Procure no JP

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Clima de decisão em Santa Rita do Sapucaí

Olá pessoal,

No último domingo pela manhã estive no Estádio Municipal Erasmo Cabral, em Santa Rita do Sapucaí/MG, para acompanhar o embate entre Santarritense e Tupynambás, válido pela penúltima rodada da 1ª Fase do Campeonato Mineiro da 2ª Divisão. Como ambas as equipes estavam lutando pela classificação o jogo prometia muitas emoções. Vale destacar ainda que o Tupynambás, de Juiz de Fora, estava afastado das competições profissionais há vinte e quatro anos e sua volta foi muito comemorada pelo JP.


Santarritense FC - Santa Rita do Sapucaí/MG. Foto: Victor Minhoto.


Tupynambás FC - Juiz de Fora/MG. Foto: Victor Minhoto.


Capitães das equipes, árbitro Rogério Pereira Costa e assistentes Marcus Vinícius Gomes e Frederico Soares Vilarinho. Foto: Victor Minhoto.


Pela primeira vez no JP o escudo do Tupynambás. Foto: Victor Minhoto.

O jogo começou aberto e muito disputado, com boas oportunidades para ambas equipes, mas paraceria que estava faltando algo. Quem conhece a Santarritense sabe muito bem que as confusões são lugar comum em seus jogos e era exatamente isso que estava faltando, mais garra e determinação das equipes.

Com o passar da primeira etapa os ânimos foram se acirrando aos poucos, até aos 43 minutos da etapa inicial o zagueiro Reginaldo, dos visitantes e o artilheiro Giliard, dos locais, em um lance fora da disputa de bola trocaram cotoveladas. O assistente número 1 viu o ocorrido e relatou ao árbitro, que corretamente exulsou os dois briguentos. Assim, a etapa inicial terminou sem abertura de marcador, com leve superioridade do Santarritense, e promessa de fortes emoções no segundo tempo.


Disputa de bola acirrada na 1ª etapa. Foto: Victor Minhoto.

Como esperado a etapa final começou quente, logo aos 8 minuntos, após uma bela tabela com o bom lateral direito Zé Carlos, o centroavante Alexandre Alvin sobrou na cara do gol e só teve o trabalho de inaugurar o marcador para a equipe vermelha.


No final da etapa inicial o ataque do Santarritense dava mostra de que daria muito trabalho a zaga adversária no 2º tempo. Foto: Victor Minhoto.

Esse gol mexeu com os brios da equipe do Sul de Minas, que a partir daí passou a buscar o ataque de forma mais incisiva. Em contrapartida a equipe da Zona da Mata se acomodou com a vantagem e cometeu um erro decisivo, tentou se fechar na defesa e garantir o resultado. O castigo veio aos 19 minutos, em uma cobrança de escateio a zaga do Tupynambás não cortou o cruzamento rasteiro e a bola sobrou livre para o camisa 10 Éder Dias acertar um chute certeiro no canto direito superior do arqueiro visitante.


Éder Dias aproveita a bobeada da zaga adversária e iguala o placar em favor do Santarritense. Foto: Victor Minhoto.

A partir daí os visitantes acordaram em decidiram recuperar os espaços peridos, o que deixou o jogo aberto e com várias alternativas. Quando a partida se encaminhava para o final, e tudo aparentava estar definido, mais precisamente aos 42 minutos, o camisa 11 Diego do Santarritense, de fora da área, acertou um lindo chute no canto direito da meta adversária e decretou a virada no marcador, levando os 240 pagantes ao delírio.


Durante o disputado 2º tempo, defesa do Tupynambás tenta segurar o ataque do Santarritense. Foto Victor Minhoto.

A partir daí foi administrar o resultado e esperar o jogo terminar em Santarritense 2x1 Tupynambás. Apesar deste resultado a situação continua difícil para a equipe do Sul de Minas, já que ela folga na última rodada e somente se classifica se o Fabril perder em casa do Poços de Caldas e o Varginha for derrotado por pelo menos quatro gols pelo Itaúna. Já o Tupynambás, mesmo com a derrota, só depende das próprias forças na última rodada, quando enfrenta em casa o já classificado Passense.

Até a próxima,

Victor

Nenhum comentário:

Postar um comentário