Procure no JP

quarta-feira, 14 de março de 2007

Futebol e turismo em Minas (parte 2 de 2)

Fala pessoal!

Finalmente vamos ao último post com os jogos do final-de-semana passado. Depois do jogo em Extrema, eu, o Emerson, o Estevan e o Seu Natal seguimos num caminho genial pela Fernão Dias e uma estrada vicinal que nos levou até a cidade de Poços de Caldas. No Caminho, ficamos conhecendo estádios perdidos de futebol, vimos paisagens lindas, moças muito simpáticas e em determinados momentos voltamos realmente ao passado. Em Pouso Alegre descobrimos uma fantástica Maria Fumaça apodrecendo na antiga estação de trem da cidade. Ê país sem vergonha... que não tem uma rede de trem e nem resgata seu passado ferroviário...


Maria Fumaça genial, mas que está apodrecendo na estação de trem de Pouso Alegre. E ao lado, o lindo vagão-restaurante. Pena que esse não é um país sério mesmo, se fosse, esses trens estariam circulando... Fotos: Fernando Martinez.

Bom, chegamos com tempo de sobra em Poços de Caldas, para acompanhar mais um jogo do Campeonato Mineiro Módulo I. O jogo em questão rolou no Estádio Ronaldo Junqueira e foi entre os times da Caldense e do Guarani de Divinópolis. Todos nós matamos o Guarani nessa partida. Pena que um acidente de trânsito não nos deixou chegar a tempo para as fotos posadas. Faltou pouco...


Visão geral do jogo entre Caldense e Guarani de Divinópolis. Foto: Fernando Martinez.

Nós então conseguimos um lugar nas cabines de imprensa, e de lá vimos um bom jogo, com a Caldense começando com tudo, criando chances e deixando o Guarani no seu campo de defesa. Logo aos 13 minutos, cara-a-cara com o goleiro, o time verde perdeu uma chance que faria falta no final do jogo. O Guarani só criou sua primeira chance de perigo aos 21 minutos, com bola na trave em cabeçada do jogador Anderson.


Lance perigoso para o time da Caldense no primeiro tempo de partida. Foto: Fernando Martinez.

A Caldense criava as chances mas não aproveitava, isso gerou revolta em parte da torcida da parte coberta. Os torcedores se irritavam a cada chance perdida. O tempo foi passando e o time não marcava, e com essa inoperância no ataque, o jogo foi para o intervalo sem a abertura de contagem.

No intervalo fomos passear pelo estádio, tomamos aquele sorvetinho esperto e aquele refrigerante básico. Aproveitei também e fui recarregar a bateria da câmera... já que sem fotos do segundo tempo não seria legal.


Cabeçada do Guarani no primeiro tempo de partida. Foto: Fernando Martinez.

Na volta do segundo tempo, a tendência era que a Caldense fosse ainda mais para cima do Guarani. Isso aconteceu, com o time criando chances importantes. Aos 10 minutos, o jogador Tico Mineiro levou os torcedores à loucura, perdendo um gol feito, sem marcador em cima da pequena área. E como quem não faz toma, aos 13 minutos o Guarani abriu o placar. Depois de jogada pela esquerda, bola encontrou o jogador Haender dentro da área, ele tocou de leve e encontrou o canto direito do goleiro Adnan. Guarani 1 a 0.


Ataque do Guarani no segundo tempo de partida. Foto: Fernando Martinez.

O gol levou o time da casa ao desespero, e lançou a equipe ainda mais para o ataque. Nesse período, o time verde perdeu gols absurdos e com eles a chance de empatar o jogo. No contra-ataque o Guarani também levou grande perigo. Principalmente numa cobrança de falta na trave e numa grande defesa do goleiro da AAC.


Chance desperdiçada: falta para a Caldense longe do gol. Foto: Fernando Martinez.

E deixando seus torcedores irritados, o time da casa dominava, mas não conseguia chegar no gol do Guarani. E quando chegava desperdiçava bisonhamente as chances. E nesse esquema até o apito final, o time perdeu a partida. Final de jogo: Caldense 0-1 Guarani. Os anfitriões perderam a chance de encostar nos líderes e o Guarani, visitante indesejado, levou três pontos preciosos para casa.


Placar final do jogo e detalhe da torcida pequena, porém barulhenta, do time do Guarani .Fotos: Fernando Martinez.


Fernando, Emerson, Seu Natal e Estevan: Mais uma aventura fantástica do JP. Foto: Banco da imprensa.

Depois do jogo, fomos conhecer as maravilhas da cidade. Um passeio extremamente agradável por lugares lindos. Jantamos numa pizzaria ótima no centro da cidade, inclusive com direito a exibição do nosso quadro do "Bola na Rede!" no telão do local. Genial! Após a janta seguimos pela praça principal, vendo situações que nos levaram de volta à infância. E curtimos uma noite de domingo pelo nosso interior, situação fantástica que não vemos mais aqui em São Paulo.


Exibição da nossa matéria no "Bola na Rede!" no restaurante em que jantamos. E detalhe do coreto na praça principal de Poços de Caldas. Que noite fantástica! Fotos: Fernando Martinez.

Belíssima viagem, belíssima rodada dupla... valeu a pena estar mais uma vez desbravando nosso interior!

Até a próxima

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário