Procure no JP

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Juventus vence o clássico "Juve-nal" pela Copa Paulista

Boa tarde!

Depois de muito tempo ausente das brilhantes páginas do blog mais alternativo sobre futebol no Brasil, aqui estou eu - The Watcher - presente para mais uma cobertura exclusiva. Os meus amigos do JP não puderam comparecer num clássico na última quarta-feira à tarde, então me convocaram de forma extraordinária para um jogo da Copa Paulista de Futebol na Rua Javari. Em campo, os tradicionais Juventus e Nacional, fazendo o famoso clássico "Juve-nal".

Cheguei cedo no palco grená e pude matar a saudade do terreno juventino. Mesmo sem alguns conhecidos de outrora, alguns velhos monstros sagrados pipocaram por lá, como os amigos Vidro e JR (ex-Jandir), o parisiense Luiz e caras marcadas, como a torcida argentina do Juve. E consegui autorização para as fotos oficiais e exclusivas da peleja:


CA Juventus - São Paulo/SP. Foto: The Watcher.


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: The Watcher.

O jogo reuniu dois times com situações distintas na tabela. O Juventus indo relativamente bem e buscando classificação e o Nacional preparando o time para a Copa São Paulo. Mas a campanha pífia do time preocupa. Esperamos que realmente o time ferroviário possa fazer bom papel na Copinha de 2009. E junto com os monstros sagrados, me dirigi para o ataque juventino no primeiro tempo. Lá, o amigo do pessoal do JP Paolo Gregori, deu o ar da graça e conferiu uma atuação abaixo da média dos dois times.

As equipes erravam passes demais, o Juventus jogava todos os cruzamentos para a linha de fundo e o Nacional não mostrava muita força ofensiva. Tanto que poucas chances foram criadas, e mesmo com a disparidade dos times, o Nacional levou perigo ao gol grená. Sobretudo quando perdeu um gol sem goleiro, e a bola bateu na trave.


Para onde os jogadores estavam olhando? Com certeza algum lugar muito interessante. Foto: The Watcher.


Disputa de bola dentro da área do Nacional no segundo tempo. Foto: The Watcher.

Mas os melhores momentos da primeira etapa ficaram exatamente nas arquibancadas, com o papo sendo colocado em dia depois de tanto tempo ausente dos gramados. Muita história foi relembrada e a saudade pintou forte por ali.

Quando o jogo seguia no seu murcho 0 a 0, o Juventus arrancou seu primeiro gol. Numa bola enfiada, o camisa 10 Deiwid tocou na saída do goleiro e fez a festa com a torcida grená. O jogo seguiu para seu intervalo com a suada vantagem juventina por 1 a 0.


Chance perdida pelo time grená no segundo tempo de jogo. Foto: The Watcher.

Nos 15 minutos de descanso fui tentar provar o famoso sanduíche de mortadela, sempre bem falado nos posts na Javari aqui no JP. Mas o pessoal da organização da Javari resolveu não fazer a iguaria na quarta-feira, temendo o pequeno público. Uma pena, pois nem sei quando voltarei lá. Mas fica a menção honrosa para os salgadinhos de gordura que sempre caem bem na hora da fome.

Para o segundo tempo fomos novamente atrás do ataque juventino, mas vimos quase um show de horrores na Javari. O Nacional levou mais perigo que o Juventus, criando boas (mas poucas) chances de gol. Os grenás se preocupavam mais em cair do que seguir com as jogadas.


Ataque juventino tentando a marcação do segundo gol na partida. Foto: The Watcher.

O papo continuava na medida que o jogo ia seguindo de forma sem graça. O Juventus perdeu a chance de fazer saldo de gols, algo que poderá ser bastante importante num eventual desempate pela vaga na segunda fase. A única chance de perigo foi numa bola na trave esquerda do goleiro do Naça.


Contra-ataque grená que no final das contas não levou perigo. Foto: The Watcher.

Mas o tempo passava e sentíamos que daquele mato não sairia mais coelho nenhum. E o jogo terminou mesmo Juventus 1-0 Nacional. Com essa vitória, o time grená volta ao grupo de classificação para a segunda fase, faltando três jogos para a decisão do grupo. Para o Naça, fica a certeza que o time precisa melhorar em alguns pontos caso queira mesmo uma campanha digna na Copinha.

Após essa agradável tarde segui para o conforto do meu lar, e só tenho a agradecer mais uma vez pelo espaço aqui no blog mais "cult" sobre futebol no Brasil, o JP.

Excelsior

The Watcher

Nenhum comentário:

Postar um comentário