Procure no JP

terça-feira, 13 de março de 2007

Futebol e turismo em Minas (parte 1 de 2)

Olá!

No último domingo pela manhã, parte da trupe do JOGOS PERDIDOS partiu para mais uma daquelas rodadas do tipo que poucas pessoas cogitam, mas que a gente adora fazer. Na escala inicial da caravana estavam eu, o Estevan e o Fernando, mas em última hora, enfeitiçado pelo roteiro por terras mineiras, o seu Natal entrou no esquema para reforçar com sua simpatia habitual o esquadrão dos JP's.

A primeira etapa do roteiro foi a nossa querida Extrema, e lá é sempre àquela coisa, encontramos sempre uma pessoa mais simpática que a outra pela frente, o que torna tudo mais agradável. No campo futebolístico a primeira pedida do dia foi Extrema x Uberaba, pelo módulo II mineiro e para apimentar esse jogo e torná-lo ainda mais interessante, todos iríamos matar e listar o grande Uberaba. É, apesar de ser um time tradicionalíssimo, nenhum de nós quatro tínhamos o visto jogar. E com permissão para uma paráfrase do Fernando, era um "sonho de infância". Então para celebrar esse momento seguem as fotos oficiais da partida:


Extrema FC - Extrema/MG. Foto: Fernando Martinez.


Uberaba SC - Uberaba/MG. Foto: Emerson Ortunho.


Capitães das equipes e o quarteto de arbitragem formado pela árbitra Ana Maria Cecílio, as assistentes Cyntia Mara da Silva e Janete Mara Arcanjo, e a quarta árbitra Vilza Barbosa Soares Pimenta. Foto: Emerson Ortunho.

O jogo começou com a equipe do triângulo mineiro, buscando mais o ataque, mas dava pra ver de cara que o Extrema tinha melhorado muito desde sua estréia no campeonato. Com uma equipe bem postada, o time da casa foi segurando o ímpeto inicial do Uberaba e equilibrando logo a partida.


Cruzamento dentro da área do Uberaba, em um dos ataques do Extrema no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

O jogo foi ficando lá e cá, e já não dava pra apostar em quem abriria o placar. Contudo, apesar da boa movimentação das equipes nessa primeira etapa, ninguém conseguiu tirar o zero do placar e o jogo seguiu como começou para o intervalo.


Ataque do Extrema no primeiro tempo da partida. Foto: Emerson Ortunho.

No segundo tempo, o lobo da montanha partiu com mais propulsão para o ataque, e era o que a equipe tinha que fazer, pois sua situação na tabela a obrigava a isso. A zaga do time da terra do gado nelore conseguiu resistir até os 23 minutos, quando após uma cobrança de falta pela esquerda, vários jogadores dividiram a bola no ar e ela acabou sobrando para o zagueiro Gaúcho abrir o placar para o Extrema.


Confusão no ar, e no lance a bola sobraria para o zagueiro Gaúcho colocar o Extrema na frente do placar. Foto: Fernando Martinez.

Atrás no marcador, o Uberaba voltou a equilibrar a partida e chegou ao empate aos 31 minutos, com Barrinha completando uma rebatida da zaga. Três minutos depois, após um cruzamento longo, o goleiro do Extrema ficou indeciso e acabou só assistindo a bola bater no travessão e sobrar para, de sem-pulo, o mesmo Barrinha virar o marcador.


Atrás no placar, o Extrema foi só pressão buscando o empate. Foto: Fernando Martinez.

Como era de se esperar o jogo pegou fogo e o Extrema partiu com tudo para cima do adversário. Após algumas tentativas, aos 39 minutos, Panta numa belíssima cobrança de falta, deixou o jogo novamente em igualdade.


Gol de empate do Extrema em cobrança de falta. Foto: Emerson Ortunho.

Depois disso, o lance mais conturbado do jogo aconteceu quando a ótima ábitra marcou um tiro livre indireto dentro da área do Extrema. Apesar do susto, a zaga alvi-negra conseguiu interceptar a cobrança e manter o empate no placar da partida.


Nos acréscimos, lance perigoso dentro da área do Extrema. Para alívio da sua torcida, a zaga aliviou. Foto: Fernando Martinez.

Placar final: Extrema 2 x 2 Uberaba, numa ótima partida de futebol. Agora o Extrema precisa recuperar fora os pontos perdidos em casa, e posso dizer que tem time para isso. Já o Uberaba se continuar nesse ritmo, é candidato forte ao acesso.

Saindo de Extrema fomos curtir belas paisagens por estradas vicinais mineiras e pra não ficar só nos elogios, "curtir" alguns buracos também... Numa viagem cercada de descobertas históricas, fomos em busca do nosso segundo destino, mas isso será o Fernando que vai nos contar.

Abraços!

Emerson

Nenhum comentário:

Postar um comentário