Procure no JP

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Empate em Guaratinguetá pela Copa FPF Heróis de 32

Olá, amigos, salve salve!

Neste último sábado fui conhecer o majestoso Estádio Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá. Ao lado do Orlando, acompanhei o confronto entre o time da casa, Guaratinguetá F. L. e o C.A. Linense, valendo pela terceira rodada da segunda fase da Copa FPF Heróis de 32.


Guaratinguetá F.L. - Guaratinguetá / SP. Foto: Orlando Lacanna.


C.A. Linense - Lins / SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem formado pelo árbitro Marcos Silva dos Santos Gonçalves, pelos assistentes David Botelho Barbosa e Rafael Luiz da Silva, e o quarto árbitro Lucenilton S. Ferreira. Foto: Orlando Lacanna.

O jogo começou agitado e, logo aos 8 minutos, os donos da casa abriram o marcador, através de Laércio, que recebeu a bola na entrada da área, ganhou do zagueiro na corrida e escolheu o canto.


Laércio prepara o chute para abrir o marcador. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 19 minutos veio a resposta do Elefante da Noroeste, fazendo o goleiro Jaílson trabalhar duas vezes no mesmo lance: primeiro, ao interceptar cruzamento certeiro na cabeça de Shizo, depois, com bom reflexo, defendendo rebote de voleio de Rocha.


Jaílson se prepara para defender o rebote. Foto: Estevan Mazzuia.

Daí pra frente, o jogo ficou muito feio, monótono e sonolento. Aos 35, o Linense levou perigo novamente, fazendo com que a bola atingisse o ferro que segura as redes, dando a impressão a alguns de ter tocado o travessão. Aproveitei toda a emoção dos 10 minutos finais pra pensar no livro que pretendo escrever um dia sobre histórias do futebol. Bem, na verdade, espero que tal livro seja muito mais emocionante, e ninguém arrume tempo pra pensar em outras coisas quando lê-lo.


Lance da primeira etapa junto á lateral. Foto: Estevan Mazzuia.

No intervalo, aproveitei para saborear um diferente picolé de banana (ah, o interior e suas maravilhas...), que deixou o Orlando com água na boca (sim, ele procurou pelo tal picolé mais tarde, com outro sorveteiro), e migramos do gramado para a cabine de imprensa, de maneira a ter uma visão mais ampla da partida.


O sinistro picolé de banana e uma das torcidas presentes no estádio. Fotos: Estevan Mazzuia e Orlando Lacanna.

A segunda etapa veio, mas não precisava ter vindo. Como demorou pra ir embora, por sinal. Nesses momento eu me pergunto por que as pessoas acham que segunda divisão é ruim. Sim, aos desavisados, vale lembrar, Copa FPF, para o JP, não é nada perdido, por mais fantasma que seja o torneio. E afirmo com segurança: poucos jogos de segunda divisão foram tão ruins como esse segundo tempo!

Os anfitriões, pasmem, quase não passaram do meio de campo em 45 minutos. E durante todo esse tempo no campo de ataque, os visitantes não conseguiam entrar na área. Constrangedor. Bom, sejamos profissionais. Aos 26 minutos, o Linense teve uma chance com um chute de Serginho, e aos 33 com João Carlos, cabecenado para fora após cobrança de falta. E tome zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz...

Aos 36, o Guaratinguetá conseguiu um contra ataque, a bola sobrou para Éverton César, que acabara de entrar. O jogador conseguiu perder na corrida para o zagueiro cansado, e a chance de matar o jogo foi pro bebeléu.


Defesa do Linense atrapalha rara tentativa do Guaratinguetá na segunda etapa. Foto: Estevan Mazzuia.

Se o Linense não fez por merecer a vitória, tampouco os anfitriões levavam os três pontos com justiça. E, aos 38 minutos, o empate do Elefante caiu como uma punição a ambas equipes. "Se eu não levo 3, você também não!" Serginho cobrou falta com perfeição, no ângulo direito de Jaílson.


Detalhe da perfeita cobrança de Serginho sem chances para Jaílson. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 47 minutos, Fausto desperdiçou mais uma chance "meia-boca" para os donos da casa e foi só: Guaratinguetá 1-1 Linense. Ufa!! Com a sensação de meus pecados devidamente pagos por um bom tempo, deixamos o belo estádio, onde fomos muito bem recebidos (um abraço especial ao Fabrício Junqueira, assessor de imprensa do clube), com a esperança de que essas simpáticas equipes possam apresentar um futebol muito melhor, a altura de sua tradição. Em termos de classificação, no entanto, o grupo está bem embolado e tudo pode acontecer.

Grande abraço!

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário