Procure no JP

terça-feira, 20 de novembro de 2007

No duelo dos rubros a garra negra superou o brio verde

Olá amigos, saudações!

Neste domingo, viajei até a vizinha cidade de Santos, no Estádio Ulrico Mursa, para acompanhar a partida de volta de uma das semifinais da Copa FPF - Energil C, entre a A.A. Portuguesa, que precisava da vitória, e a A.A. Flamengo, que jogava por um empate, pois havia vencido a partida de ida por 2 a 1. Seguem as fotos oficiais.


A.A. Portuguesa - Santos / SP. Foto: Estevan Mazzuia.


A.A. Flamengo - Guarulhos / SP. Foto: Estevan Mazzuia.


Quarteto de arbitragem, formado pelo árbitro Rodrigo Martins Cintra; pelos assistentes Rogério Gomes da Silva e Rafael Carlos da Cruz e o quarto árbitro José Roberto Marques, junto com os capitães das equipes. Foto: Estevan Mazzuia.

Apesar do calor forte, mas suportável, a partida foi bastante disputada, e seguia com um clima forte de vitória do time da casa, que havia feito a melhor campanha da primeira fase. Aos 13 minutos, após escanteio da direita, a zaga do Flamengo salvou em cima da linha um gol certo, após um tiro de cabeça. Dez minutos depois, Wendell recebeu uma bola na direita e perdeu uma chance incrível.


Disputa de bola no ataque do Flamengo. Foto: Estevan Mazzuia.

Jogando com o regulamento debaixo do braço, o rubro-negro teve sucesso em frear o brio adversário, e levar a partida para o intervalo sem abertura de contagem.


Partida bastante disputada debaixo do sol forte. Foto: Estevan Mazzuia.

Na segunda etapa, o Flamengo assustou logo aos 17 minutos, com Rogerinho, seu único atacante, cabeceando uma bola no travessão, e olhando ela cair caprichosa sobre a linha da meta. Aos 32 minutos, a Briosa sentiria o gosto da classificação: após uma linda triangulação na área, Caconde apareceu livre diante do arqueiro Neto, e não teve perdão, abrindo o placar.


Falta para a Portuguesa na segunda etapa. Foto: Estevan Mazzuia.

Mas a alegria lusitana durou apenas 6 minutos. O oportunista Rogerinho foi lançado na pequena área, levantou a perna direita mais alto que o zagueiro e, de quebra, ainda deslocou o goleiro Kiko, fazendo o gol da classificação. Fim de jogo, Portuguesa 1-1 Flamengo, com festa para os visitantes, que farão a decisão do título contra o Galo de Limeira.

Foi isso, abraços!

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário