Procure no JP

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Nacional empata na abertura do Grupo da Capital da Copa São Paulo

Olá,

Mais um ano começando e a bola voltando a rolar pelos gramados paulistas, por conta do início da 41ª Copa São Paulo de Futebol Júnior e, sendo assim, o JOGOS PERDIDOS saiu a campo para acompanhar algumas partidas dessa competição que é uma das favoritas dos nossos integrantes.

Depois de acompanhar a rodada dupla realizada no sábado na cidade de Taboão da Serra, cujos posts já estão publicados, no domingo à tarde me desloquei até o Estádio Nicolau Alayon para conferir a rodada dupla inaugural do Grupo X da competição. A primeira partida reuniu o time da casa, o Nacional A.C. que conquistou o título da Copinha nos anos de 1.972 e 1.988, contra a Desportiva Capixaba S/A da cidade de Cariacica/ES.

Com a cidade de São Paulo praticamente vazia, cheguei ao meu destino com tempo de sobra para fazer o meu credenciamento e checar o esquema para conseguir as fotos oficiais da partida, as quais apresento abaixo:


Nacional A.C. (Sub-18) - São Paulo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Desportiva Capixaba S/A (Sub-18) - Cariacica/ES. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

Logo após a sessão de fotos, a bola começou a rolar e o que se viu foi o Nacional tentando forçar as jogadas de ataque, visando sair em vantagem no marcador logo no início da partida. Apesar do maior domínio territorial, os anfitriões não criavam muito perigo à meta capixaba, pois insistiam em cruzamentos para a área, que invariavelmente eram neutralizados pelo goleiro ou zagueiros do time grená. O time visitante, nas poucas vezes que se aventurou ao ataque, também o fazia através de cruzamentos que não davam em nada.


Goleiro capixaba interceptando cruzamento do ataque do Nacional. Foto: Orlando Lacanna.


Agora cruzamento do ataque capixaba. Foto: Orlando Lacanna.

A primeira grande oportunidade criada e desperdiçada pelo Naça só ocorreu na marca dos 26 minutos, quando o bom avante Pedro Bruno desviou, por cima do travessão, uma bola recebida próxima à pequena área, deixando o grito de gol preso na garganta do torcedor do time ferroviário.


Chance de ouro desperdiçada pelo Nacional. Foto: Orlando Lacanna.

A primeira jogada melhor trabalhada pelo time da Desportiva, aos 33 minutos, resultou no gol inaugural, anotado por Rafael, que invadiu a área pela esquerda, driblou o zagueiro e mandou um foguete que entrou no canto direito da meta guarnecida pelo goleiro Paulo Guilherme.


Início da jogada que resultou no gol capixaba. Foto: Orlando Lacanna.

O domínio das ações continuava sendo do Nacional, porém faltava aquele algo mais na hora da finalização, como aconteceu aos 42 minutos, quando o avante Washington deu uma furada incrível na cara do gol, desperdiçando uma ótima chance para chegar ao empate. Na sequência dessa mesma jogada, o arqueiro Wanderson praticou boa defesa, garantindo a vantagem da sua equipe até o término do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Nacional saiu com tudo para o campo de ataque, encurralando o time visitante no seu campo defensivo. O gol de empate era uma questão de tempo e acabou acontecendo aos 18 minutos, num arremate cruzado de Helinho que aproveitou uma sobra de bola que veio cruzada da esquerda.


Um dos vários ataques do Nacional no início da segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.


Bola no fundo do barbante capixaba no gol de empate do Naça. Foto: Orlando Lacanna.

Depois da igualdade no placar, a partida ficou equilibrada, com as duas equipes se revezando nas jogadas ofensivas mais agudas, com um ligeiro predomínio da Desportiva, como aconteceu aos 20 e 33 minutos em jogadas com as participações de Rafael e Filipe. A resposta do Nacional veio aos 39 minutos, numa arrancada fulminante do ala Jefferson pela direita, culminando num arremate que passou muito perto. A partida já se encaminhava para o final, quando o goleiro nacionalista Paulo Guilherme praticou uma defesa espetacular, desviando para escanteio uma cobrança de falta venenosa executada por Marquinho.


Goleiro do Nacional voando e evitando o segundo gol da Desportiva. Foto: Orlando Lacanna.

Nos acréscimos o Nacional foi para o ataque e, numa jogada envolvendo um atacante nacionalista e o goleiro visitante, a torcida reclamou pênalti, mas como o árbitro nada marcou, a partida foi encerrada com o placar indicando Nacional 1 - 1 Desportiva Capixaba que não foi bom para nenhuma das equipes, pois numa fase curta com apenas três jogos, a vitória é fundamental para pensar em classificação à próxima fase.

Tão logo o árbitro encerrou a partida, voltei a me posicionar à beira do gramado para aguardar a entrada das duas equipes que iriam se enfrentar na partida de fundo, mas essa história fica para depois. Aguardem.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário