Procure no JP

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Jogo perdido numa sexta à tarde: O jogo 999 do JP

Fala pessoal!

Na última sexta-feira, tivemos mais um joguinho perdido no nosso futebol paulista. E dá-lhe perdido, parte do JP (eu, Emerson, seu Natal e um inanimado JR) viu um jogo do Campeonato Paulista sub-20 da 1ª divisão entre dois dos piores times até aqui no torneio. Com oito derrotas somadas em oito jogos das duas equipes, tivemos o clássico paulistano entre Nacional e Juventus no Estádio Nicolau Alayon, também conhecido como Comendador Souza.

E mais do que um jogo perdido, esse foi o 999º jogo com cobertura in loco do JOGOS PERDIDOS. E abrindo a festa do final-de-semana, conseguimos mais uma vez as fotos posadas, com grande colaboração das comissões técnicas dos times e do trio de arbitragem.


Nacional AC (sub-20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


CA Juventus (sub-20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


O árbitro Luciano Alves de Lima, os auxiliares Márcio Jacob e Daniel Ziolli e o quarto árbitro Rodrigo Augusto Rodrigues, posam junto com os capitães. Foto: Fernando Martinez.

Como disse anteriormente, os dois times fazem campanhas ruins até aqui. Junto com Osvaldo Cruz, Primavera e Bragantino, não ganharam nenhum ponto ainda e já tomaram algumas goleadas: o Nacional tomou 4 a 0 do São Caetano e 3 a 0 do Corinthians, enquanto o Juventus foi mais longe, tomou 6 a 1 do mesmo alvinegro e 8 a 0 (!) do Santo André. Essa era a maior chance dos primeiros pontos no torneio.

E o jogo começou bastante equilibrado, com os dois times se estudando. Aos poucos, o Nacional foi gostando mais do jogo e não demorou muito para abrir o marcador em cobrança precisa de pênalti. O Juventus se lançou ao ataque, mas perdeu a chance de ouro de empatar também em penalidade máxima, já que seu atacante mandou a bola pra lua.


O Nacional faz um a zero no placar em cobrança de pênalti. Foto: Fernando Martinez.


Já o Juventus perde a chance do empate, para infelicidade do técnico do time principal Márcio Bittencourt, presente no estádio. Foto: Fernando Martinez.

O jogo seguiu com mais chances para o time ferroviário, que acabou transformando esse domínio no segundo gol, pouco antes do final do primeiro tempo. No intervalo então, a partida tinha seu placar parcial de 2 a 0 para o Nacional. No intervalo fomos curtir então os sorvetes monstro do tiozinho que sempre está por lá. Sem falar coisa com coisa, ele nos brinda com seus sorvetes "naturais".


Zaga do Juventus impedindo ataque nacionalino no final do primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

No começo da segunda etapa, o Nacional logo marcou seu terceiro gol, em bobeada geral da zaga juventina. Depois desse gol, quando o Juventus estava moribundo em campo, o Nacional perdeu uma chance clara para o quarto gol. Aliás, ele fez o quarto gol, mas antes da bola entrar, um dos atacantes tocou na bola, mas esqueceu que estava impedido. Essa bobeira acabou acordando o morto time grená.

Logo após, o árbitro marcou um pênalti bastante contestado pelo time do Nacional, mas que acabou convertido pelo atacante grená. E agora era a vez do Juventus passar a mandar no jogo.


Primeiro gol grená no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

Numa pressão fortíssima, o time grená então chegou de forma heróica ao seu segundo gol por volta dos 25 minutos. Depois de cobrança de escanteio, o atacante juventino subiu mais alto e fez o segundo e colocou mais fogo no jogo. Depois do gol os times se lançaram a posições bem específicas: o Nacional se defender e o Juventus atacar.


Lance do segundo gol juventino na partida emocionante contra o Nacional. Foto: Fernando Martinez.


Disputa de bola no meio-de-campo. Foto: Fernando Martinez.

Mas no final a partida ficou por aí mesmo. Final de jogo: Nacional 3-2 Juventus. E o Naça consegue seus primeiros três pontos no campeonato, e o Juventus amarga sua quinta derrota e vira o turno sem nenhum ponto conquistado.

Depois do jogo, voltei para casa lamentando que o jogo da Portuguesa pela Série B teria portões fechados. Mas de outro lado feliz por poder comemorar o milésimo jogo do JP no sábado cedo! Uma marca histórica que poucos órgãos de imprensa alcançaram em pouco tempo...

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário