Procure no JP

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Ramalhão e Briosa empatam pela Copa Paulista

Olá,

Com o objetivo de mostrar aos nossos amigos internautas uma partida válida por uma competição que apareceu pouco no JOGOS PERDIDOS, no domingo pela manhã, segui em direção ao ABC Paulista, mais precisamente à importante cidade de Santo André, para fazer a cobertura, no Estádio Bruno José Daniel, da partida E.C. Santo André x A.A. Portuguesa da cidade de Santos que valeu pela primeira rodada do returno do Grupo 4 da Copa Paulista de Futebol (ex-Copa FPF).

Apenas como lembrança vale registrar que a equipe que conquistar o título dessa competição, será uma das representantes de São Paulo na Copa do Brasil de 2.009. Para não perder o costume, começo apresentando os participantes da partida nas fotos exclusivas que estão abaixo:


E.C. Santo André - Santo André/SP. Foto: Orlando Lacanna.


A.A. Portuguesa - Santos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem formado por Thiago de Oliveira Rosa, seus assistentes Maria Eliza Correia Barbosa e Carlos Alberto Funari, além do quarto árbitro Emiliano Alves Costa. Foto: Orlando Lacanna.

A partida começou equilibrada, com a maioria das jogadas se concentrando entre as duas intermediárias, com poucos chutes em direção aos gols. Essa panorâmica durou até por volta dos vinte minutos, quando as equipes começaram a se soltar mais, sendo que a partir daí, os lances mais perigosos começaram a aparecer.


Disputa de bola junto à lateral. Foto: Orlando Lacanna.

O primeiro lance mais agudo foi do ataque dos visitantes, aos 22 minutos, em jogada pela esquerda realizada por Anderson que obrigou o goleiro andreense Rodrigo a praticar difícil defesa. O Santo André respondeu, aos 25 minutos, por intermédio de Léo numa cobrança de falta que levou perigo à meta defendida por Stivi.


Cruzamento desviado para escanteio pela defesa da Lusa. Foto: Orlando Lacanna.

A partida já havia entrado num ritmo mais movimentado, quando aos 26 minutos, o Ramalhão abriu a contagem num gol anotado por Jonathan desviando de cabeça cruzamento vindo da esquerda que nasceu de uma cobrança de falta.


Goleiro vencido e bola no fundo da meta da Portuguesa no primeiro gol do Santo André. Foto: Orlando Lacanna.

Em desvantagem no marcador, a Lusa forçou mais as jogadas de ataque nos últimos quinze minutos, tendo criado pelo menos duas boas chances de alcançar o empate, que só não aconteceu por conta das boas defesas de Rodrigo, em especial a praticada no puro reflexo, aos 41 minutos, neutralizando uma cabeçada à queima-roupa do zagueirão Bruno Porto, após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo. Apesar das tentativas dos atacantes santistas, o setor defensivo dos donos da casa segurou a onda e, dessa forma, a vantagem de 1 a 0 para o Santo André foi mantida até o fim do primeiro tempo.

Segundo tempo em andamento e, logo no começo, a Portuguesa saiu determinada para o campo de ataque, empurrando o Santo André para o seu campo de defesa, obrigando o goleiro Rodrigo a se redobrar para evitar o empate. A cada minuto que passava ia amadurecendo o gol da Briosa, que finalmente aconteceu aos 17 minutos, marcado por Anderson, cobrando pênalti cometido por Douglas Costa que inclusive acabou sendo expulso por ter recebido o segundo cartão amarelo.


Bola estufando a rede do Santo André no gol de empate da Briosa. Foto: Orlando Lacanna.

Com um atleta a mais, a Portuguesa foi com tudo para cima do Santo André visando a marcação do gol da virada que esteve perto de acontecer por três vezes, com as chances sendo desperdiçadas por precipitações nas conclusões, em especial, a perdida aos 37 minutos por Bruno Porto que, livre de marcação, tocou por cima do goleiro, porém encobriu também a meta e, com isso desperdiçou uma chance de ouro para virar o placar.


Chance de ouro desperdiçada por Bruno Porto. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo com o maior volume de jogo ofensivo da Portuguesa, quem chegou perto de marcar o segundo gol foi o Santo André, que teve um pênalti marcado a seu favor aos 39 minutos. O meia Léo ajeitou a bola na marca da cal e mandou a bola no canto direito do goleiro Stivi que saltou como um gato e praticou espetacular defesa, evitando o segundo gol andreense. Nos acréscimos o Ramalhão chegou com perigo, mas o goleiro santista se fez presente novamente o praticou outra boa defesa.


Pênalti espetacularmente defendido pelo goleiro santista. Foto: Orlando Lacanna.

Final de jogo com o placar apontando Santo André 1 - 1 Portuguesa Santista que manteve o time da casa na zona de classificação com 15 pontos e manteve a Briosa fora do G4, com 10 pontos na quinta posição. Como ainda restam seis jogos para cada equipe, muitas alterações ainda poderão ocorrer na tábua de classificação, até apuração dos quatro times que passarão para a segunda fase.

Depois do apito final, iniciei uma viagem tranqüila de volta para São Paulo para passar o resto do domingo planejando as próximas coberturas e o roteiro do programa na ClicTV.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário