Procure no JP

domingo, 26 de fevereiro de 2006

Paulista Série A1: São Caetano 1-0 Portuguesa

Opa,

Em ritmo de carnaval alternativo, com muitos filmes e rock and roll, vamos com os posts reduzidíssimos desse fim-de-semana, mais precisamente do sábado de carnaval (e esse aqui da sexta-feira). Não tínhamos muitas opções, então fomos com o básico mesmo. Na sexta-feira iniciamos a folia com o jogo entre São Caetano e Portuguesa, no Anacleto Campanella. Junto comigo, o Mìlton, mostrando que nós dois somos os verdadeiros ratos do Anacleto, já que é difícil a gente não ir lá.

Devidamente postados no estádio quase vazio (como sempre), vimos um lance estranho logo no início da partida: a queda do jogador Somália e o desespero de todos dentro de campo. De onde estávamos não conseguimos perceber nada de errado, mas graças à reação dos jogadores, médicos e arbitragem, nos preocupamos bastante, já que a ambulância teve que entrar em campo e retirar o jogador às pressas. Ainda bem que só foi um susto.


Desespero dos jogadores de São Caetano e Portuguesa no Anacleto Campanella. O jogador Somália tropeçou e bateu a cabeça num jogador luso e começou a ter convulsões. O povo do Azulão já se lembrou daquele fatídico dia em que o Serginho morreu. Ainda bem que não houve nada de mais sério. Foto: Fernando Martinez.

Com tudo agora em ordem, tivemos um jogo modorrento no ABC. A Portuguesa deve ter o pior time dos últimos vinte anos, no mínimo. Uma equipe que não cria nada, não leva perigo ao gol adversário e parece que dorme em campo, não tem um futuro muito brilhante, não. Não que o São Caetano tenha uma máquina (que não tem), mas ficou claro desde o começo que o Azulão se sairia melhor no jogo.

Ainda que, no primeiro tempo, o jogo tenha sido equilibrado, as chances mais perigosas foram do São Caetano. A Portuguesa até tentou, mas sem sucesso, chegar ao gol do time da casa.


Um dos raros ataques da Lusa no primeiro tempo da partida. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo a Lusa voltou pior e o São Caetano buscando mais o ataque. Nisso, o gol não demorou a sair, e numa boa jogada do seu ataque, o Azulão fez 1 a 0 depois de rebote do goleiro Gléguer. Depois disso, a Portuguesa não fez nada para que o resultado fosse alterado e parou nisso mesmo.


Ataque do Azulão no segundo tempo graças à fadiga lusitana. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: São Caetano 1-0 Portuguesa. A Lusa está com 11 pontos e louquinha para experimentar uma temporada na Série A2. Se não abrir o olho, cai mesmo, já que serão 4 equipes rebaixadas. Já o Azulão está naquele chove-não-molha, não almeja o título, mas apenas uma colocação razoável (e está conseguindo).

Depois tem os posts do sábado!

Até

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário