Procure no JP

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Fortes emoções em Santa Rita do Sapucaí

Olá pessoal,

No último domingo pela manhã fui até o Estádio Municipal Cel. Erasmo Cabral, em Santa Rita do Sapucaí/MG, para acompanhar o jogo entre Santarritense e Itaúna, válido pelo Campeonato Mineiro da 2ª Divisão. Como de costume não tive problemas para adentrar no gramado para as fotos dos times posados.


Santarritense FC - Santa Rita do Sapucaí/MG. Foto: Victor Minhoto.


EC Itaúna - Itaúna/MG. Foto: Victor Minhoto.


Capitães das equipes, árbitro Antônio Márcio Teixeira e assistentes Carlos Henrique Andrade e Thiago Souza Arantes Júnior. Foto: Victor Minhoto.

O jogo gerava muita expectativa, pois, como já é sabido, o Santarritense é uma equipe muito aguerrida, principalmente dentro de casa, e o Itaúna possui uma parceria com o Cruzeiro, que cede jogadores não utilizados em sua equipe. Um detalhe curioso é que em razão deste convênio, as tradicionais cinco estrelas que aparecem no uniforme da equipe azul de Belo Horizonte também foram colocadas na camisa do Itaúna, mais precisamente no lado direito.

O jogo começou quente com as duas equipes disputando cada bola, sendo que o Itaúna, por ter melhor técnica, procurava tocar a bola no chão, enquanto os donos da casa jogavam mais na base da raça. Esse estilo de jogo do Santarritense já é bem conhecido, principalmente pelas tradicionais confusões que ocorrem em seus jogos. Assim, para não perder o costume, a equipe do Sul de Minas procurava irritar os atletas adversários, até que aos 14 minutos da etapa inicial o jogador Everton, número 5 do Itaúna, agrediu um adversário e foi corretamente expulso, situação que gerou um início de tumulto mas acabou sendo controlado.


Disputa de bola na lateral do campo durante a 1ª etapa. Foto: Victor Minhoto.

Essa expulsão animou os jogadores da equipe mandante que ingenuamente partiram para o ataque sem tomar os devidos cuidados em seu setor defensivo, tanto que logo aos 17 minuntos, em um belo contra-ataque o camisa 7 Uellinton abriu o marcador para o time rubro-negro. Esse gol foi o que faltava para incendiar o jogo de vez. Aos 25 minutos o centroavante Giliard, do Santarritense, fez uma boa jogada pela direita e chutou cruzado para igualar o marcador.

Porém, apenas um minuto depois, enquanto os jogadores de azul e amarelo ainda comemoravam, o Itaúna articulou uma boa jogada pela direita e, após um cruzamento rasteiro, o camisa 10 Leandro só teve o trabalho de tocar para o fundo do gol e desempatar a partida. Nesse lance o autor de gol sentiu a perna e estava para ser substituído, mas ele se recuperou a tempo e voltou ao gramado antes da substituição se concretizar, e esse fato iria mudar o rumo da partida.


Momento em que o centroavante Giliard empatava a partida em um gol para a Santarritense. Foto: Victor Minhoto.

Aoa 30 minutos a zaga do Itaúna deu bobeira e permitiu que o camisa 9 do Santarritense Giliard novamente entrasse na área pela direita e marcasse o seu segundo gol, decretando nova igualdade no marcador. Quem imaginou que nada mais aconteceria na primeira etaspa estava enganado, aos 38 minutos, em nova falha defensiva, o camisa 7 Éder da equipe mandante, ganhou a bola de cabeça e saiu livre na cara do gol, só tendo o trabalho de tocar a bola por cima do goleiro do Itaúna e virar o placar.

O Itaúna, mesmo com um jogador a menos, voltou para o segundo tempo disposto a mudar a sorte do jogo, e desde o início a equipe colocava a bola no chão e usava a melhor categoria de seus jogadores para envolver o adversário e criar boas chances de gol. Já o Santarritense procurava jogar nos contra-ataques e explorar a fragilidade da zaga adversária, sendo que em desses lances acertou a trave adversária, resultando em um gol perdido que seria lamentado no fim do jogo.


Já no 2º tempo o Itaúna perde uma grande chance de gol. Foto: Victor Minhoto.

Aos 18 minutos o camisa 10 Leandro, que quase foi substituído no primeiro tempo, acertou um forte chute de fora da área no canto direito do goleiro do Santarritense, resultado, a partida estava novamente empatada. Depois dessa nova igualdade parece que os mandantes perderam o fôlego, tanto que mal buscavam o contra-ataque e se limitavam a impedir os avanços do Itaúna, demonstrando certo contentamento com o empate.

Entretanto, aos 42 minutos aconteceu a melhor jogada do jogo. Após um bela troca de passes por parte do Itaúna a bola chegou nos pés do camisa 10 Leandro, que com um jogo de corpo se livrou de um marcador para em seguida dar um chapéu que deixou o goleiro adversário no chão e apenas ter o trabalho de tocar a bola para fundo da meta do Santarritense. Esse gol decretou a virada final no marcador e causou verdadeira euforia no banco da equipe rubro-negra.


Na jogada do quarto gol do Itaúna o camisa 10 Leandro da um belo chapéu no goleiro adversário e ...


... depois tem apenas o trabalho de tocar a bola para o fundo do gol e comemorar a suada vitória de sua equipe. Fotos: Victor Minhoto.

Diante desse quadro os donos da casa não tiveram forças para reagir e jogo foi encerrado em Santarritense 3x4 Itaúna. Essa partida serviu para mostrar a todos que jogos de divisões inferiores podem sim apresentar boa qualidade técnica, muita disposição e, principalmente, fortes emoções para os torcedores que foram ao estádio, que neste caso foram 246 pessoas que pagaram ingresso.

Até a próxima,

Victor

Nenhum comentário:

Postar um comentário