Procure no JP

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Mais uma vez na Série B, e no jogo 1500 do Corinthians no Pacaembu

Fala pessoal,

Começo agora com os posts nos jogos em que estive no último final-de-semana. Graças aos compromissos profissionais e polêmicas à parte, voltei ao Pacaembu para acompanhar um jogo do Campeonato Brasileiro da Série B. E dessa vez era um jogo histórico, o 1500º jogo do Corinthians no Paulo Machado de Carvalho, jogando contra o ABC de Natal.

Não teve como ir em outra partida, já que saí do trabalho somente às três da tarde. Mas valeu para ver a chegada dessa marca histórica para o alvinegro. Dos 1500 jogos no Pacaembu, eu estive a minha humilde presença em 49 deles, e numa marca dessa alcançada, também lembro do meu pai, corintiano fanático e que marcava presença direto por lá nos anos 60 e 70. Em muitos capítulos históricos do time nessas épocas, ele esteve presente... e nada mais justo do que eu estar lá para ver ao vivo a marca dos 1500 jogos.

Não se pode negar que esse jogo estar por aqui tem tudo a ver. Primeiro pois é um torneio de acesso, segundo pois foi apenas a segunda vez na história que o ABC jogou contra o alvinegro em São Paulo. Apenas uma vez, no longínquo 5 de novembro de 1977, o time do parque São Jorge enfrentou o time de Natal como mandante. Quase 31 anos depois, apenas a segunda partida entre os times no estádio paulistano. E o JP também sempre gosta de correr atrás desses eventos difíceis de serem vistos. (Pós-post: ah, e também vale registrar o aniversário de 98 anos do Corinthians comemorado hoje, dia 01/09. E os parabéns do blog ao time do Parque São Jorge)


Um dos raros ataques do ABC durante o jogo, aqui no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Ah, outra coisa, já tinha mais de 10 anos que não via o time profissional do ABC por aqui. A última (e única) vez que vi o time jogar um torneio em terras paulistanas foi em 1998, enfrentando o Juventus por um jogo também válido pela Série B. Mas muito diferente dos moldes atuais, aquele campeonato não tinha nenhum atrativo para a grande mídia, e mesmo assim aquele foi um jogaço. E com a presença maciça do pessoal do JP (ainda bem antes de criarmos o blog) na época.

Mesmo no frio absurdo que fazia, encarei a tarde do sábado então para ver o jogo. Chegando lá, fui buscar um lugar tranquilo no meio dos mais de 20 mil presentes no estádio. Só para constar, ainda vemos vários cambistas rodeando as filas para ingressos. Inclusive um deles em especial até me cumprimentou. É um figura que parece o Nazareno, antigo personagem do Chico Anísio. O cara é tão cara de pau que ainda veio me dizer que não era cambista, e só estava "de passagem" quando comentei que sempre vejo ele no Canindé por exemplo. E a vida segue...


Visão ampla de ataque corintiano no primeiro tempo de partida. Foto: Fernando Martinez.


Ataque pela lateral no segundo tempo do jogo do massacre corintiano. Foto: Fernando Martinez.

Bom, dentro do Pacaembu, vi o Corinthians buscando seu 100º gol na temporada, contra um adversário que dificilmente traria alguma resistência. E como todos podem ver em 9 entre 10 sites por aí, só deu o alvinegro do Parque São Jorge. O atacante Herrera perdeu um dos gols mais feitos do ano, driblando o goleiro e chutando para fora com o gol vazio. Mesmo com a chance perdida, o time ainda fez 2 a 0 no primeiro tempo, gols de Elias e Douglas, em passe preciso do argentino.


O centésimo gol alvinegro no ano, do jogador Chicão em cobrança de pênalti. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo não encarei o hot-dog e só fiquei no salgadinho mesmo, me atualizando das notícias do dia por telefone. No segundo tempo o Timão teve maior tranquilidade, com mais dois gols. O último gol foi o esperado centésimo gol corintiano em 2008, e foi marcado pelo zagueiro Chicão.


O ABC tentou, e só teve chance de marcar quando a zaga do Corinthians afastou mal e quase marcou contra. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Corinthians 4-0 ABC. Vitória fácil para o time do Parque, que ruma de vento em popa para voltar ao lugar que é seu, na Série A em 2009. Já o ABC está com a missão complicada para tentar essa vaga, e além disso precisa tomar cuidado para se livrar de um incômodo rebaixamento.

Bom, depois do jogo escalei as colinas do Pacaembu que levam até a Avenida Dr. Arnaldo. Lá fiz a escala esperada numa ótima lanchonete da região e então pude seguir, congelado, ao meu destino final. Sair de casa à noite de novo com aquele frio todo não dava. E também já fui me preparar para a rodada tripla do domingo. Fazia tempo que não fazia isso...

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário