Procure no JP

terça-feira, 21 de fevereiro de 2006

Paulista Série A1: Portuguesa 0-2 Rio Branco

Fala povo!

Bom, conforme já relatado no post anterior, fiz uma verdadeira via-crucis para ver meu segundo jogo no domingo. Mas o esforço valia a pena, já que provavelmente foi o último da Lusa fora do Canindé - e na Comendador Souza - nesse paulistão. O jogo foi Portuguesa e Rio Branco, onde a equipe rubro-verde teve mais uma chance de mostrar um bom futebol diante da sua torcida. Lá chegando, já estavam presentes o Jurandyr, o Mílton e o Seu Natal.

Agora, mais uma vez fica a indignação: vinte (20) reais vale para ver um jogo desse horroroso time da Portuguesa? Enquanto o jogo do Corinthians na Libertadores custa 15 mangos na arquibancada do Pacaembu, pagamos 20 reais para ver a Lusa no Nacional. Um absurdo! Talvez isso explique o "grande" público presente lá, de cerca de 700 pessoas (!!).

Bom, falar do jogo é bem fácil. Portuguesa com um time medonho, sem inspiração alguma, com os jogadores dormindo e um técnico limitadíssimo. O Rio Branco, que tem um time bastante fraco, soube ser bem mais efetivo que o time do Canindé.


Escanteio para a Portuguesa ainda no primeiro tempo do jogo contra o Rio Branco. Foto: Fernando Martinez.

O Rio Branco chegou ao seu gol de forma fácil e sem incomodação. À Portuguesa, restou ainda a marcação de um pênalti, cobrado de forma bisonha e ridícula pelo Sílvio Criciúma. Depois de muito tormento, o jogo foi para o intervalo em 1 a 0.


O sempre revoltado Sardinha xingando todo mundo. Milton, Jurandyr e Seu Natal apáticos com a apatia lusitana. Fotos: Fernando Martinez.

O segundo tempo não foi muito diferente. A Portuguesa dominou territorialmente a partida, mas na hora de chutar, nada! Com uma incompetência que irritava até os mais calminhos, o time nem assustava o time de Americana, que passou a levar perigo em alguns contra-ataques.


Johnson apostando corrida com um defensor do Rio Branco. Foto: Fernando Martinez.

E num desses escanteios, o Rio Branco chegou ao seu segundo gol. Num dos mais belos gols que vi no ano, o jogador Nunes deitou e rolou dentro da área rubro-verde e com uma calma incomum marcou seu gol. O que já estava difícil, ficou pior ainda. A torcida, indignada, pedia diretores novos e mais jogadores. Até o final foi esse marasmo lusitano.


Mais um lance da Portuguesa e mais um gol perdido. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Portuguesa 0-2 Rio Branco. A Lusa precisa acordar, já que está pertinho, pertinho da zona de rebaixamento.

E foi só, na semana tem mais doideiras por aí. Fiquem ligados!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário