Procure no JP

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Guaratinguetá vence e embola grupo na Série C

Olá,

Após um breve período de ausência, o JOGOS PERDIDOS voltou a cobrir uma partida do Campeonato Brasileiro da Série C e, por conta disso, no domingo à tarde, rumei até a cidade de São José dos Campos, para acompanhar, no Estádio Martins Pereira, a partida entre a equipe do Guaratinguetá F.L. contra o Duque de Caxias F.C. que valeu pela segunda rodada do Grupo 27 da terceira fase do campeonato.

Esse jogo colocou frente a frente duas equipes com campanhas bem diferentes nessa fase, uma vez que a equipe do interior paulista vinha de derrota, enquanto os cariocas tinham como objetivo alcançar sua segunda vitória. Em razão dos resultados da primeira rodada, os três pontos para os "donos" da casa, eram fundamentais para se manterem entre as equipes que brigam pelas duas vagas para a quarta e última fase da competição, porém, mesmo assim, os torcedores do "Tricolor do Vale" não compareceram em grande número (174 pagantes) o que é compreensível, uma vez que a partida foi realizada em São José dos Campos, distante quase 90 km de Guaratinguetá.

Ao chegar no estádio, encontrei o Fernando e o David que já estavam na cidade, desde o início da tarde, por conta da cobertura que foi feita da partida São José x São Paulo pela categoria Sub 20 que foi realizada no Estádio João do Pulo. Depois das saudações de praxe, o Fernando e eu fomos para o gramado para fazermos as tradicionais fotos, mais uma vez exclusivas, dos participantes da partida que apresento abaixo:


Guaratinguetá F.L. - Guaratinguetá/SP (mandando seus jogos em São José dos Campos). Foto: Orlando Lacanna.


Duque de Caxias F.C. - Duque de Caxias/RJ. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem composto por André Luís Martins Dias Lopes (MG), seus assistentes Wenderson Mozzer (MG) e Janette Mara Arcanjo (MG), além do quarto árbitro Guilherme Cereta de Lima (SP). Foto: Orlando Lacanna.

A partida começou meio truncada, com muitas faltas e poucas jogadas de ataque. O primeiro lance mais agudo ocorreu ao 12 minutos, numa jogada pela direita do ataque do Guaratinguetá, realizada por Rogério Baiano que culminou numa boa defesa do goleiro Borges, interceptando cruzamento rasteiro muito perigoso.


Disputa de bola junto à intermediária. Foto: Orlando Lacanna.

Não demorou muito e, aos 19 minutos, o time do Guará realizou outra jogada ofensiva que levou perigo à meta carioca, num voleio com estilo do atacante Waldison, com a bola indo por cima do travessão. A partir daí, o time da "casa" continuou atacando e sempre criando preocupações para o setor defensivo do Duque de Caxias que se segurava na defesa do jeito que dava.


Ataque do Guaratinguetá pela meia direita. Foto: Orlando Lacanna.


Armação de mais uma jogada ofensiva do Tricolor do Vale. Foto: Orlando Lacanna.

O grande momento da primeira etapa aconteceu aos 40 minutos, quando o lateral esquerdo Saletti cobrou, de forma espetacular, uma falta na altura da intermediária, mandando um petardo que entrou no ângulo esquerdo do goleiro Borges que chegou a tocar na bola, porém não conseguiu desviar a bomba que acabou morrendo no fundo da sua meta, decretando a abertura de contagem a favor da "Garça" de Guará. Fazia tempo que eu não via um gol de falta tão bonito como esse. Voltei no tempo e me lembrei de cobranças de faltas magistrais que tive oportunidade de ver ao vivo, executadas por Rivelino, Neto e, para os mais antigos, Pepe do Santos F.C.

A tímida equipe do Duque de Caxias só deu as caras no campo de ataque aos 40 minutos, numa jogada de Giovani que acabou parando nas mãos do goleirão Joilson. Nos últimos cinco minutos não aconteceu mais nada que pudesse chamar a atenção e, dessa forma, a vantagem de 1 a 0 para os paulistas foi mantida até o término do primeiro tempo.

Depois de um intervalo em que o Fernando e eu ficamos conversando sobre as futuras coberturas do JP, a bola voltou a rolar, sendo que, nos primeiros dez minutos o Duque de Caxias ensaiou algumas jogadas mais ofensivas, porém, não demorou muito, e o Guaratinguetá voltou a assumir o comando das ações, tanto que, aos 15 minutos, quase chegou ao seu segundo gol numa jogada que nasceu na direita com um chute cruzado de Diego e que acabou com três ótimas defesas seguidas de Borges, muito embora no último chute o árbitro tenha marcado impedimento.


Disputa de bola junto à linha lateral. Foto: Orlando Lacanna.

O Guaratinguetá se manteve no campo de ataque e, aos 18 minutos o avante Waldison levou perigo à meta carioca, num lance que entrou pela direita, livre de marcação, porém, se precipitou na hora da conclusão e mandou a bola por cima do travessão.


Defesa do goleiro Borges rebatendo cruzamento do ataque paulista. Foto: Orlando Lacanna.

O atacante do Guará, Vagner Carioca, desperdiçou duas excelentes oportunidades aos 25 e 27 minutos, para ampliar o placar, chutando para fora duas bolas recebidas de frente para o gol em ótimas condições para marcar, mas foi infeliz nas conclusões. Nos minutos seguintes a blitz ofensiva do Guará continuou, porém sempre esbarrava nos erros de finalização.


Jogada de ataque pela esquerda do Guará no segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Da mesma maneira que ocorreu ao final da primeira etapa, ao apagar das luzes, o Duque de Caxias deu um susto na defesa do Guará, num chute perigoso de Juninho que passou por cima da meta defendida por Joilson, deixando a pequena torcida local com o coração na mão.

Apesar das várias oportunidades criadas pelos "donos" da casa, a partida foi encerrada com o placar apontando Guaratinguetá 1 - 0 Duque de Caxias que deixou os quatro integrantes do grupo embolados na classificação, todos com três pontos, tornado ainda mais complicada a luta pelas duas vagas ao octogonal final.

Partida encerrada e juntamente com os meus colegas do JP retornei de imediato para São Paulo para aproveitar o resto da noite do domingo para um bom descanso. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário