Procure no JP

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Começa o I Paulista Amador

Fala povo!

No último domingo, e para variar um pouco as coberturas esportivas aqui do JP, resolvi acordar cedo para acompanhar um novo campeonato que começou na cidade de São Paulo. Foi o início do I Campeonato Paulista Amador, e estava lá mesmo sendo amador pois o mesmo é organizado pela FPF. Como o tradicional Amador do Estado não conta com times da capital, foi criado esse torneio, que reune 128 equipes em jogos mata-mata e que chegará a um campeão em dezembro. O Campeonato reune times tradicionais da várzea paulistana, sempre com muita torcida e emoção.


A escola de samba Unidos da Vila Maria mostrando seu som no gramado e o time do Cruz da Esperança saudando sua grande torcida presente no Canindé. Fotos: Fernando Martinez.

Os dois jogos que acompanhei aconteceram no Estádio do Canindé, e até uma simpática cerimônia de abertura aconteceu. E mesmo com um sol cabulosíssimo, os jogos que vi foram ótimos. O primeiro foi entre os times do Cruz da Esperança de Santana e do Lagoinha da Vila Maria. Grande torcida dos dois times marcaram presença.

E pude ver um belo jogo de futebol, com o time de Santana dominando o jogo no primeiro tempo. Mas seus atacantes perderam gols demais, para desespero dos seus torcedores. E o placar não foi inaugurado nessa primeira etapa.


Lance do jogo entre Cruz da Esperança e Lagoinha no Canindé. Foto: Fernando Martinez.


Chance perdida pelo time amarelo e preto no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Mas no segundo tempo o jogo ficou com muitas emoções, como diria o Rei. Em 7 minutos, três gols para o deleite da torcida: aos 3 minutos o Lagoinha abriu o marcador, aos 4 o Cruz da Esperança empatou, e aos 7 o Lagoinha passou de novo à frente do placar. Festa nas arquibancadas. E o jogo seguiua assim até seu final, com o time de Santa pressionando, mas o lagoinha segurando o placar. Mas quase nos acréscimos, o Cruz empatou e fechou o placar: Cruz da Esperança 2-2 Lagoinha.


O Lagoinha abre o placar com seu goleiro marcando de pênalti. Foto: Fernando Martinez.


Lance do segundo gol do Lagoinha. Foto: Fernando Martinez.

Depois desse jogão, a segunda partida do dia foi um clássico do meu bairro, o bairro do Pari. O jogo reuniu os times tradicionalíssimos do Vigor e do Serra Morena, cujos campos ficam pertinho de casa. E com torcida dos dois times, o jogo começou quente. Ah, nessa peleja, o David também esteve presente, desafiando o calor de 35 graus na cidade.

O Serra Morena dominou a partida desde seu primeiro minuto, mas seus atacantes perderam gols que até o David e o seu Natal juntos fariam. Seus torcedores ficaram loucos com tamanho desperdício de oportunidades.


Ataque do Serra Morena no começo do jogo. Foto: Fernando Martinez.


Atacante do AASM, sozinho, perde chance incrível. Foto: Fernando Martinez.

E seguindo o esquema "quem não faz toma", o Vigor acabou marcando o seu gol no primeiro tempo, na única boa chance do seu ataque. No começo do segundo tempo, logo aos 38 segundos, o Vigor então marcou mais um gol, num chutaço de fora da área e ampliou a vantagem. Mas aí o time vermelho acordou e acabou empatando o jogo de forma dramática, em duas cobranças de pênalti, a segunda delas nos acréscimos do jogo.


Ataque do Vigor no segundo tempo sofrendo a marcação do zagueiro do Serra Morena. Foto: Fernando Martinez.


Primeiro gol do Serra Morena, de pênalti. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Vigor 2-2 Serra Morena. Nas duas partidas acabou tudo igual, e a decisão fica pra semana que vem. Depois desses jogos, e exaustos com o calor incrível, fomos para casa aguardar a presença do grande Jurandyr com seu novo possante 1988 para irmos ver um joguinho no interior...

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário