Procure no JP

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Juventus nas semifinais da Copa FPF Heróis de 32

Opa,

No final-de-semana que antecede o terceiro aniversário do JOGOS PERDIDOS não tivemos tanta opção de jogos assim (todo ano quando vai se acabando fica sem graça para nós), mas mesmo assim estivemos presentes em partidas decisivas pelos campeonatos que ainda estão em andamento. No sábado à tarde, estive presente num jogo válido pela Copa FPF Heróis de 32. O jogo em questão foi na fantástica Rua Javari e reuniu os times do Juventus e do Olímpia.

Fazia tempo que não via o time de Olímpia, já que minha última partida vista deles tinha sido em 2002, e por ser jogo decisivo não poderia estar fora dessa. E antes de falar do jogo, vamos mais uma vez com as fotos exclusivas dos times posados, cortesia do JP:


CA Juventus - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Olímpia FC - Olímpia/SP. Foto: Fernando Martinez.

Essa foi a partida de volta das quartas-de-final da Copa, e o Juventus tinha enorme vantagem, já que tinha vencido o jogo fora de casa pelo placar de 3 a 2. Os grenás até poderiam perder o jogo por um gol de diferença, enquanto o Olímpia tinha a difícil missão de vencer por dois gols de diferença. Mas o Olímpia começou bem, e logo aos 7 minutos Bispo abriu o placar num chute de fora da área que ainda bateu na trave antes de entrar. Susto na torcida de 500 pessoas presentes na Javari.


Começo de jogo e o Olímpia foi marcando forte. Foto: Fernando Martinez.

Mas aos poucos o Juventus foi mostrando que era melhor time e passou a dominar a partida, tanto que aos 15 minutos empatou o jogo. Depois de chute que rebateu na zaga, o jogador Márcio só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes do Olímpia. E o time visitante sentiu o gol...


Falta perigosa para o Juventus no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

O Juventus acabou virando o jogo aos 26 minutos, com o mesmo Márcio escorando belíssimo cruzamento da direita. Definitivamente o Juventus não queria dar chances para o azar. Por todo o resto do primeiro tempo, o Juventus foi quem perdeu mais chances de ampliar o placar. O Olímpia sentiu bastante a virada e não deu muito trabalho para a zaga juventina.


Agora falta para o Olímpia, também no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo fomos fazer a famosa confraternização nos bastidores da Javari, sempre animada. E como já virou tradição, fomos curtir o ótimo saduba de mortadela que é vendido por lá. E reitero, é uma das melhores iguarias em estádios de São Paulo, senão a melhor! Bom, para o segundo tempo o Olímpia voltou bem e perdeu algumas preciosas chances de empatar o jogo, todas salvas por grandes intervenções do goleiro juventino ou salvas em cima da linha pelos zagueiros juventinos.


Chance de ouro perdida pelo Juventus no segundo tempo, quando o atacante chegou um pouco atrasado. Foto: Fernando Martinez.

Mas se tinha suas chances, o Olímpia deixava sua defesa aberta, e nessas o Juventus perdeu também chances incríveis para ampliar. E teve um gol anulado que foi bastante reclamado pelos presentes. De onde eu estava me pareceu que o gol foi realmente legal. Conforme o tempo foi passando, a chuva do final de tarde veio chegando e no final do jogo um dilúvio caiu na Javari.


Lance do final da partida entre Juventus e Olímpia, com uma chuva monstro rolando na Javari. Foto: Fernando Martinez.


Placar eletrônico mostrando o jogo "Tus x Olímpia" e lâmpada acesa por causa da chuva na Javari. Será que ela fará parte do sistema de iluminaçãoi do estádio? Fotos: Fernando Martinez.

E mesmo com a chuva não deu tempo para mais nada. Final de jogo: Juventus 2-1 Olímpia. Os Atomic Grapes agora enfrentam o difícil time do Mogi-Mirim em busca de uma vaga em algum torneio nacional em 2008. Mais do que difícil, essas duas partidas prometem ser históricas.


Turma da casa presente na Javari no sábado. Vale registrar a carinha de animação do Sérgio Manjuillo, penúltimo da esquerda para a direita. Foto: Fernando Martinez.

E foi só, e ficando nos vestiários da Javari fiquei esperando a torrencial chuva passar para conseguir voltar para minha adorável casa... sem saber o que ainda faria no domingo.

Até mais

Fernando

Um comentário: