Procure no JP

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Vitória do Botafogo/SP em cima do Taboão da Serra pela Copinha

Olá!

Depois da vitória cruzeirense em cima do São José/RS pelo grupo A da 41ª Copa São Paulo de Futebol Júnior, continuamos à postos por lá pois agora era a vez do time da casa estrear no Estádio Vereador José Ferez. O CA Taboão da Serra jogou contra o tradicionalíssimo Botafogo FC de Ribeirão Preto em busca do sonho da classificação para a Segunda Fase da Copinha.

Essa segunda partida não teve a presença de nenhuma rede de televisão, aí temos mais tranquilidade para fazermos as fotos oficiais. Mas fogos de artifício e a entrada das duas equipes ao mesmo tempo são coisas que sempre deixam a nossa situação bastante dificultada. Apesar disso conseguimos mais uma vez as fotos oficiais, que em 90% dos casos nessa Copinha, vocês só vêem aqui no JP:


CA Taboão da Serra (sub-18) - Taboão da Serra/SP. Foto: Fernando Martinez.


Botafogo FC (sub-18) - Ribeirão Preto/SP. Foto: Fernando Martinez.


Quarteto de arbitragem com os capitães das duas equipes. Foto: Fernando Martinez.

O jogo reuniu dois times com histórias bem diferentes na Copa São Paulo. O Botafogo já foi vice-campeão do torneio em 1983 e tem muitas participações até hoje. Mas a equipe não foi bem na Copa de 2009, sendo eliminado na primeira fase sem nenhuma vitória. Já o CATS participa pela sexta vez do torneio, e por duas vezes já passou da primeira fase, em 2006 e 2008, ano em que conseguiu sua melhor classificação final, a 14ª posição.


Chegada forte do CATS logo no começo da partida contra o Botafogo/SP. Foto: Fernando Martinez.

E para esse duelo, eu e o Orlando resolvemos encarar a sombra no ataque do Taboão da Serra durante o tempo inicial. E o time da casa começou o jogo tentando marcar logo seu gol, e dominava as ações da partida, mas pecava demais nas finalizações. E no seu primeiro ataque, a Pantera abriu o marcador com o jogador Gustavo recebendo pela esquerda e enchendo o pé, sem sofrer nenhuma marcação.


Bola disputada pelo alto em ataque dos donos da casa. Foto: Fernando Martinez.

Com o placar desfavorável, o Taboão da Serra se lançou de vez ao ataque, mas a quantidade de chances desperdiçadas pela equipe foi um fator que deixou o time sem conseguir o empate logo. Os atacantes do time até chegavam com perigo, mas chutaram sempre por cima do gol. A torcida, que compareceu em grande número no estádio, ficou irritada com tantas chances não aproveitadas.


Chute sem direção no ataque taboanense. Foto: Fernando Martinez.

E para fechar o desastre taboanense do primeiro tempo, o Botafogo chegou ao segundo gol aos 46 minutos, com o camisa 3 Jeovani aproveitando falha da defesa local e ampliando a vantagem do time de Ribeirão Preto. Intervalo de jogo e 2x0 para a Pantera. Junto com o intervalo a chuva chegou no estádio e fez com que eu e o Orlando fôssemos para as cabines de imprensa do local. Mas não ficamos nem 10 minutos lá, já que muita gente disputava alguns poucos lugares disponíveis.


Jogador do Taboão se jogando para tentar alcançar a bola, em mais um perigoso ataque da equipe. Foto: Fernando Martinez.

A emoção do intervalo foi ver o pessoal procurando abrigo com o que tinha disponível, num jeito bem McGiver de ser. Já o prefeito de Taboão da Serra ainda tentou incentivar os torcedores a permanecerem no estádio pelo sistema de som do Vereador José Ferez mesmo com a forte chuva, mas ao invés de conseguir seu objetivo, acabou levando sonora vaia.


Torcedores se protegendo da chuva como podiam. Aqui, com os números do placar do Estádio Vereador José Ferez. Foto: Orlando Lacanna.

E o segundo tempo começou exatamente como o primeiro terminou, com o Botafogo marcando mais um gol aos 4 minutos. E foi um golaço do jogador camisa 11 Weder, que recebeu lançamento em profundidade e vendo que o goleiro saía da sua meta, tocou com muita classe por cobertura. Botafogo 3x0 no marcador e jogo quase decidido. É, mas o quase no futebol é algo absolutamente efêmero.


Detalhe do terceiro gol do Botafogo na partida. Um golaço or cobertura do camisa 11 Weder. Foto: Fernando Martinez.

Menos de dois minutos depois, o CATS finalmente acertou o pé com o jogador Wilker entrando na área e chutando forte para o fundo das redes do Botafogo aos 6 minutos. O gol animou bastante o time e a torcida que permaneceu no estádio, pois a chuva já tinha parado. Mas o contra-ataque era todo do time visitante, e muitos sustos o bom ataque da Pantera deu na torcida local.


Jogadores do CATS e da Pantera correndo atrás da bola. Foto: Orlando Lacanna.

O jogo foi seguindo com o domínio territorial do Taboão da Serra, mas transformar isso em gols era outra história. O tempo passava rápido e a chance do empate ia desaparecendo. Somente aos 40 minutos o time conseguiu marcar o segundo gol no dia, através do jogador Bruninho, que aproveitou um demorado bate-rebate na área para deixar todos esperançosos pelo empate. A arbitragem ainda deu seis minutos de acréscimos, e todos os jogadores da equipe foram para o campo de defesa do Botafogo.


Com quase todos seus jogadores dentro da área, chance desperdiçada pelo CATS no final do jogo. Foto: Orlando Lacanna.

E a equipe do Taboão perdeu dois gols absurdos aos 51 minutos, com o goleiro João Lucas fazendo verdadeiros milagres, impedindo que o time local chegasse ao heróico empate. Final de jogo: Taboão da Serra 2-3 Botafogo/SP. Grande vitória da Pantera, que fica com os mesmos três pontos do Cruzeiro após o final da primeira rodada do grupo A da Copinha. Para o Taboão da Serra, um quase-milagre para a classificação.

Após o jogo, derretendo e muito cansado, voltei para casa para desabar na minha cama já pensando na rodada do domingo.

Até lá

Fernando

Um comentário:

  1. Eu era o goleiro do Taboão estes jogos! Vocês tem foto ou sabem se alguém filmou o jogo??? Gostaria de ter como recordação!! Valeeu

    ResponderExcluir