Procure no JP

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Primavera vence o Santo André pelo primeiro jogo do Grupo G na Copinha

Fala pessoal!

Ainda na trilha de times novos na Copa São Paulo de Futebol Júnior, seguimos para a cidade de Indaiatuba na última segunda-feira para ver a primeira rodada do Grupo G da competição. Além de nunca ter visto jogos da Copinha no Estádio Ítalo Mário Limongi, mais um time novo nos aguardava. Mas antes o time da casa, o EC Primavera, iria estrear na edição 2010 contra uma equipe do ABC paulista, o EC Santo André.


Agora restaurada, essa é a entrada oficial do Estádio Ítalo Mário Limongi, devidamente pintada com as cores do EC Primavera. Foto: Fernando Martinez.

Uma pequena viagem era necessária, e para isso o seu Natal convocou o seu amigo Francisco "Alemão" para conduzir o possante 558 até a bela cidade do interior paulista. Junto conosco o Mílton também resolveu aparecer e curtir mais uma rodada dupla da Copinha. A viagem foi sossegada, e em menos de uma hora chegamos no nosso destino final.

Mais uma vez chegamos cedo, e mesmo com alguns percalços para entrar nas dependências do estádio do Primavera logo fui me credenciar para as fotos oficiais da partida, que agora seguem aqui no JP:


EC Primavera (sub-18) - Indaiatuba/SP. Foto: Fernando Martinez.


EC Santo André (sub-18) - Santo André/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães das equipes junto com o quarteto de arbitragem. Foto: Fernando Martinez.

O jogo entre os paulistas do Grupo G reuniu times que fizeram suas melhores campanhas na Copa São Paulo nos anos 2000. O Primavera teve sua melhor colocação até hoje em 2001, quando foi o 3º lugar do torneio. A equipe de Indaiatuba faz em 2010 sua 7ª participação no campeonato. O time do ABC paulista foi campeão da Copa São Paulo em 2003, e completa sua 20ª participação nesse ano. Mas as duas equipe não tem feito boas campanhas nos últimos anos, e querem pelo menos se garantir na segunda fase.


Boa jogada e cruzamento do Primavera pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.


Goleiro do Santo André subindo mais alto para fazer a defesa. Foto: Fernando Martinez.

Tão logo fiz as fotos oficiais, fui acompanhar o ataque dos donos da casa no primeiro tempo. E foi algo de heróico, pois ficar debaixo do sol ardido de Indaiatuba por quase 50 minutos foi uma prova de resistência que eu não estou muito acostumado. Suava demais, mas não arredei o pé dali, pois vi um bom jogo durante os 45 minutos iniciais. O Primavera tomou conta da partida, buscando desde o início sufocar o Santo André no seu campo de defesa.


Uma das chances de ouro desperdiçadas pelo Fantasma no primeiro tempo. O atacante do time não conseguiu concluir direito e a bola foi pela linha de fundo. Foto: Fernando Martinez.

Mas a equipe local tinha um grave problema: o time não conseguia acertar o pé no último toque em busca do gol. Para irritação da grande torcida presente no estádio, os atacantes do Fantasma criavam boas oportunidades, algumas cara-a-cara com o goleiro andreense, mas não conseguiam finalizar bem. O jogo foi seguindo nesse ritmo, e sem trégua do sol, por toda a primeira etapa.


Mais um ataque do time local no calorento primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

O time do ABC tinha chances esporádicas, mas nada que assustasse o goleiro do Primavera. Com muitos gols perdidos, a equipe local não conseguiu marcar e a partida foi para o intervalo sem a abertura do placar. O pessoal reclamou bastante de alguns jogadores, e pegou muito no pé do time, mesmo com a boa partida que o Fantasma estava fazendo.


O goleiro do Santo André fazendo belíssima defesa depois de cobrança de falta do Primavera. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo eu sucumbi devido ao forte calor e fui acompanhar o jogo das cabines de imprensa, não antes sem consumir três litros de água que ofereciam por lá. No intervalo também encontrei o amigo Édson "Gaguinho", o maior vendedor de amendoim nos estádios paulistas. Ele deve ver mais jogos que nós, e é extremamente bem informado sobre todas as tabelas.

Para o segundo tempo, o Santo André voltou um pouco melhor, mas esbarrando numa boa atuação do goleiro Neto. Quando o time andreense conseguia finalizar bem, ele fazia boas defesas e evitava que o Primavera sofresse o gol. Mas a equipe da casa fez algumas substituições no começo do tempo final que elas melhoraram o futebol da equipe. E aos 17 minutos finalmente o Fantasma teve sua chance mais aguda de abrir o marcador.


Escanteio para o Primavera pela esquerda do ataque, sempre com a marcação forte da zaga andreense. Foto: Fernando Martinez.

Jhecson, o camisa 10 do time, fez uma belíssima jogada individual e depois de driblar dois zagueiros foi derrubado dentro da área. Pênalti marcado e ele mesmo foi para a cobrança. Na primeira, ele chutou no canto direito mas o goleiro do Santo André defendeu. Porém, antes mesmo da defesa o assistente levantou a bandeira indicando que o arqueiro tinha se adiantado. Na segunda cobrança novamente Jhecson foi para a batida e, mudando de lado, colocou a bola no fundo das redes do Ramalhão, para a grande festa da torcida local.


Detalhe do gol do Primavera na partida, aos 19 minutos do segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

O Santo André então passou a criar mais chances em busca do empate. Aí brilhou mais ainda a estrela do goleiro Neto. Ele fez três milagres e evitou que o time da casa sofresse o gol. O último deles aos 51 do segundo tempo, em bola que ele mandou para escanteio depois de forte chute de um dos atacantes andreenses. E no final, o time da casa conseguiu segurar com sucesso o marcador.

Final de jogo: Primavera 1-0 Santo André. Grande vitória do time de Indaiatuba, que agora deve disputar a vaga do grupo contra o Vitória da Bahia. Para o Santo André, somente duas vitórias deixam o time com o sonho da classificação ainda existente. E após essa partida era a vez de matar mais uma equipe, e uma das raridades que só a Copinha pode nos proporcionar.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário