Procure no JP

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2006

Paulista Série A3: SEV 0-0 Osvaldo Cruz

Opa!

Agora vamos com os posts dos joguinhos que acompanhamos no último final-de-semana. Sábado de manhã, devido ao cansaço, sono e principalmente pelo calor insuportável, acabei não participando da jornada até a cidade de Mauá. Decidi por apenas participar da jornada vespertina do dia. Com 99% de certeza de ir no Nacional, acabei de última hora sendo convidado a seguir numa viagem que nunca tinha feito. Seguir até a cidade de Indaiatuba, mais precisamente no Estádio Ítalo Mário Limongi e ver um jogo de campo neutro: SEV, que está aguardando a conclusão das obras no estádio de Hortolândia, para mandar os jogos lá e Osvaldo Cruz. Foi a primeira partida do SEV "em casa" e a primeira partida do Osvaldo Cruz depois do seu acesso em 2005.

Na jornada, além da minha pessoa, o Jurandyr, o Orlando e o Seu Natal, na sua primeira viagem com a turma do JOGOS PERDIDOS. Confortavelmente instalados no super-táxi dele e com o ar-condicionado no grau mais alto de frio, seguimos pela Anhangüera até a bela cidade de Indaiatuba. Chegando lá, com um sol pra cada um, já garantimos nosso lugar nas arquibancadas do local.


Entrada em campo das duas equipes: SEV e Osvaldo Cruz. Todos lá chamam a equipe só de "Hortolândia", e como eles não tem mais nenhuma relação com a cidade de Votuporanga, é mais um time para a nossa Lista. Fotos: Fernando Martinez.

Justamente em virtude do sol e de não termos nenhum ventinho, o jogo ficou um tanto quanto moroso na primeira etapa. Até por volta dos vinte minutos o jogo foi dominado pelo time da casa, que perdeu algumas chances razoáveis. Aos poucos o Osvaldo Cruz foi gostando do jogo e começou a assustar o time de Hortolândia esporadicamente. Nos meados do jogo, o time visitante passou a dominar de vez a partida, e com a expulsão de um dos jogadores do SEV ainda nesse primeiro tempo, o time de Osvaldo Cruz passou a dominar por completo a partida.


Ataque do Osvaldo Cruz na primeira etapa, não tão boa tecnicamente devido ao grande calor na cidade de Indaiatuba. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo fomos passear pelo estádio, já que nunca tinha ido lá. Mesmo um pouco mal-acabado, o Ítalo Mário Limongi é um local bem agradável para se ver um jogo de futebol. Mas tenho certeza que é mais agradável ainda sem o calor que fez lá no sábado.


Detalhes de um dos espaços abaixo da arquibancada do estádio. Uma espécie de oficina, com fios perigosos por lá e o Seu Natal, dando uma relaxada antes do segundo tempo. Fotos: Fernando Martinez.

Para o início do segundo tempo, conseguimos um lugarzinho com uma sombra bem sem-vergonha atrás do ataque do Osvaldo Cruz, e não demos azar, graças ao desempenho pífio do time da casa nessa etapa. O time do Osvaldo Cruz dominou por completo a partida, e o time da casa não fez um ataque sequer que levasse o mínimo perigo ao gol adversário.


Uma das chances de gol mais perdidas da história. Sozinho, o atacante Samuel consegue mandar a bola pra fora do gol do SEV. Notem que a bola passou muito rente à trave do time da casa, e por sorte não entrou. Foto: Fernando Martinez.

Os atacantes do Osvaldo Cruz provavelmente não estavam num astral legal, pois se cansaram de perder chances de gol. Se o time fosse um pouco mais eficiente no seu ataque, eles teriam marcado quatro ou cinco gols. Mas, lance após lance, ataque após ataque, só faziam a comissão técnica da equipe se irritar com tanta ineficiência.


Mais um ataque, mais uma chance perdida para o time do Osvaldo Cruz. Foto: Fernando Martinez.

No final, o resultado não poderia ser outro: SEV 0-0 Osvaldo Cruz. O time do SEV deu graças a Deus por ter conseguindo esse pontinho. Ao Osvaldo Cruz restam as lamentações, e a certeza que esses dois pontos podem fazer muita falta no final. Saindo de lá, fomos conferir mais um ponto turístico da cidade: o estádio do Esporte Clube XV de Novembro, o XV de Indaiatuba. O time jogou o futebol profissional em 1977 e 1978 e depois nunca mais voltou. Tiramos algumas fotos da fachada, pois o local estava fechado. Mas que vale para irmos lá mais algumas vezes.


A fachada do Estádio Ítalo Mário Limongi. A dois quarteirões dali, o escudo do XV de Indaiatuba, no portão de entrada do seu estádio. Fotos: Fernando Martinez.


Na entrada do estádio do EC XV de Indaiatuba, o Orlando, eu e o Seu Natal curtindo o local. Bem que o time poderia voltar ao futebol profissional um dia hein? Foto: Jurandyr Junior.

Depois disso, a volta foi bem tranqüila. Mesmo dominados pelo cansaço, o Jurandyr fez as vezes de Antônio Alves, o Taxista, e nos trouxe até a grande SP novamente. Com a trilha sonora do Corinthians e Bragantino chegamos rápido, e a tempo de ouvir mais uma goleada do Timão.


A hora fatal, a hora do pagamento. Depois de muita conversa, o Jurandyr ficou 17 reais mais pobre. Notem a genial máquina manual de cartão de crédito... há muuuuuuuito tempo não via uma dessas. Fantástico! Fotos: Fernando Martinez.

Por ora é só. Logo mais tem os posts com os jogos de domingo!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário