Procure no JP

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Paulista de Jundiaí goleia e avança na Copinha

Olá,

Seguindo na linha de acompanhar o maior número possível de grupos e participantes da 41ª Copa São Paulo de Futebol Júnior, no último sábado à tarde entrei na Rodovia Ayrton Senna e segui até a bela cidade de Taubaté, indo ao Estádio Joaquim de Morais Filho, para conferir a terceira e última rodada dupla do Grupo S da competição. O confronto de abertura reuniu o genial time do S.C. Shallon da cidade de Porto Velho/RO e o Paulista F.C.L. de Jundiaí.

Ao chegar no estádio, mantive contato com o assessor de imprensa da Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), o simpático J. Lima, visando conhecer um pouquinho da história e algumas informações da equipe rondoniense, pois sua fundação é recente (05/01/1.991) e nasceu voltado para um projeto social que visa tirar jovens da rua, fornando-os como esportistas e, acima de tudo, como cidadãos.

O seu fundador foi o brasileiro e católico Eliel Silva, sendo que a escolha do nome foi inspirada na palavra "shalom" que geralmente é traduzida como paz entre duas entidades, no geral nações ou paz interior de um indivíduo. Essa palavra também é utilizada como cumprimento dentro da comunidade judaica. O elenco que veio disputar a Copinha é composto por metade de atletas locais e os demais são atletas do C.F. Cascavel e C.A. Tubarão em razão de parcerias.

Bem, depois do bate-papo com o pessoal de Rondônia, fui me posicionar para fazer as tradicionais fotos oficiais da partida, as quais apresento abaixo:


S.C. Shallon (Sub-18) - Porto Velho/RO. Foto: Orlando Lacanna.


Paulista F.C.L. (sub-18) - Jundiaí/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

O time de Jundiaí entrou em campo na condição de líder do grupo e disposto a fechar a sua participação na primeira fase com mais uma vitória, para sacramentar a sua classificação à próxima fase, porém quem assustou no início da partida, foi o Shallon com duas cobranças de faltas perigosas executadas por Raul, aos 8 e 13 minutos, que obrigaram o goleiro jundiaiense Yuri a praticar duas boas defesas, desviando a bola para escanteio.


Boa defesa de Yuri do Paulista, desviando falta cobrada por Raul. Foto: Orlando Lacanna.

O primeiro ataque perigoso do Tricolor da Terra da Uva, ocorreu aos 15 minutos, quando o avante Carlão mandou uma bomba por cima do travessão da meta defendida por Diego. Não demorou muito e, aos 18 minutos, o Paulista abriu a contagem, através e Nene Bonilha, cobrando falta pela meia esquerda.


Primeiro gol do Paulista anotado por Nene Bonilha cobrando falta. Foto: Orlando Lacanna.

Após sofrer o gol, a equipe de Rondônia não se abateu e igualou o placar, aos 22 minutos, num belo gol anotado por Murilo, que penetrou pela direita e chutou cruzado.


Bola indo para o fundo da meta do Paulista no gol de empate do Shallon. Foto: Orlando Lacanna.

Até o trigésimo minuto a partida se manteve equilibrada, porém, aos poucos o time paulista foi tomando conta da partida, sendo que aos 34 minutos, o seu capitão Igor anotou o segundo gol do seu time, após cobrança de escanteio pela direita.


Segundo gol do Paulista anotado por Igor. Foto: Orlando Lacanna.

Dez minutos depois, o placar foi alterado, com a marcação do terceiro gol do Paulista, agora por intermédio de Carlão cobrando pênalti. Logo em seguida a primeira etapa foi encerrada e eu aproveitei para deixar o gramado e ir me instalar numa cabine de imprensa, na parte coberta do estádio, pois não estava mais aguentando o sol escaldante que brilhava com intensidade. No caminho para a cabine, tomei um "porre" de água e refrigerante.

De lá de cima, vi um início de segundo tempo totalmente dominado pelo Paulista que, logo aos 6 minutos, chegou ao seu quarto gol, anotado por Nene Bonilha. O domínio paulista continuava e, aos 14 minutos, o placar foi aumentado, agora num gol marcado por Samuel, após uma bobeada do zagueiro Carlos Diogo que perdeu a bola ao tentar sair jogando.


Momento exato da conclusão de Nene Bonilha que resultou no quanto gol do Paulista. Foto: Orlando Lacanna.


Agora o quinto gol do "Galo da Japi", anotado por Samuel. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo estando sendo derrotado por larga margem de gols, o Shallon continuava lutando, tentando diminuir a diferença, porém o seu ataque não conseguia furar a defesa jundiaiense. A vitória do Paulista já estava garantida, porém seus atletas não desistiam das jogadas ofensivas, tanto que, aos 34 e 42 minutos, marcaram mais dois gols, um por Tutinha e o outro por Samuel.


Início da jogada que resultou no sétimo gol do Tricolor da Cidade da Uva. Foto: Orlando Lacanna.

Partida encerrada com o placar registrando Shallon 1 - 7 Paulista que serviu para confirmar a classificação dos paulistas à próxima fase, quando enfrentará a equipe classificada com a 5ª melhor campanha por índice técnico, que acabou sendo o Vasco da Gama. Com relação ao Shallon, fica a sensação de dever cumprido por ter participado pela primeira vez de uma competição da envergadura da Copinha.

Após o apito final do árbitro, voltei à lateral do gramado para aguardar a entrada dos participantes da partida de fundo, cuja história será contada mais tarde.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário