Procure no JP

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Goleada Atleticana no Sub-20

Olá pessoal,

Na última quarta-feira fui a Belo Horizonte para compromissos profissionais e conseguiu dar uma escapada até Vespasiano, mais precisamente na Cidade do Galo, o centro de treinamento do Atlético Mineiro, onde sua equipe enfrentou o Rio San de São Francisco pelo Campeonato Mineiro da categoria Júnior, chamado de Sub-20 em São Paulo. Como cheguei no exato momento em que a partida era iniciada, somente consegui tirar as fotos das equipes posadas no intervalo, aí vão elas:


Clube Atlético Mineiro (sub-20) - Belo Horizonte/MG. Foto: Victor Minhoto.


Clube Recreativo Rio San de São Francisco (sub-20) - São Francisco/MG. Foto: Victor Minhoto.


Árbitro Érik Geovani Fernandes e assistentes Marciano Pires de Lima e Vivaldi Pedro Baeta. Foto: Victor Minhoto.

Antes de falar do jogo vamos contar um pouco do Rio San. Segundo informações de seus representantes a equipe foi fundada em 01/10/06 e já este ano ingressou no campeonato mineiro da categoria júnior. Quanto a eventual participação em campeonatos profissionais, essa possibilidade existe desde que a equipe consiga verbas para tal fim. Já o uniforme amarelo que pode ser visto na foto é o reserva, sendo que o titular é azul. Por fim, ainda cabe ressaltar que a equipe viajou 12 horas de ônibus, chegando na Cidade do Galo ao meio-dia e após o jogo seguiria direto para São Francisco.


De forma inédita no JP, o escudo do Rio San. Foto: Victor Minhoto.

Quanto ao jogo, como era previsto, a equipe atleticana mostrou melhor capacitadede técnica e tática desde o início da partida e, mesmo jogando em ritmo de treino fez com que a partida ficasse fácil. Logo aos 12 minuntos, após um cruzamento rasteiro que passou na frente da zaga amarela, o camisa 7 Iuri chutou a bola no canto direito do goleiro adversário abrindo o placar.

Mesmo sem precisar se empenhar muito o Galo continuou massacrando o adversário que quase não conseguia passar do meio de campo, tanto que aos 32 minutos, após roubar a bola do zagueiro visitante o camisa 9 Cristiano acertou um forte chute no canto direito da meta adversária fazendo o segundo gol do jogo. Depois disso a partida ficou morna até seu intervalo.


Detalhe do primeiro gol da partida marcado por Iuri. Foto: Victor Minhoto.

O Atlético voltou com mais fome de bola para o segundo tempo, esse fato somado ao visível cansaço dos atletas do Rio San tornou a partida mais fácil ainda. Tanto que logo aos 17 minutos o centroavante Cristiano fez o terceiro da equipe após se antecipar e desviar um chute que ia para as mãos do goleiro do Rio San. O jogo seguiu no mesmo ritmo e aos 29 minuntos o artilheiro Cristiano fez seu terceiro na partida e quarto do Galo ao acertar um belo chute rasteiro no canto esquerdo do arqueiro no Norte de Minas.


O artilheiro Cristiano faz mais um gol na fácil vitória atleticana. Foto: Victor Minhoto.

Quem imaginou que havia acabado se enganou, aos 35 minutos o camisa 18 Adnam fez o quinto para os mandantes, demonstrando claramente a fragilidade do adversário. A partir deste gol parece que o Atlético se deu por satisfeito, o que fez com que o Rio San se aventurasse mais aos ataque, momento em que conseguiu de forma seguida as únicas três chances de gol que teve em toda a partida. Como o goleiro atleticano estava em boa forma impediu qualquer reação adversária.


Disputa de bola acirrada ainda durante a 1ª etapa. Foto: Victor Minhoto.

Como o Rio San se aventurou ao ataque, sua fraca defesa ficou mais exposta e, mesmo sem se esforçar muito, o Galo, aos 38 minutos, chegou ao sexto gol através do camisa 6 Léo, que apenas teve o trabalho de escorar a bola após um cruzamento da direita. Como não havia tempo para mais nada a partida foi encerrada com placar de Atlético 6x0 Rio San.

Esta partida demonstrou que certamente o Galo é um forte concorrente ao título, o que não é nenhuma surpresa. Já para o Rio San, apesar da goleada, a equipe encontra-se satisfeita por estar jogando a 2ª fase do campeonato mineiro júnior já no seu primeiro ano de atividades.

Até a próxima,

Victor

Nenhum comentário:

Postar um comentário