Procure no JP

domingo, 26 de fevereiro de 2006

Paulista Série A2: Palmeiras B 3-0 Sorocaba

Opa,

Agora vamos com mais um post dos jogos vistos pelo JOGOS PERDIDOS no sábado de carnaval. Tínhamos algumas escolhas, eu por exemplo, quase fui ao Pacaembu, mas decidi no final ir ao Parque Antárctica, ver o jogo entre Palmeiras B e Sorocaba, pela Série A2. Mal sabia que acabaria quase me arrependendo, tudo por causa do tratamento "VIP" que ganhei por lá.

A palhaçada já começou no guichê. Se alguém que nos lê aqui já foi ver algum jogo do time B do alviverde, deve conhecer um bilheteiro - que infelizmente não sei o nome - que é um exemplo de grosseria, má-vontade, estupidez e falta de educação. Cheguei com o jogo acabando de começar e o mesmo disse que não havia mais ingressos para a numerada descoberta do Parque. Isso no mínimo soou ridículo, já que com certeza não haveriam 5 mil pessoas nessa partida. Mas de qualquer forma fui OBRIGADO a comprar (com o querido bilheteiro falando "se não quiser esse, vai pra casa e não enche o saco!"... uma simpatia!) a meia-entrada da numerada coberta, com valor de 10 reais.

Para a minha surpresa, o público pagante lá foi de 64 pessoas, e mais surpreendente ainda, é que logo após eu sair do guichê, esse bilheteiro retardado ainda vendeu três ingressos de meia-entrada descoberta para pessoas que estavam atrás de mim na fila. Ou seja, ele vende o ingresso que quer, dependendo se ele for com a sua cara ou não. Para emendar, ainda não fui autorizado a entrar com meu guarda-chuva no estádio, e não pensem que é aquele com ponta. É um de mão, quebrado e que não oferece perigo a ninguém.

Mas os PM's, com sua tradicional simpatia, disseram que eu não ia entrar com aquilo. Ainda argumentei que nos outros jogos lá não tive problema e de bate-pronto tive a resposta: "Aí não é problema nosso, já que não estávamos aqui nos outros jogos." Genial! No fim das contas, muquiei meu artefato embaixo das catracas na entrada. Bom, já com a paciência zero, nem imaginava mais curtir direito o jogo. Lá entrando encontrei o Jurandyr, o David e o Mílton, perdidos na numerada descoberta.


Lance no meio-campo do jogo entre Palmeiras B e Sorocaba. Foto: Fernando Martinez.

Com tanta besteira que o Jurandyr fala, acabei me acalmando e comecei a curtir o jogo. Tudo bem que foi irritante ver o Palmeiras B jogar, dominar o jogo e conseguir a façanha de perder tantos gols. Se o time tivesse um pouco mais de calma, já teria saído para o intervalo com uma vitória definida. E com um pênalti mal batido, e defendido pelo goleiro Marcelo Flores, o jogo foi em 0 a 0 para o intervalo mesmo.


Goleiro Marcelo Flores do Sorocaba defende penal muito mal batido pelo Palmeiras B. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo, o jogo não mudou. O Palmeiras B acabando com o jogo - acredito que seja o melhor time do alviverde B que já tenha sido montado desde sua formação, no ano 2000 - e o Sorocaba só na defesa, sem fazer nada para ameaçar o gol do time da casa. Quando o 0 a 0 já parecia definitivo, mais um penal para o Palmeiras B. O que rolou? Mais uma cobrança desperdiçada, agora com a bola indo para a trave.


Mais um lance da partida entre Palmeiras B e Sorocaba no Parque Antárctica. Foto: Fernando Martinez.

Mas no final o verde acabou colocando a cabeça no lugar, e começou a marcar seus gols, mais do que merecidos. Três a zero foi pouco, e só não foi mais graças às defesas importantes do goleiro do Atlético Sorocaba.


O Jurandyr e o David decifrando o que há na carteira do nosso querido "quase-ator", de um lado a lista de jogos do rapaz, e o rótulo do Refrigerante Mineirinho, muito conhecido nas terras fluminenses. Ao lado, eu pegando meu guarda-chuva de volta no final do jogo, depois de ter muquiado ele direitinho. Fotos: Fernando Martinez e Jurandyr Junior.

Final de jogo: Palmeiras B 3-0 Sorocaba. Uma vitória maiúscula para o melhor time no Palestra Itália. Por enquanto é só. Amanhã tem mais post especial, ainda com a minha viagem ao Sul em 2004.

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário