Procure no JP

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Força larga na frente pela Segundona

Fala pessoal!

No sábado cedo, caí da cama e resolvi de forma heróica enfrentar o clima desértico que cai sobre São Paulo. Com uma névoa gigante tomando conta da cidade, umidade do ar que faz inveja aos desertos mundiais e um sono gigante, segui para mais um jogo com cobertura do JOGOS PERDIDOS.

Novamente com a providencial carona do seu Natal, seguimos até a cidade de Caieiras para um jogo da primeira rodada da terceira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. A partida em questão foi no Estádio Carlos Ferracini e reuniu os times do Força e do Lemense. Bom, antes de falar do jogo, vamos novamente as fotos oficiais e exclusivas da partida:


Força EC - São Paulo/SP (mas mandando seus jogos em Caieiras). Foto: Fernando Martinez.


CA Lemense - Leme/SP. Foto: Fernando Martinez.


Os capitães dos times com o árbitro Cristiano Nalesso e os auxiliares Evandro Silveira e Newton Barreira. Foto: Fernando Martinez.

Os times estão em um grupo complicado nessa terceira e decisiva fase da segundona, junto com ECUS e Oeste Paulista. Seguindo a velha máxima, fazer o placar em casa é obrigatório para quem busca uma sonhada vaga na A3 de 2008. Mas nesse sábado o calor na cidade de Caieiras era simplesmente horroroso, e influiu no aproveitamento dos times durante os 90 minutos. O Força começou melhor, e com pouco tempo de partida já tinha colocado duas bolas na trave azul.


Tentativa de saída para o ataque do time do Lemense. Foto: Fernando Martinez.

Aos poucos o Lemense se achou em campo e não deu mais espaços tão claros à equipe laranja. Mas nem de longe fazia uma partida como as que nós do JP vimos durante o campeonato, tanto em Leme quanto fora de casa. Mesmo assim, o time teve duas boas chances de abrir o marcador, primeiro numa boa cobrança de falta de Thiago e depois quando Oliveira perdeu gol sem goleiro nos acréscimos da primeira etapa.


Jogo duro em Caieiras, com os dois times marcando demais. Foto: Fernando Martinez.


Goleiro do Força livra o time do perigo. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo, não tive como resistir... desabei nas arquibancadas do local e dormi os vinte minutos do intervalo. Caso não fosse o "sistema seu Natal de acordar alguém", com chutes surreais, não teria visto o segundo tempo. Nem quem gosta de calor estava agüentando o clima por lá. Bom, e para o segundo tempo esperávamos um melhor jogo, mesmo com o sol de meio-dia aparecendo.

E o jogo melhorou um pouquinho, mas nada que fosse assim uma Brastemp. O Força voltou melhor, mas numa pressão sem muitos objetivos, enquanto o Lemense buscava mesmo se defender.


Ainda no primeiro tempo, goleiro do Lemense faz boa defesa. Foto: Fernando Martinez.

Mas aos 17 minutos uma luz apareceu e o gol finalmente surgiu, e ele veio para quem merecia mais. Numa jogada rápida do ataque, um pênalti foi marcado para os donos da casa. Na cobrança, Pelé chutou mal e o goleiro defendeu, mas ele deu rebote que caiu nos pés do camisa 10 Diego, que só empurrou para as redes. Festa nas arquibancadas, com a infeliz presença dos sempre chatos (poucos) torcedores que ficam lançando intermináveis bombas e rojões que incomodam bastante.


Detalhe da cobrança de pênalti que originou o gol do Força. Foto: Fernando Martinez.

Depois do gol, o Lemense finalmente acordou e colocou fogo na partida. O time melhorou bastante e perdeu boas oportunidades de levar o empate para Leme. Mas os atacantes não estavam em dia inspirado. A melhor chance foi numa cabeçada linda do goleiro Ivan (ele mesmo!), que nos acréscimos assustou a torcida do Força. Mas o dia não era do Lemense.


Ataque do Lemense no final do jogo, e todo mundo dentro da área do Força! Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Força 1-0 Lemense... e o Força larga na frente nesse difícil grupo, já que ECUS e Oeste Paulista empataram o outro jogo. Mas ainda é só o começo e tudo pode mudar... Depois de praticamente fritar nas arquibancadas de Caieiras, o seu Natal e eu voltamos para São Paulo e durante o trajeto mudamos de programação do jogo da tarde umas 517 vezes. E o Emerson contará a história do que fomos ver na sessão vespertina do sábado!

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário