os vestiários.


Tentativa de ataque do time do Botafogo no segundo tempo de jogo. Foto: Orlando Lacanna.

No segundo tempo, o tricolor de Ribeirão Preto foi com tudo para cima da defesa do Guarani parta tentar diminuir a diferença, mas nada conseguiu, pois o Bugre não deu a menor chance aos atacantes locais. Numa postura tática bem definida, o time campineiro ao recuperar a posse de bola, saía em velocidade rumo ao gol do Botafogo e, logo aos 14 minutos, Lê marcou mais uma vez.


Escanteio para o Botafogo, na tentativa de marcar o gol de honra. Foto: Orlando Lacanna.

O gol deixou os torcedores do time da casa ainda mais irritados, tanto que passaram a gritar "olé" a cada passe trocado entre os jogadores do Guarani. Os atletas da casa ficaram ainda mais nervosos e não conseguiram nem marcar seu golzinho de honra, pois as poucas oportunidades criadas foram desperdiçadas, ora por precipitação, ora por lentidão.


Falta para os donos da casa, no final do segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Partida encerrada com o resultado Botafogo 0 - 3 Guarani que mostrou um futebol convincente do Bugre que se continuar jogando como jogou no último domingo, será candidato sério à classificação à próxima fase. Com relação ao Botafogo, que sofreu a sua segunda derrota seguida, é imperioso voltar a fazer as pazes com a vitória senão a classificação vai ficar mais distante. Posso dizer que esse foi um dos melhores jogos que assisti esse ano.

Após o encerramento da partida, retornei ao hotel para um bom descanso, pois no dia seguinte ainda teria outros compromissos em Ribeirão Preto e só depois de cumprí-los começaria o retorno para São Paulo com o sentimento de dever cumprido. Valeu demais essa rodada tripla.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário